Marca incentiva mulheres negras a quebrar padrões de beleza

A afirmação de que “o corredor de beleza do supermercado é o último lugar na América onde a segregação ainda é legal” foi utilizada pelo CEO e fundador da Shea Moiusture, Richelieu Dennis, para justificar a necessidade de uma ação que tratasse dos estereotipos raciais de beleza ainda muito presentes na indústria de comésticos.

Do Exame

Com o recado entendido, a Droga5 desenvolveu sua primeira campanha para a marca.

A campanha adequadamente batizada de “Break the Walls” propõe exatamente que os muros que separam mulheres negras dos chamados padrões de beleza sejam completamente quebrados.

Para ilustrar a ideia da assinatura, o primeiro comercial mostra mulheres na seção de cosméticos de um supermercado.

Os corredores estão divididos entre tipos de cabelo e a quebra dessas “regras” infundadas é representada pelo momento em que uma mulher negra com cabelos crespos decide ultrapassar essas barreiras ao adentrar no setor vizinho.

“Separar as categorias ‘Beleza’ e ‘Etnia’ tem servido apenas para perpetuar ainda mais as normas do que é considerado bonito em nossa indústria e sociedade, e é por isso que estamos liderando esforços para quebrar essas predes”, declarou Dennis em entrevista ao Adweek.

Para além de uma campanha publicitária, o executivo afirma que a ação configura um movimento urgente para suscitar a discussão do assunto no mercado da beleza:

“Esse movimento é mais do que simplesmente vender xampú ou loções. Estamos avançando com a missão de iniciar um debate social a respeito de como vemos a beleza em uma sociedade com estruturas ainda tão arcaicaas”, concluiu.

Confira abaixo filme da campanha:

Uma versão extendida com os batidores do filme foi lançada pela agência. Confira:

+ sobre o tema

Conheça a vereadora que desbancou políticos tradicionais e bateu recorde de votação em BH

Pela primeira vez na história de Belo Horizonte, uma...

Estudante branco agride mulheres negras durante Virada Antirracista na UFSC

No dia de protesto antirracismo na UFSC, hoje (25), o...

Sobre o maçante e doloroso assunto “Solidão da mulher negra”

Tem um ponto a respeito do maçante e doloroso...

Rihanna sobre rivalidade com Beyoncé: ‘Não coloquem mulheres negras umas contra as outras’

Beyoncé recebeu 9 indicações ao Grammy 2017, consagrando-se a...

para lembrar

Beyoncé canta Tina Turner em espetáculo futurista da nova turnê ‘Renaissance’

Numa performance brilhante, Beyoncé fez o primeiro de seus cinco shows...

Encontro discute direito de mulheres negras

Um Seminário ocorrido no Rio Grande do Sul, discutiu...

A presença de uma Juíza Negra no STF é uma questão de coerência, reparação histórica e justiça

A Constituição Federal, estabelece como objetivo da República Federativa...
spot_imgspot_img

Negra Li mostra fantasia deslumbrante para desfile da Vai-Vai em SP: ‘Muita emoção’

A escola de samba Vai-Vai está de volta ao Grupo Especial para o Carnaval 2024, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, neste sábado...

Livro põe mulheres no século 20 de frente com questões do século 21

Vilma Piedade não gosta de ser chamada de ativista. Professora da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e uma das organizadoras do livro "Nós…...

“O Itamaraty me deu uma bofetada”, diz embaixadora Isabel Heyvaert

Com 47 anos dedicados à carreira diplomática, a embaixadora Isabel Cristina de Azevedo Heyvaert não esconde a frustração. Ministra de segunda classe, ela se...
-+=