quinta-feira, outubro 15, 2020

    Tag: Sueli Carneiro

    Thula Pires (Foto: André Melo Andrade/Folha de S.Paulo )

    Reverenciando Sueli Carneiro: A contribuição de seus escritos para o Direito

    No dia 15 de julho de 2020, nos encontramos para celebrar os 70 anos de Sueli Carneiro. Participaram desse encontro a própria Sueli Carneiro, Maria Sylvia Oliveira, Bianca Santana, Elaine Pimentel, Winnie Bueno e eu, Thula Pires. Tomamos o auditório virtual da Ordem das Advogadas de São Paulo, a convite de Maria Sylvia Oliveira, representando a Comissão da Igualdade Racial da OAB-SP¹. Foi um momento de muita alegria, de celebração da vida e da possibilidade de agregar longevidade e continuidade, de reconhecer a importância e ao mesmo tempo de nos implicarmos com a trajetória de quem admiramos.  Acompanho com emoção e aprendizado muitas das homenagens que os setenta anos de Sueli vem proporcionando a ela, e em nome dela a todas nós. O legado de Sueli é tão complexo e potente que não pode ser esgotado em um campo de conhecimento, em fronteiras de Estados Nacionais ou em um dado ...

    Leia mais
    The Libraries Are Aprecciated, Jacob Lawrence, 1960 (Foto: Reprodução/Philadelphia Musem of Art)

    Nós, os brancos, e a nova partilha discursiva

    Mesmo tendo que ser muito cuidadosos com a “cultura do linchamento” e do “cancelamento”, há questões muito importantes no debate suscitado por uma figura respeitada como Lilia Schwarcz em relação ao direito de qualquer um de nós analisarmos criticamente a produção cultural contemporânea para além e independentemente do nosso “lugar de fala”. No caso, a produção é o álbum visual Black is king, de Beyoncé. Hoje, as controvérsias em torno da noção de “lugar de fala” e das “pautas identitárias” atualizam e repetem as reações hostis contra as cotas raciais reproduzidas por intelectuais brancos, utilizando argumentações muito semelhantes. O célebre e criticado “Manifesto contra as cotas raciais”, publicado em maio de 2006, tinha como título: “Todos têm direitos iguais na República Democrática”. Endossado por artistas e intelectuais reconhecidos como Lilia Schwarcz – que, em 2019 publicou em seu Facebook um pedido de desculpas pela adesão ao documento -, o abaixo-assinado invocava o “direito universal” para ...

    Leia mais
    Troféu Especial do 40º Prêmio Vladimir Herzog. (Foto: Fernanda Freixosa)

    Laerte, Luis Gama e Sueli Carneiro são os homenageados do Prêmio Vladimir Herzog

    A comissão organizadora do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos – a mais tradicional honraria de jornalismo do país – definiu nesta sexta-feira, 7 de agosto, os homenageados de sua 42ª edição. A cartunista Laerte, o advogado Luiz Gama (in memoriam) e a filósofa Sueli Carneiro foram os escolhidos de forma unânime pelo colegiado composto por 14 entidades ligadas à defesa dos direitos humanos. Veja aqui a lista de entidades na íntegra. Desde 2009, a comissão organizadora do concurso entrega o Prêmio Especial Vladimir Herzog a personalidades pelos seus relevantes serviços prestados à sociedade, pelas contribuições à imprensa e ao jornalismo em geral e pela atuação em defesa da democracia, da paz e da justiça. Ao longo desses anos, já foram homenageados nomes como Dom Paulo Evaristo Arns, Audálio Dantas, Alberto Dines, entre outros. No ano passado, os escolhidos foram Glenn Greenwald, Patrícia Campos Mello e Hermínio ...

