sexta-feira, agosto 19, 2022
InícioQuestão RacialCasos de RacismoMarca chinesa pede desculpa por anúncio em que branqueou homem negro

Marca chinesa pede desculpa por anúncio em que branqueou homem negro

Fabricante foi obrigado a pedir desculpas por vídeo em que máquina de lavar transforma homem negro em asiático.

Do Economico

A publicidade de um detergente de roupa da marca Qiaobi foi lançada no início do mês, na China, e tornou-se viral pelos piores motivos. Os criadores são acusados de promover o racismo e insinuar que as pessoas negras são sujas.

Na publicidade, vê-se uma mulher a lavar a roupa e a ser abordada por um homem negro. A mulher coloca uma cápsula do detergente na boca do homem e empurra-o para dentro da máquina de lavar.

No final, em vez do homem negro de antes, sai um homem chinês de dentro da máquina, com um sorriso. A mulher fica encantada com o resultado do produto de limpeza.

São 40 segundos de um anúncio televisivo de uma marca chinesa de detergentes, que está a ser acusada de racismo. “A mudança começa com Qiaobi”, remata o vídeo publicitário.

O presidente da Qiaobi negou ter conhecimento do conteúdo da publicidade. Em entrevista, à BBC, o empresário afirmou que não tinha percebido que a publicidade era racista até alguém lhe ter dito, pois “não prestou muita atenção ao anúncio”.

A empresa já teve de se retractar por causa do anúncio. “Pedimos as vossas desculpas pelo prejuízo que causámos aos africanos por causa da divulgação do anúncio e da sua amplificação pelos media”, declarou o fabricante em comunicado, citado pela BBC.

A marca já retirou os links do vídeo e apelou para que não seja partilhado nas redes sociais. É que o vídeo tornou-se viral. Nos últimos dias, já foi visto mais de 6,5 milhões de vezes no You Tube.

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench