domingo, setembro 19, 2021
InícioQuestão RacialCasos de RacismoMargareth Menezes se manifesta após ter nome citado em fala racista de...

Margareth Menezes se manifesta após ter nome citado em fala racista de comentarista

Fonte: Hypeness

Citada em comentários preconceituosos por comentaristas do site MyCujoo, a cantora Margareth Menezes se pronunciou por meio de nota repudiando a atitude da equipe. Aconteceu na tarde do domingo (25), durante a transmissão do jogo Bahia x Napoli, válido pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro feminino.

Edson Florão usou o termo “cabelos exóticos” para se referir aos cabelos crespos das jogadoras, que em sua maioria são negras. “O Bahia, que está aí com a sua vantagem de estatura, com esses cabelos exóticos. Pelo menos meia dúzia (das jogadoras). A Nine (lateral direita) tem o cabelo mais exótico, me parece, dessa equipe do Bahia”.

Narrador da partida, Paulo Cesar Ferrarin citou o nome da cantora Margareth Menezes para complementar o comentário racista. “Verdade. Eu até ‘tava’ brincando com esses cabelos. Parece a Margareth Menezes (cantora), lá da Bahia”.

Chamar cabelos crespos de “exóticos” em um país de maioria negra é, no mínimo, ultrapassado e preconceituoso. Por isso, a cantora não deixou barato. “O fatídico episódio de hoje, durante o jogo Napoli x Bahia, em que comentários preconceituosos foram direcionados às atletas e à artista Margareth Menezes, é algo que não pode ocorrer”, disse a equipe de Maga em seu perfil oficial no Instagram.

Já a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), provocada por usuários do Twitter, emitiu uma nota oficial na noite deste domingo (25) também repudiando o ocorrido.

“Durante a partida Napoli x Bahia, pelo Brasileiro Feminino A-1, a equipe de transmissão do MyCujoo fez comentários preconceituosos direcionados a atletas do Bahia. A CBF lamenta profundamente o ocorrido e informa que solicitou ao MyCujoo que os profissionais fossem afastados imediatamente das transmissões, o que foi prontamente atendido pela plataforma. Não podemos admitir que o futebol seja palco para esse tipo de comportamento”, ressaltou a entidada máxima do futebol brasileiro.

Confira o momento em que o comentário preconceituoso foi feito:

Os pronunciamentos de Margareth Menezes:

O Bahia está disputando pela primeira vez a Série A-1 do Brasileirão Feminino, a elite da modalidade no país. As Mulheres de Aço estão em 10º lugar com dois pontos conquistados em três partidas. Na quarta-feira (28), elas enfrentam a equipe da Ferroviária, em Pituaçu, pela quarta rodada. O Bahia empatou por 2×2 na partida marcada por mais um caso de racismo.

RELATED ARTICLES