Macapá lança Marcha das Mulheres Negras Contra o Racismo, Violência e Pelo Bem Viver

Na próxima quarta (28) o Instituto de Mulheres Negras do Amapá – IMENA, Rede Fulanas – Mulheres Negras da Amazônia Brasileira e a Associação de Mulheres Mãe Venina do Quilombo do Curiaú, juntas com ativistas negras de Macapá e outros estados e países realizam uma caminhada para lançar a construção da Marcha das Mulheres Negras Contra o Racismo, Violência e Pelo Bem Viver, que será realizada em 2015. A marcha terá concentração na Concha Acústica do Araxá, a partir das 16h da tarde.

A Marcha foi “pensada” pela articulação pela Articulação de Organizações de Mulheres Negras Brasileiras (AMNB), uma iniciativa voltada, a aumentar a mobilização/ articulação e fortalecer o processo organizativo de mulheres negras brasileiras tanto no meio rural quanto no urbano. Assim, a intenção é conseguir aglutinar o máximo de negras e organizações de mulheres negras, bem como outras organizações do Movine (Movimento Negro), sem dispensar o apoio de outras organizações de mulheres e de todo tipo de organização que trabalhe pela construção da equidade sócio-racial, de gênero e eliminação da homofobia, negrofobia e de todas as demais formas de discriminação e desigualdades. É bom destacar, entretanto que O protagonismo é de MULHERES NEGRAS BRASILEIRAS.

Nosso objetivo, entre outros, é dar maior visibilidade a situação de opressão secular da mulher negra, homenagear nossas ancestrais e exigir do Estado brasileiro, bem como de todos os setores da nossa sociedade, respeito e compromisso com a promoção da equidade racial e de gênero, a fim de que possamos exercer plenamente os nossos direitos como cidadãs brasileiras e construtoras históricas deste país chamado Brasil.

O DESAFIO É GRANDE, MAS, ENFRENTAR PROBLEMAS, ATÉ ENTÃO, SEMPRE FOI ESPECIALIDADE DE TODA MULHER NEGRA BRASILEIRA!

Fonte: Nezimar Borges

+ sobre o tema

Conheça a vereadora que desbancou políticos tradicionais e bateu recorde de votação em BH

Pela primeira vez na história de Belo Horizonte, uma...

Estudante branco agride mulheres negras durante Virada Antirracista na UFSC

No dia de protesto antirracismo na UFSC, hoje (25), o...

Sobre o maçante e doloroso assunto “Solidão da mulher negra”

Tem um ponto a respeito do maçante e doloroso...

Rihanna sobre rivalidade com Beyoncé: ‘Não coloquem mulheres negras umas contra as outras’

Beyoncé recebeu 9 indicações ao Grammy 2017, consagrando-se a...

para lembrar

Mortalidade materna de mulheres negras é o dobro da de brancas, mostra estudo da Saúde

Assim como outros indicadores de saúde, a mortalidade materna é...

Teologia negra para a mulher negra: uma leitura hermenêutica

Resumo Este artigo destaca o papel da mulher negra a...

Mulheres vítimas de violência poderão acionar socorro a partir de aplicativo para celular

Foi lançado em solenidade na tarde de hoje, 17/12,...
spot_imgspot_img

Negra Li mostra fantasia deslumbrante para desfile da Vai-Vai em SP: ‘Muita emoção’

A escola de samba Vai-Vai está de volta ao Grupo Especial para o Carnaval 2024, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, neste sábado...

Livro põe mulheres no século 20 de frente com questões do século 21

Vilma Piedade não gosta de ser chamada de ativista. Professora da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e uma das organizadoras do livro "Nós…...

“O Itamaraty me deu uma bofetada”, diz embaixadora Isabel Heyvaert

Com 47 anos dedicados à carreira diplomática, a embaixadora Isabel Cristina de Azevedo Heyvaert não esconde a frustração. Ministra de segunda classe, ela se...
-+=