II Marcha Internacional Contra o Genocídio do Povo Negro

A campanha reaja ou será morta/morto conclama, convoca e convida a população negra, Organizações Negras e Sociais a retomar a sua voz e reagir contra o Genocídio do povo negro por meio da II Marcha Internacional contra o Genocídio do Povo Negro.

Essa marcha foi idealizada frente a conjuntura atual de violência e morte em desfavor da população negra. Constata-se uma inércia por parte do Governo na implementação de políticas a favor da população negra. Os programas são ineficazes e sem dotação orçamentária.

Assim, convidamos a todas e todos para este evento autônomo, independente e revolucionário que tem como princípios inegociáveis:

• A II Marcha Internacional contra o Genocídio do Povo Negro tem como tema: A luta transnacional contra o Racismo, a Diáspora Negra contra o Genocídio.

• Assim, reconhece e respeita a autonomia histórica das mulheres negras que tem reagido e resistido a opressão dirigida as suas comunidades e criado instituições de luta, solidariedade e humanidade do povo negro em todos os continentes. Portanto as mulheres negras são a linha de frente da marcha e impulsionadoras da ação nas ruas do país.

• A Marcha é uma ação política independente, centrada na luta contra o racismo e genocídio, na qual os negros e negras terão suas vozes para falarem de si próprias/ os com uma linguagem objetiva e direta, não sendo necessário a mediação dos acadêmicos “bem intencionados”.

• A Marcha está sendo organizada nas bases, nas comunidades, nas favelas e prisões; nos quilombos, aldeias, nas fábricas e nas ruas. Também nos terreiros de candomblé, casas de batuque, de xangôs, tambor de mina; bem como nas posses e quebradas. Estas coletividades atuarão como sujeito e não como objeto de estudo ou barganha em articulações políticas.

• A Marcha repudia o uso eleitoreiro da desgraça do povo negro por qualquer partido ou grupo político eleitoral, pois as demandas da população negra não cabem nas urnas ou em projetos alheios. O destaque é para autonomia preta, pan africanista e favelada.

• A Marcha usará as cores do panafricanismo e terá caráter internacional na luta negra;

• A Marcha não terá qualquer vínculo partidário ou eleitoral, e quem assim o fizer estará fazendo outra coisa e não a II Marcha Nacional contra o Genocídio do Povo Negro.

Dia 22/8/2014,

Horário – 14h,

Local\ concentração – Praça Zumbi dos Palmares situado em frente ao Setor de Diversões Sul

A Marcha está sendo organizada em 15 Países e 18 estados no Brasil. Aqui no DF, nos concentraremos no CONIC e marcharemos a partir das 15hs com os demais comitês.

Comitê Brasilia – DF

+ sobre o tema

para lembrar

Exemplo de racismo na pintura brasileira

O mito bíblico da maldição lançada por Noé sobre...

Conferência debaterá políticas de igualdade racial

O Ministério dos Direitos Humanos promoverá entre os dias...

Jovem morto após abordagem de PMs na Baixada foi executado com tiro no rosto

Uma análise preliminar feita pela Polícia Civil no local...
spot_imgspot_img

Lições de Palmares mantêm relevância hoje, diz historiador

O Quilombo dos Palmares precisa ser entendido como momento fundador dos movimentos de resistência negros no Brasil, defende o historiador Zezito Araújo. O professor...

Pacto em torno do Império da Lei

Uma policial militar assiste, absolutamente passiva, a um homem armado (depois identificado como investigador) perseguir e ameaçar um jovem negro na saída de uma...

Batalha de rimas, teatro e palestra na comemoração da “Semana da Consciência Negra”

A Faculdade de Direito de Ribeirão Preto (FDRP) da USP promove nos dias 13 e 14 de novembro, a partir das 9h30, a Semana da...
-+=