Macapá lança Marcha das Mulheres Negras Contra o Racismo, Violência e Pelo Bem Viver

Na próxima quarta (28) o Instituto de Mulheres Negras do Amapá – IMENA, Rede Fulanas – Mulheres Negras da Amazônia Brasileira e a Associação de Mulheres Mãe Venina do Quilombo do Curiaú, juntas com ativistas negras de Macapá e outros estados e países realizam uma caminhada para lançar a construção da Marcha das Mulheres Negras Contra o Racismo, Violência e Pelo Bem Viver, que será realizada em 2015. A marcha terá concentração na Concha Acústica do Araxá, a partir das 16h da tarde.

A Marcha foi “pensada” pela articulação pela Articulação de Organizações de Mulheres Negras Brasileiras (AMNB), uma iniciativa voltada, a aumentar a mobilização/ articulação e fortalecer o processo organizativo de mulheres negras brasileiras tanto no meio rural quanto no urbano. Assim, a intenção é conseguir aglutinar o máximo de negras e organizações de mulheres negras, bem como outras organizações do Movine (Movimento Negro), sem dispensar o apoio de outras organizações de mulheres e de todo tipo de organização que trabalhe pela construção da equidade sócio-racial, de gênero e eliminação da homofobia, negrofobia e de todas as demais formas de discriminação e desigualdades. É bom destacar, entretanto que O protagonismo é de MULHERES NEGRAS BRASILEIRAS.

Nosso objetivo, entre outros, é dar maior visibilidade a situação de opressão secular da mulher negra, homenagear nossas ancestrais e exigir do Estado brasileiro, bem como de todos os setores da nossa sociedade, respeito e compromisso com a promoção da equidade racial e de gênero, a fim de que possamos exercer plenamente os nossos direitos como cidadãs brasileiras e construtoras históricas deste país chamado Brasil.

O DESAFIO É GRANDE, MAS, ENFRENTAR PROBLEMAS, ATÉ ENTÃO, SEMPRE FOI ESPECIALIDADE DE TODA MULHER NEGRA BRASILEIRA!

Fonte: Nezimar Borges

+ sobre o tema

Corpo queimado em canavial é de rapaz morto pela mãe por ser gay

Segundo investigações, mulher contou com a ajuda de três...

Tirar foto de uma mulher sem consentimento dela é assédio!

NA LUTA CONTRA O MACHISMO PARA QUE A MULHER...

9 razões para ser feminista

"Tornei-me feminista como uma alternativa a ter que me...

Maternidade e culpa

Quando o povo negro foi assimilado na cultura ocidental...

para lembrar

10 Mulheres Negras no mundo da tecnologia

Com a estréia da 4ª parte da emblemática série...

Número de mulheres que fazem doutorado no exterior ultrapassa o de homens

Mulheres são maioria entre os doutores brasileiros titulados no...

Por que tantas jovens amam o método do ‘coito interrompido’

Em muitos aspectos, a época atual é excepcionalmente boa...
spot_imgspot_img

IBGE: mulheres assalariadas recebem 17% menos que os homens

Dados divulgados nesta quinta-feira (20/06) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que a disparidade salarial entre os gêneros no Brasil se mantém em...

Casa Sueli Carneiro abre as portas ao público e apresenta o III Festival Casa Sueli Carneiro, pela primeira vez em formato presencial

RETIRE SEU INGRESSO A Casa Sueli Carneiro, fundada em dezembro de 2020 e atuando em formato on-line desde abril de 2021, é uma entidade criada...

Aborto legal: falhas na rede de apoio penalizam meninas e mulheres

As desigualdades sociais no Brasil podem explicar a razão para que meninas e mulheres busquem apoio para o aborto legal também após 22 semanas...
-+=