Lei multa em R$ 20 mil atos de homofobia e racismo em estádio

A Lei 17.522 também institui diretrizes para o poder público agir no combate ao assédio sexual nesses ambientes

Quando falamos de esporte, estamos falando de um dos pilares do entretenimento em todo o mundo, mas ainda marcado por bastante preconceito, principalmente quando o jogo se acirra e as torcidas se manifestam. Mas mesmo a história da homossexualidade no esporte sendo antiga, desafios perseveram.

Foi publicado, nesta sexta-feira (10), no Diário Oficial do estado de Pernambuco uma lei que penaliza quem cometer racismo, LGBTfobia ou discriminação contra mulheres em quaisquer locais onde são realizados eventos esportivos no estado.

A sanção pode chegar a até R$ 20 mil se o infrator for o clube esportivo. Para torcedor, o valor pode chegar até R$ 1 mil. As informações são do Correio Brasiliense.

Para LGBTfobia – a lei vale para quem emitir “qualquer tipo de manifestação ou ação ofensiva, violenta, constrangedora, intimidatória ou vexatória”. 

+ sobre o tema

Ex-padre gay argentino escreve carta ao Papa Francisco

Andrés Gioeni pediu que o pontífice se adapte aos...

Pai Presente: 22 mil reconhecimentos de paternidade

O Pai Presente atende a mães e filhos maiores...

Quando o filho relata a homossexualidade para o pai…

Quando o filho(a) relata a homossexualidade para os...

para lembrar

O enfrentamento do Racismo pelo STJD, por Rodnei Jericó

O SUPREMO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DESPORTIVA – STJD, em...

Malcom estreia na Rússia em jogo com protestos racistas

Malcom estreou pelo Zenit, da Rússia, dias depois de deixar...

Schalke 04 é multado em R$ 236 mil após cânticos racistas contra jogador do Hertha

Jordan Torunarigha escutou gritos de macaco vindo de parte...
spot_imgspot_img

Homofobia em padaria: Polícia investiga preconceito ocorrido no centro de São Paulo

Nas redes sociais, viralizou um vídeo que registra uma confusão em uma padaria, no centro de São Paulo. Uma mulher grita ofensas homofóbicas e...

Intolerância religiosa representa um terço dos processos de racismo

A intolerância religiosa representa um terço (33%) dos processos por racismo em tramitação nos tribunais brasileiros, segundo levantamento da startup JusRacial. A organização identificou...

Intolerância religiosa: Bahia tem casos emblemáticos, ausência de dados específicos e subnotificação

Domingo, 21 de janeiro, é o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa. Nesta data, no ano 2000, morria a Iyalorixá baiana Gildásia dos...
-+=