Inscrições abertas para o primeiro curso global online de direitos humanos da Amnistia Internacional

A Amnistia Internacional arranca em novembro com o primeiro grande curso global de direitos humanos, sob o tema da liberdade de expressão, e para o qual as inscrições estão já abertas. Este é um curso de participaçãoonline e totalmente gratuita, e lecionado apenas em inglês na primeira fase.

Do Amnistia-Internacional

Este Massive Open Online Course (MOOC), intitulado “Human Rights: The Right to Freedom of Expression”, vai decorrer entre 17 de novembro e 8 de dezembro de 2015, e qualquer pessoa com ligação à Internet pode participar – quer esteja numa escola, numa universidade, integrado num grupo ou seguindo as “aulas” onlineindividualmente e com a sua própria gestão do tempo.

Os participantes irão aqui adquirir os conhecimentos para protegerem os seus direitos, defender os de outras pessoas e transformarem-se em agentes de mudança por um mundo onde todos os direitos humanos são protegidos e usufruídos em liberdade e plenitude por todas as pessoas. Feita a inscrição, até à data limite de 17 de novembro, basta acompanhar as “aulas” para as quais todos os materiais e conteúdos são fornecidos online.

O que vai aprender:

Com este curso ficará na posse dos conhecimentos e habilitações necessárias para agir na defesa do direito de liberdade de expressão, assim como da liberdade de reunião.

E ao participar num MOOC desta natureza, fará parte de uma experiência global de direitos humanos. Ligar-se-á a outros participantes, oriundos de todas as partes do mundo, aprendendo com ativistas que estão nas linhas da frente na defesa dos direitos humanos e interagindo com peritos internacionais que integram os mais diversos campos de ação e trabalho do movimento, desde a Índia à Itália, do Quénia ao Líbano, da Noruega à África do Sul, ao Reino Unido e Estados Unidos.

As matérias de direitos humanos serão tratadas através da análise de casos de indivíduos em risco, permitindo aos participantes descobrir como estas situações ocorrem na prática, e, assim, passando da teoria às aplicações reais do direito de liberdade de expressão.

O que pode fazer:

Ao terminarem este curso, os participantes ficam com o conhecimento e as ferramentas necessárias para se transformarem num agente de mudança.

No final do curso podem requerer o certificado.

Ganharão a força da construção de uma rede de contactos com outros defensores de direitos humanos online e também com os que partilham a mesma região geográfica.

Ficarão preparados para agir no âmbito da campanha anual e mundial Maratona de Cartas da Amnistia Internacional e a contribuir para o Dia Internacional dos Direitos Humanos, a 10 de dezembro.

“Algo para todos”

Este curso sobre a liberdade de expressão é o primeiro de uma série de MOOC que resultam de uma parceria entre a Amnistia Internacional e a edX, projeto fundado pela Universidade de Harvard e o MIT em 2012 como plataforma fornecedora de cursos de participação maciça online e sem fins lucrativos.

“Perguntam-me com frequência onde é que é possível aprender sobre direitos humanos: estes cursos são uma ótima resposta”, frisa o secretário-geral da Amnistia Internacional, Salil Shetty. “Do ativista veterano, que já marchou em centenas de ações e que quer saber mais sobre direitos humanos, ao empreendedor de tecnologia cujo interesse foi espicaçado pelo debate sobre a vigilância versus privacidade – estes cursos têm algo para todos”, prossegue.

Salil Shetty sublinha ainda que estes MOOC da Amnistia Internacional têm ainda “a capacidade extraordinária de atrair novos tipos de defensores de direitos humanos para a causa”.

 

Para estar a par de todas as informações sobre a aprendizagem de direitos humanos, subscreva também a série de blogues da Educação para os Direitos Humanos.

+ sobre o tema

É impossível promover direitos humanos sem proteger as mulheres

Medo e trauma de experiências de violência muitas vezes...

Negros são mais condenados por tráfico e com menos drogas em São Paulo

Levantamento inédito analisou 4 mil sentenças de tráfico em...

Encontro nacional debate estratégias para fortalecer organizações da sociedade civil

A Constituição brasileira de 1988 só tem a abrangência...

para lembrar

Dado racial em documento trabalhista é passo no combate a desigualdades

Em 20 de abril de 2023, o governo federal sancionou...

Anistia Internacional cobra de Witzel solução sobre assassinato de Marielle

Quase um ano e meio depois do assassinato da...

CARE

por Sueli Carneiro Cuidado, carinho, é o que a palavra...
spot_imgspot_img

Ministério da Igualdade Racial lidera ações do governo brasileiro no Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU

Ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, está na 3a sessão do Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU em Genebra, na Suíça, com três principais missões: avançar nos debates...

Conselho de direitos humanos aciona ONU por aumento de movimentos neonazistas no Brasil

O Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH), órgão vinculado ao Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania, acionou a ONU (Organização das Nações Unidas) para fazer um alerta...

Ministério lança edital para fortalecer casas de acolhimento LGBTQIA+

Edital lançado dia 18 de março pretende fortalecer as casas de acolhimento para pessoas LGBTQIA+ da sociedade civil. O processo seletivo, que segue até...
-+=