Jornalista Etiene Martins cria canal para falar sobre literatura negra

A jornalista e publicitária Etiene Martins, inaugura  canal para falar sobre literatura negra .

 

por Mônica Aguiar, do MULHER NEGRA

 

De acordo com Etiene,  a proposta que toda semana tenha um vídeo novo para falar de uma literatura negra e assim estimular a leitura destas literaturas.

O primeiro vídeo , foi publicado dia 27 de outubro,  no Youtube,  esta disponível acima..

 

A iniciativa de Etiene,  dar plena condições para professores,  que estão envolvidos com implementação da Lei 10639/13, desenvolver um trabalho bem bacana nas escolas.

 

Mesmo com a falta de investimento por parte de várias governos e gestores para implementação da lei independente da esfera administrativa, mesmo com  o desconhecimento por parte de vários professores com relação ao tema e dificuldade ao acesso de material para estudos da  história e cultura dos afro-brasileira, o preconceito e  a  discriminação existentes  por parte de vários conselhos municipais do pais, mesmo com a falta de um prazo estabelecido dentro da Lei 10639/13  para implementação de suas diretrizes em 100% dos municípios. Esta ação da jornalista Etiene Martins , exemplifica de uma forma muito prepositiva, as centenas de ações de professores,  em especial professoras do Brasil que estão envolvidos com o combate ao racismo, a democratização das informações e do ensino brasileiro.

 

A escola ao meu ver é o principal local de se trabalhar informações verdadeiras,  reconstruir  no imaginário das crianças, adolescentes, jovens e adultos,   padrões e referências verdadeiras do potencial político, social, científico do povo negro e a sua importante participação da construção da sociedade brasileira, a valorização e conhecimento da cidadania e a importância da alto estima com relação as referências existentes.

 

Etiene Martins é militante no movimento negro, iniciou sua carreira como repórter da revista Raça Brasil. Foi assessora de comunicação da sexta edição do Festival de Arte Negra em Belo Horizonte é professora, criou o prêmio Afro Sabará e em 2015 o Jornal Afronta.

Foi umas das sessenta e duas homenageadas no IIIº Destaque Mulher Negra, homenagem nacional ocorridos dia 28 de julho,em Belo Horizonte,   em comemoração ao dia 25 de julho dia de luta da mulher negra .

+ sobre o tema

Inscrições no Enem 2024 são prorrogadas até 14 de junho

As inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)...

Inscrições para o Enem 2024 terminam nesta sexta-feira (7)

Termina nesta sexta-feira (7) o prazo para realização das...

para lembrar

Justiça determina que federal do RS reintegre 781 alunos excluídos por mau desempenho

Ação foi movida pelo Diretório Central de Estudantes Por Flavio Ilha...

Sociedade brasileira comemora aprovação dos 10% do PIB para a educação pública

Centenas de ativistas, estudantes, professores, gestores e especialistas de...

No Acre, professor dá aula ao mesmo tempo para 1ª a 5ª série e serve merenda

Em alguns lugares, educadora é única funcionária e apoio...

Enem 2019: notas erradas podem atingir até 30 mil estudantes

Erro na correção das provas foi admitido pelo Inep...
spot_imgspot_img

Harvard lança mais de 100 cursos gratuitos e legendados em português

Os cursos disponíveis são divididos nas áreas a seguir. Artes e Design; Negócios e Gestão; Ciência da Computação; Ciência de Dados; Ciência e Engenharia; Ciências Sociais; Desenvolvimento Educacional e Organizacional; Humanidades; Matemática e...

UnB abre vagas na especialização gratuita em Políticas Públicas e Tecnologias Educacionais

A Universidade de Brasília (UnB) abriu 26 vagas na especialização gratuita em Políticas Públicas e Tecnologias Educacionais, que serão divididas da seguinte maneira: 15 vagas...

Inscrições no Enem 2024 são prorrogadas até 14 de junho

As inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram prorrogadas até o dia 14 de junho, anunciou o ministro da Educação, Camilo Santana,...
-+=