Jovem vítima de abuso sexual recebe autorização para eutanásia

Estuprada dos 5 aos 15 anos, holandesa tinha estresse pós-traumático ‘incurável’

Do O Globo

Uma holandesa na casa de seus 20 anos preferiu a eutanásia do que continuar a lidar com os danos psicológicos causados pelo abuso que sofreu durante muito tempo, informou nesta quarta-feira a Comissão de Eutanásia da Holanda, que permitiu o procedimento.

A mulher, que não foi identificada, teria sido estuprada dos 5 até os 15 anos. Como resultado do abuso, sofria de estresse pós traumático, anorexia severa, depressão crônica e alucinações.

Apesar de melhoras em seu estado mental após “terapia intensiva”, os médicos acreditavam que suas múltiplas doenças eram incuráveis, e a comissão permitiu que ela desse fim à sua vida no ano passado com uma injeção letal. Segundo os médicos do órgão, ela estava “totalmente competente” e no controle de suas faculdades quando tomou a decisão.

Os detalhes do caso foram liberados pelas autoridades holandesas para mostrar como o processo tem um alto nível de acompanhamento médico: a mulher passou por três avaliações médicas antes do procedimento, para avaliar se havia tratamento possível.

Entretanto, a liberação causou polêmica no vizinho Reino Unido.

“Um procedimento desses quase manda a mensagem que se você é vítima de abuso, e consequentemente fica com problemas mentais, será morta. Você está sendo punida com a morte por ser uma vítima”, disse ao jornal The Independent o parlamentar Robert Flello.

Já a líder de um grupo de pessoas com deficiências diz que o pior são os médicos que aprovaram tudo.

“É horrível e preocupante que profissionais de saúde mental possam considerar que eutanásia é uma resposta para as feridas profundas e complexas causados por abuso sexual”, diz Nikki Kenward, do grupo “Vozes distantes”

2013_631605239-2013072431761.jpg_20130724

+ sobre o tema

Nina Simone é PRETA. Possui ROSTO AFRICANO

O que fizeram com a cantora é um desrespeito...

As garotas nigerianas roubadas

Texto de Alexis Okeowo. Tradução de Camila Pavanelli de...

Caso Ygona: Estado deve garantir o direito à vida da população trans e negra

Ygona Moura, 22 anos, influenciadora digital, travesti, negra entrou...

3 mulheres excluídas da sua aula de História do Brasil

Dom Pedro I proclamou a Independência no dia 7...

para lembrar

Mulheres negras no alvo

O primeiro ano de pandemia trouxe estatísticas com números...

No Brasil, 250 pessoas foram assassinadas em ataques homofóbicos ou transfóbicos em 2010

A Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos...
spot_imgspot_img

‘Abuso sexual em abrigos no RS é o que ocorre dentro de casa’, diz ministra

A ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, considera que a violência sexual registrada contra mulheres nos abrigos que recebem desalojados pelas enchentes no Rio Grande...

ONU cobra Brasil por aborto legal após 12 mil meninas serem mães em 2023

Mais de 12,5 mil meninas entre 8 e 14 anos foram mães em 2023 no Brasil, num espelho da dimensão da violência contra meninas...

Após um ano e meio fechado, Museu da Diversidade Sexual anuncia reabertura para semana da Parada do Orgulho LGBT+ de SP

Depois de ser interditado para reformas por cerca de um ano e meio, o Museu da Diversidade Sexual, no Centro de São Paulo, vai reabrir...
-+=