    Leia mais
    Foto: ONU Brasil

    Após quase três décadas, luta de mulheres negras da América Latina contra o racismo continua

    Rádio Sagres · Manhã Sagres #645: Entrevista com a professora de Filosofia e Ciências Humanas do IFGO, Janira Sodré Em 1992, grupos femininos negros de 32 países da América Latina e do Caribe se reuniram em Santo Domingo, na República Dominicana, para denunciar opressões e debater soluções na luta contra o racismo. Esse encontro ficou marcado na história e foi reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, que completou 28 anos no último sábado (25). Em entrevista ao Manhã Sagres desta segunda-feira (27), a professora da Coordenação de Filosofia e Ciências Humanas do Instituto Federal de Educação de Goiás, Coordenadora do Núcleo de Estudos em Gênero, Raça e Africanidades do IFG e Presidente da Câmara Técnica de Enfrentamento ao Racismo e Diversidade Étnica do Conselho Estadual da Mulher, Janira Sodré, falou sobre a baixa representatividade das mulheres na política e ...

    Leia mais
    Reprodução/Facebook

    Assista: Comissão de Igualdade Racial recebe a Dra. Sueli Carneiro para celebrar seus 70 anos

    A Comissão de Igualdade Racial da OAB-SP, em parceria com as Comissões da Mulher Advogada, Advocacia Assalariada e Graduação, Pós-Graduação e Pesquisa, todas da OAB-SP, celebra vida e obra da Dra. Sueli Carneiro, que completou 70 anos em 2020, debatendo o impacto de suas obras para as ciências jurídicas num diálogo franco e sincero com a homenageada. Participe desta festa! A Comissão de Igualdade Racial da OAB-SP, em parceria com as Comissões da Mulher Advogada, Advocacia Assalariada e... Publicado por Comissão de Igualdade Racial - OAB SP em Quarta-feira, 15 de julho de 2020

    Leia mais
    Ilustração: AndreMelloArt

    Sueli Carneiro, nossa bandeira

    Sueli Carneiro fez 70 anos. Nasceu num 24 de junho, dia de São João, data festiva Brasil afora. E o país precisa conhecer e celebrar a existência dessa filósofa, escritora, ativista, referência maiúscula do movimento de mulheres negras. Desenganada aos 2 anos de idade pela desnutrição severa decorrente do Mal de Simioto (doença de crianças pequenas alérgicas ou incapazes de digerir o leite de vaca), Aparecida Sueli Carneiro Jacoel completa sete décadas de vida em intensa atividade, reconhecida e reverenciada por seus pares. É um marco numa sociedade atravessada pela existência abreviada de pensadoras negras, como Beatriz Nascimento, morta aos 52 anos, Lélia Gonzalez (59), Carolina Maria de Jesus (62) e Luiza Bairros (63). Nas palavras precisas de Bianca Santana, jornalista e biógrafa da pensadora, Sueli Carneiro é a mulher que enegreceu o feminismo brasileiro. Não é exagero. Em abril de 1988, ela fundou a Geledés – Instituto da Mulher ...

    Leia mais
    Linoca Souza/Folhapress

    Elza Soares e Sueli Carneiro nunca deixaram de sorrir em meio a suas batalhas

    Que semana especial, amigas e amigos. Os atabaques estão assentados, a mesa está farta, a alegria contagia as palavras deste texto que celebra duas mulheres fundamentais para a construção de um futuro justo, altivo e diverso. Brindemos, contemos suas histórias que atravessarão os tempos, as gerações, imortalizando-as junto aos ancestrais que nunca deixaram de sorrir e festejar em meio às guerras e batalhas pelo povos oprimidos. Elza Soares, linda, gigantesca e única fez 90 anos no dia 23. Nasceu pobre e passou por ataques e dores inimagináveis na sociedade racista que a elegeu como “inimiga do Brasil”. Enfrentou bravamente, com a humanidade, altivez e dignidade de uma rainha. Ao se apresentar pela primeira vez, aos 13 anos, num programa de auditório, o apresentador, ao vê-la com roupas simples e franzina, perguntou: “De qual planeta você veio?”. Ao que ela respondeu: “Do planeta fome”. Sua voz perfeita, sua vasta produção e inspiração ...

    Leia mais
    A filósofa e educadora Sueli Carneiro (Foto Marcus Steinmayer)

    Dia de celebrar Sueli Carneiro

    Hoje é dia de uma das mais importantes intelectuais brasileiras e estou grata por tê-la entre nós. Sueli Carneiro completa 70 anos, com uma trajetória de formulações e lutas fundamentais para compreendemos o Brasil e enfrentarmos os principais desafios do país. Sueli Carneiro é uma filósofa, escritora e feminista negra brasileira, fundadora do Geledés – Instituto da Mulher Negra, uma das organizações de maior importância e intervenção epistêmica e política no país. Em seu doutorado, “A construção do outro como não ser como fundamento do ser”, desenvolveu o conceito de “dispositivo de racialidade”, operador da naturalização de papéis sociais, a partir dos conceitos de “dispositivo” e “biopoder” de Michel Foucault. Um dos seus textos mais emblemáticos, entre vários, é “Enegrecer o feminismo”, que questiona a universalização da categoria mulher na sociedade. Em um encontro no qual a homenageamos, no ano passado, Sueli Carneiro disse a mim e a algumas companheiras negras que, ...

    Leia mais
    A filósofa Sueli Carneiro (Foto: Natalia Sena )

    Viva Sueli Carneiro!

    Pelos documentos, o aniversário é amanhã, no São João. Mas o nascimento foi dia 23 de junho de 1950. Por 69 anos, a maratona de comemorações do aniversário de Sueli Carneiro, como brincam seus irmãos, durou dois dias. Mas em 2020, apesar da pandemia, são 70 anos a celebrar. Graças a um erro do Google, felizmente já corrigido, os parabéns começaram há 10 dias. E há programação na agenda até o final de junho. Teremos, então, quinze dias de festa online, no mínimo. A ativista responsável por enegrecer o feminismo no Brasil diz que não confia tanto assim na humanidade, mas vai lutar sempre contra quaisquer formas de opressão, como faz desde menina. Apaixonada pelo pai, Zé Horácio, não hesitava em enfrentá-lo na defesa da mãe e dos irmãos. Depois do golpe de 1964, foi uma das adolescentes a organizar uma passeata pelas ruas da Freguesia do Ó. Estudante da ...

    Leia mais

    “As negras na América Latina têm sido extremamente excluídas dos debates contemporâneos” diz Christen A. Smith

    Christen A. Smith é antropóloga, feminista negra, diretora do Centro de Estudos para Mulheres e Gênero e professora associada de antropologia e estudos da diáspora africana na Universidade do Texas, em Austin. Seu trabalho enfoca as dimensões de gênero da violência e resistência negra nas Américas. Christen é organizadora da conferência “Contribuições intelectuais das mulheres negras para as Américas: perspectivas do sul global” que aconteceu no final de fevereiro, em Austin, no Texas, e da qual o Geledés e outras instituições da América Latina participaram. Como revela nesta entrevista à coluna Geledés no debate, Christen usa a lente da performance para abordar os impactos da violência policial nas comunidades negras - particularmente nas mulheres negras. Seu livro Afro-Paradise: Blackness, Violence and Performance in Brazil  (Afro-Paradise: Negritute, Violência e Perfomance no Brasil, em livre tradução) publicado pela University of Illinois Press, em 2016, narra as experiências dos negros brasileiros diante da violência ...

    Leia mais
    Reprodução/Facebook

    Lançamento da Coletânea Raça e Gênero

    Lançamento da Coletânea Raça e Gênero: Discriminações, Interseccionalidades e Resistências Da PUC Reprodução/Facebook Apresentações artísticas, homenagens à Conceição Evaristo, Sueli Carneiro e Elza Soares, mesa de apresentação e debate sobre o livro e venda da coletânea. Local: 09/março:  19:00 Tucarena (entrada pela rua Bartira) - Rua Monte Alegre, 1024 - Perdizes  

    Leia mais

    Cem movimentos negros se articulam para resistir à retirada de direitos

    Discurso histórico de Sueli Carneiro marca evento da Coalizão Negra: “Seguiremos com força. Faremos Palmares de novo" Por Igor Carvalho, Do Brasil de Fato “Nós nunca deixamos de fazer trabalho de base”, lembrou a jornalista e escritora Bianca Santana (Foto: Igor Carvalho/Brasil de Fato) O primeiro Seminário Internacional da Coalizão Negra, nesta sexta-feira (29), marcou um espaço de consagração da nova entidade, que reúne cerca de cem movimentos ligados à defesa dos direitos de negras e negros. A coalizão, criada este ano, atuou dentro do Congresso Nacional em um corpo a corpo com os parlamentares e, também, em instâncias internacionais, como a Organização dos Estados Americanos (OEA), na União Europeia e na Organização das Nações Unidas (ONU), denunciando o desrespeito do governo brasileiro contra a população negra. Uma das mais importantes intelectuais brasileiras, a filósofa e escritora Sueli Carneiro, fez um discurso histórico de análise conjuntural ...

