Machismo e sexismo seguem dentro da publicidade no Brasil

Para desenvolver o estudo foram ouvidas 1,81 mil pesssoas, que sinalizaram setores como o bebidas alcoólicas, vestuário, eletrodomésticos, automotivo e até mesmo serviços públicos como os que mais objetificam a mulher.

Por Paula Cristina Do DCI

Foto: Reprodução/Facebook

O estado de São Paulo foi acusado de machismo ao veicular um jingle do metrô que afirmava que “trem lotado é bom para xavecar as mulheres”. Tradicionalmente conectada a mulheres com pouca roupa e em situações sexistas e machistas, a categoria de cervejas trouxe recentemente uma mudança.

Em 2017, a marca Skol trocou as imagens de mulheres com apelo sexual por releituras de pôsteres antigos produzidas por artistas mulheres.

O lançamento da ação aconteceu no Dia Internacional da Mulher com a assinatura “redondo é sair do seu quadrado”

Apesar de uma boa parte concordar que as marcas estão se adaptando aos movimentos feministas, 63% afirmam o contrário. “Resultado ou não de um discurso politicamente correto, o fato é que a propaganda é avaliada por 49% como distante da realidade do brasileiro.

Apenas 27% conseguem, de alguma forma, identificar-se com seu conteúdo”, diz o CEO da Croma, que fez o estudo, Edmar Bulla.

+ sobre o tema

“Vagão rosa segrega mulheres”, diz líder cetebista

Movimentos sociais se reuniram na Praça da Sé, na...

Escritora Conceição Evaristo em um papo no Arte do Artista

Aderbal Freire Filho recebe a escritora Conceição Evaristo, com...

VoteLGBT e ANTRA lançam site com mapeamento de pré-candidaturas LGBT para as eleições municipais de 2024

Em uma iniciativa inédita no Brasil, a Associação Nacional...

para lembrar

Prada coloca negra à frente de desfile pela 1ª vez em 21 anos

Em 1997, Naomi Campbell foi convidada a abrir o desfile de uma...

ONGs pelos direitos das mulheres querem maior orçamento para novo ministério

A presidenta Dilma Rousseff anunciou hoje (2) a criação...

Entrevista: Cida Abreu fala sobre o que significa presidir a Fundação Palmares

Recém-empossada, a presidenta da Fundação Cultural Palmares (FCP/MinC), Cida...

Mulheres negras concorrem a vaga no conselho curador da ebc

A Empresa Brasil de Comunicação (EBC) realiza este ano...
spot_imgspot_img

CNJ pede explicações a juízas sobre decisões que negaram aborto legal

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu nesta sexta-feira (12) intimar duas magistradas do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) a prestarem esclarecimentos sobre...

Instituto Mãe Hilda anuncia o lançamento do livro sobre a vida de matriarca do Ilê Aiyê

O livro sobre a vida da Ialorixá Hilda Jitolu, matriarca do primeiro bloco afro do Brasil, o Ilê Aiyê, e fundadora do terreiro Acé...

Centenário de Tia Tita é marcado pela ancestralidade e louvado no quilombo

Tenho certeza que muitos aqui não conhecem dona Maria Gregória Ventura, também conhecida por Tia Tita. Não culpo ninguém por isso. Tia Tita é...
-+=