Lei de Cotas completa 10 anos: cotistas explicam a importância da medida em suas vidas

Enviado por / FontePor Fantástico, no G1

O Fantástico conversou com beneficiados pela Lei de Cotas, entre eles, Gil do Vigor, que sempre deixou claro o orgulho de ter cursado Economia como cotista.

Lei de Cotas, aprovada pelo Congresso e sancionada em 2012, completa 10 anos no final de agosto. A lei determina que universidades e instituições de ensino federais reservem metade das vagas para estudantes que fizeram todo o ensino médio em escolas públicas e consigam a nota necessária para ingressar na instituição escolhida.

As cotas raciais viraram uma subcota, dentro dessa reserva de vagas para alunos de escolas públicas. E a porcentagem para pretos, pardos e indígenas não é fixa – varia de acordo com a quantidade de habitantes desses grupos no estado onde se localiza a instituição de ensino.

As cotas para pessoas com deficiência, introduzidas em 2016, estão nesse mesmo recorte.

Para entender melhor a importância das cotas na vida dos brasileiros, o Fantástico conversou com vários cotistas e, entre eles, Gil do Vigor, que deixou sempre claro seu orgulho de ter cursado Economia por meio da Lei de Cotas.

“Eu não me sentia parte daquilo, eu não achava que eu conseguiria conviver com aquelas pessoas, mas, ao mesmo tempo, eu não permiti que esse sentimento tomasse conta de mim”, conta Gil.

Ele se formou em 2016, depois fez mestrado, participou do BBB 21 e, este mês, foi para os Estados Unidos fazer doutorado em Economia na Universidade da Califórnia, em Davis.

As estudantes Fabi e Aline também sabem da importância do lugar que ocupavam quando eram cotistas da Universidade Estadual de Campinas, a Unicamp.

“As nossas mais velhas lutaram e abriram caminhos para a gente chegar até aqui”, exalta Fabi.

Já Aline diz que, apesar do avanço, o Brasil ainda tem muito que caminhar para alcançar um ensino mais democrático.

“A lei de cotas era para ter acontecido há 150 anos. A gente já está com atraso”, afirma.

Veja o vídeo com as entrevistas aqui

+ sobre o tema

Enem 2022: veja 15 fórmulas de física e seis temas para revisar antes da prova

A prova de ciências da natureza do Exame Nacional do...

Prouni 2023: inscrições começam nesta terça; saiba quem pode se inscrever

O Programa Universidade Para Todos (Prouni) do 1º semestre...

Vai prestar Fuvest? USP tem aulas abertas e gratuitas sobre as obras literárias

Se você vai prestar as provas da Fuvest, a fundação...

para lembrar

13 Possíveis temas de Redação do Enem 2016

Os estudantes que desejam ingressar no ensino superior precisam...

Escola de elite, a R$ 8 mil por mês, será inaugurada em São Paulo

Alunos de 5 anos são fluentes em mandarim e...

Qual a nota de corte para cursos no Sisu, Prouni e Fies no Enem?

Uma das grandes dúvidas dos participantes do Enem2016 é...

Retrocesso

Queda brusca nas matrículas em tempo integral no ensino...
spot_imgspot_img

Ser menina na escola: estamos atentos às violências de gênero?

Apesar de toda a luta feminista, leis de proteção às mulheres, divulgação de livros, sites, materiais sobre a valorização do feminino, ainda há muito...

Não entraria em avião pilotado por cotista?

"Responda com sinceridade, leitor. Você entraria confortavelmente num avião conduzido por alguém que, pelo fato de pertencer à minoria desfavorecida, recebeu um empurrãozinho na...

Como a educação antirracista contribui para o entendimento do que é Racismo Ambiental

Nas duas cidades mais populosas do Brasil, Rio de Janeiro e São Paulo, o primeiro mês do ano ficou marcado pelas tragédias causadas pelas...
-+=