    Leia mais

    Entenda o que é CONSCIÊNCIA RACIAL

    Mês da consciência negra! Do Canal Preto  No mês da Consciência Negra, Sueli Carneiro, filósofa, ativista e escritora, aponta a realidade da população negra, sobretudo às mulheres e os jovens. Fala sobre um cenário em que o racismo reforça o processo de inferiorização e estigmatização dessas pessoas. Sueli lembra ainda da importância do 20 de novembro para a população negra, que passa ter a possibilidade de conhecer e reconhecer seus heróis e sua história. Os processos da consciência racial, tocado por várias frente do movimento negro, tem como intenção a conservação da memória e do patrimônio dos negros no País. Participante: Sueli Carneiro - Filósofa, escritora, ativista antirracismo do movimento social negro brasileiro e fundadora e atual diretora do Geledés — Instituto da Mulher Negra.   Leia Também: Entenda o que é RACISMO ESTRUTURAL!  

    Leia mais

    Não dá para falar de feminismo sem a mulher negra, diz Sueli Carneiro

    No podcast, a intelectual e ativista fala sobre a asfixia social que sofrem as negras no Brasil Por Walter Porto, Da Folha de S.Paulo Sueli Carneiro, doutora em filosofia da educação e ativista, na Redação da Folha - Zé Carlos Barretta/Folhapress Doutora em filosofia da educação pela USP, Sueli Carneiro é uma das principais intelectuais brasileiras, com estudo robusto e pioneiro sobre a articulação das questões de raça e gênero no Brasil. Sueli é a convidada desta quinzena do podcast Ilustríssima Conversa. Ela teve alguns de seus principais textos reunidos pela primeira vez de forma ampla em “Escritos de uma Vida”, livro organizado por Djamila Ribeiro e editado neste ano pela Pólen. Sueli falou ao podcast sobre a asfixia social que estrangula as mulheres negras no país, discutiu o que mudou ao longo das últimas décadas (e o que permanece igual) e comentou as ...

    Leia mais
    Camila Pitanga (Foto: Zanone Fraissat)

    Evento beneficente celebra mulheres notáveis em São Paulo

    BrazilFoundation apresenta sexta edição de noite de gala dedicada a mulheres e equidade de gênero Da Folha de S.Paulo  Na noite desta quarta-feira (13), a BrazilFoundation realizará a sexta edição do Gala São Paulo na Casa Fasano, com a Chanel como co-anfitriã pelo quinto ano consecutivo. Interessados em participar do evento beneficente podem comprar seu convite pelo site da fundação. Apresentado por Camila Pitanga, o gala celebrará 14 mulheres que se destacam em suas áreas de atuação, além de homenagear três personalidades referência em filantropia no Brasil. A cerimônia da sexta edição do Gala São Paulo será conduzida pela atriz Camila Pitanga - (Foto: Zanone Fraissat/Folha) As homenageadas são Natalie Klein, fundadora do Instituto Samuel Klein, que promove iniciativas de investimento social de impacto; Maria Aparecida Silva Bento, coordenadora Executiva do Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (CEERT), que realiza pesquisas e programas ...

    Leia mais
    Sueli Carneiro / Foto: Christian Braga/Divulgação

    Quem são as mulheres negras brasileiras reverenciadas por Angela Davis

    A primeira vez em que a filósofa e ativista negra Angela Davis esteve no Brasil foi em 1997. Ela visitou a Bahia e participou de um encontro em São Luis do Maranhão, que celebrava o legado de Lélia Gonzalez, uma das mais importantes referências do movimento de mulheres negras brasileiro. Naquela visita, Davis deu entrevista a uma emissora de televisão, notabilizando um raro momento em que mulheres negras foram presença na mídia eletrônica. Vinte e dois anos depois da primeira visita da ativista ao Brasil, 15 mil pessoas se reuniram no parque Ibirapuera, em São Paulo, para escutar Angela Davis. E ela esteve nos principais jornais do país. Por Maria Carolina Trevisan, da Universa Sueli Carneiro / Foto: Christian Braga/Divulgação Isso não aconteceu de maneira espontânea. Para chegarmos até aqui, com todas as conquistas das ações afirmativas, o número crescente de negros que acessam o ensino ...

