iAMO lança seu programa de residência artística audiovisual durante Festival de Cannes

Enviado por / FonteEnviado ao Portal Geledés

Estão abertas de 17/05 a 24/06 as inscrições para artistas do Brasil e do mundo ligados a movimentos audiovisuais vocacionados para a reparação histórica

O Instituto Audiovisual Mulheres de Odun (iAMO), presidido pela cineasta Viviane Ferreira, anuncia na sexta-feira, 17 de maio, o lançamento do seu Programa de Residência Artística durante a 77ª edição do Festival de Cannes, na França. As inscrições para as residências de desenvolvimento de roteiro e direção através de experiências imersivas estarão abertas até o dia 24 de junho. O iAMO, através deste e de outros projetos, destaca seu compromisso com a promoção e o fortalecimento de artistas audiovisuais, especialmente aqueles vocacionados a movimentos audiovisuais para reparação histórica: pessoas LBTs, negras, indígenas e pessoas com deficiência, oriundas do continente africano e/ou de suas diásporas. 

O programa é fruto de uma parceria estratégica com o Nebula Fund, que se dedica a fornecer financiamento e recursos para apoiar movimentos LGBTQAI+ em prol dos direitos humanos e sociais. A cooperação vai impulsionar trajetórias globais e fortalecer processos que impulsionam narrativas que promovam mudanças significativas na sociedade. 

O iAMO estará presente no stand do Cinema do Brasil, iniciativa de promoção comercial do cinema nacional no exterior, no Festival de Cannes – que acontece de 14 a 25 de maio no sul da França. 

Para Viviane Ferreira, que também é ex-presidente da SPcine e diretora do filme Ó Pai Ó 2, o lançamento deste programa em um dos mais renomados festivais de cinema do mundo potencializa a internacionalização de artistas audiovisuais comprometidos com movimentos queer, negros, feministas e indígenas. “A partir deste programa, reforçamos a necessidade de assegurar o direito à experimentação a esses criadores que lutam por reparação histórica. Queremos que essas pessoas possam inovar em suas abordagens e narrativas, contribuindo assim para um novo repertório imagético global”, destaca a cineasta. 

A residência artística vai contemplar profissionais de Roteiro em outubro e de Direção em novembro de 2024. Segundo a equipe organizadora, é uma oportunidade única para artistas desenvolverem seus projetos nas áreas, mas também em fotografia, direção de arte, produção executiva, direção de som e pós-produção. Os participantes selecionados terão acesso a uma bolsa auxílio para cobrir despesas básicas durante as atividades do programa. 

A programação das residências acontece inteiramente no Mocambo do Coqueiro Grande, região remanescente quilombola em Salvador/BA, onde fica a sede do iAMO. A agenda de mais de 200 horas de conteúdo contará com atividades que se integram ao espaço e que valorizam a autenticidade, coletividade, ancestralidade, afetividade e excelência. Os selecionados ficarão por quatro semanas no local e vão passar por etapas de trabalho inspiracional, experimental e criacional – que serão compartilhados com representantes do mercado audiovisual brasileiro e internacional. 

As inscrições podem ser realizadas através da plataforma filmfreeway.com/residenciamo, no valor de US$15 (aproximadamente R$78). A lista de selecionados será divulgada no início de agosto. Para mais informações sobre o iAMO e conferir o regulamento desta residência artística, visite o site oficial www.iamo.org.br ou entre em contato pelo e-mail [email protected]

O iAMO encoraja artistas engajados com a transformação imagética e social através do audiovisual e convida esses profissionais a se juntarem nessa jornada de criação, inovação e expressão artística. E a participar da construção de um setor cada vez diverso e inclusivo! 

Sobre o iAMO 

O Instituto Audiovisual Mulheres de Odun é uma instituição sem fins lucrativos, sediada na cidade de Salvador/BA. Nascida com foco em processos formativos, pesquisas artísticas, investigações estéticas e difusão de conteúdos, voltados para o desenvolvimento de artistas com atuação em movimentos audiovisuais vocacionados para reparação histórica. Suas crenças e razão de existir falam sobre ancestralidade, singularidade e caminhos para exercício da vida em comunidade. 

o vento que sopra sua cria pro topo do mundo.

+ sobre o tema

para lembrar

Com 450 obras, mostra MASP-Tomie Ohtake exibe a linda herança cultural do povo africano

Museus e galerias são geralmente ambientados em um cubo...

Ser negro en la ciudad de la furia

Nació en Buenos Aires, hijo de uruguayos. Defiende la...

Rei da Holanda encomenda investigação sobre passado colonial

O rei da Holanda, Willem-Alexander, encomendou nesta terça-feira (06/12)...

Gaby Amarantos realiza sonho de ser atriz de novela: ‘Me senti oprimida’

A cantora Gaby Amarantos estreia nas novelas em “Além da ilusão”, da Globo....
spot_imgspot_img

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...

Estou aposentada, diz Rihanna em frase estampada na camiseta

"Estou aposentada", é a frase estampada na camiseta azul que Rihanna, 36, vestia na última quinta-feira (6), em Nova York. Pode ter sido uma brincadeira, mas...

Nota de pesar: Flávio Jorge

Acabamos de receber a triste notícia do falecimento do nosso amigo e companheiro de militância Flávio Jorge, o Flavinho, uma das mais importantes lideranças...
-+=