Lázaro Ramos escreve livro sobre o que é ser negro no Brasil

por Maria Fortuna no O Globo

Lázaro Ramos está escrevendo um livro em que fala de experiências pessoais e reflete, a partir de sua vivência, sobre o que é ser negro no Brasil. Em linguagem coloquial, o texto traz muito das experiências do ator à frente do programa “Espelho”, e também de sua trajetória no cinema, nas séries e nas novelas da TV. Sai pela Objetiva.

 

+ sobre o tema

Racionais MC’s estão na capa da edição de aniversário da Rolling Stone Brasil

Sem lançar disco há 11 anos, com opiniões contraditórias...

Chega de Intolerância – Não toquem em nossos terreiros

Respeitem nosso direito de crença Conheçam nossos...

“Importação” de elementos para cultura ocorre a todo tempo, diz pensador

Por: Dayanne Mikevis Pensador aponta como atos simples, como...

Pearls negras: “somos preciosas, bonitas e guerreiras”

Pearls Negras, anotem esse nome. Do alto do Morro...

para lembrar

Nadal e Serena são festejados no jantar dos campeões em Wimbledon

Espanhol e americana, líderes de seus rankings, posam com...

Saiba por onde andava Tracy Chapman, que voltou às paradas após apresentação no Grammy 2024

A rara aparição pública de Tracy Chapman, no Grammy Awards,...

Augusto Omolú é homenageado no Encontro das Culturas Negras

"Augusto nosso Mestre, nosso Exemplo, nosso Amigo – Dançar...

A política do apartheid

Fonte: Alô Escola - TV Cultura Ingleses e africâners, para...
spot_imgspot_img

‘Está começando a segunda parte do inferno’, diz líder quilombola do RS

"Está começando a segunda parte do inferno", com esta frase, Jamaica Machado, líder do Quilombo dos Machado, de Porto Alegre, resumiu, com certo desânimo, a nova...

Dia 21, Maurício Pazz se apresenta no Instrumental Sesc Brasil

Maurício Pazz, paulistano, nos convida a mergulhar nos diferentes sotaques oriundos das diásporas africanas no Brasil. No repertório, composições musicais do próprio artista, bem...

Inéditos de Joel Rufino dos Santos trazem de volta a sua grandeza criativa

Quando faleceu, em 2015, Joel Rufino dos Santos deixou pelo menos dois romances inéditos, prontos para publicação. Historiador arguto e professor de grandes méritos, com...
-+=