    Leia mais

    Lançamento do livro “Escritos de Uma Vida”, de Sueli Carneiro

    Reprodução/ Facebook Do CCSP A coletânea de artigos reflete sobre a necessidade de se pensar novos marcos civilizatórios. O pensamento feminista negro potente de Sueli Carneiro é fundamental e atual para o debate racial e de gênero e construção de um modelo alternativo de sociedade. Com: Sueli Carneiro e Joice Berth terça, das 19h às 22h – Sala Jardel Filho entrada gratuita – a bilheteria será aberta uma hora antes do início do evento para a retirada de ingressos, que não estarão disponíveis na internet – cada pessoa poderá retirar um par

    Leia mais
    Tide Setubal

    A responsabilidade de cada um pela igualdade para todos | Sueli e Neca

    Do Enfrente Criadora do Geledés - Instituto da Mulher Negra e conselheira da Fundação Tide Setubal, a filósofa Sueli Carneiro é um ícone da luta em favor da justiça social em diversas vertentes, com destaque para a as múltiplas pautas das mulheres negras. Neca Setubal é uma liderança da área social no Brasil e doutora em psicologia da educação. Juntas, elas conversam sobre as suas respectivas trajetórias e a respeito do papel de indivíduos e instituições para enfrentar as desigualdades no país. A série Encontros e Fronteiras une pessoas pela possibilidade de construir pontes entre universos diferentes para transformar realidades Inscreva-se no canal e fortaleça esta rede de conhecimento: https://bit.ly/2KnkFta Facebook: /fundacaotidesetubal Instagram: @fundacaotide

    Leia mais
    Foto: Caroline Lima

    De Sueli Carneiro a Patricia Hill Collins, encontros esmiúçam pensamento feminista negro do Brasil e dos EUA

    De agosto a dezembro, o pensamento de mulheres negras que se tornaram marco na história do feminismo no Brasil e nos Estados Unidos será detalhadamente exposto, estudado e debatido em palestras de especialistas na temática. O projeto, que acontece no Centro de Pesquisa e Formação do Sesc, em São Paulo, está sendo realizado em parceria com a editora Boitempo. no Preta, Preto, Pretinhos Foto: Caroline Lima A brasileira Sueli Carneiro é a intelectual em estudo em agosto, em encontro que acontece na segunda-feira, 5. A contribuição da filósofa, ativista, fundadora e atual diretora do Geledés – Instituto da Mulher Negra estará no centro da exposição da pesquisadora Bianca Santana (que está escrevendo a biografia de Carneiro), com mediação de Carine Nascimento, educadora no Cursinho Popular Carolina de Jesus e apresentadora e produtora do podcast Ideias Negras, entre outros projetos. Em setembro, os participantes se aprofundarão no ...

    Leia mais

    Achilie Mbembe e Sueli Carneiro: filósofos das epistemologias insurgentes

    Programa Em um contexto tão refratário à reflexão e à teoria e tão apegado a crenças e opiniões, como fazer do exercício do pensamento uma forma de materialização da política, ao modo da filósofa Hannah Arendt? É possível aproximar a filosofia da vida? É plausível renová-la com aquilo que há de mais pulsante e perturbador no nosso mundo? Do Sesc São Paulo  Foto: Caroline Lima/ Nicolas Marques/KR Entendemos que o enfrentamento destas questões nos leva, pelo menos, a uma via que se bifurca em duas: de um lado, temos o predomínio de um tipo de eficácia social que se construiu desdenhando o exercício do pensar, dando primazia à razão técnica; muito rapidamente a nossa educação privilegiou a formação instrumentalizada, desconsiderando outras formas de conhecimento. De outro lado, nos deparamos com a subalternidade e invisibilidade de modalidades do saber e do pensamento que foram postos à margem ...

    Leia mais
    Página 1 de 12 1 2 12

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist