quarta-feira, setembro 16, 2020

    Tag: Bahia

    blank

    O que é ser negro na Bahia? Veja depoimentos de artistas e personalidades

    Lázaro Ramos, Dadá, Érico Brás, Carlinhos Brown, Tia Má, Carla Akotirene, Márcio Victor, Margareth Menezes, Ordep Serra, Muniz Sodré, Aldri Anunciação, Major Denice Santiago, Lívia Natália, Virgínia Rodrigues, Lívia Vaz e Vovô do Ilê falaram ao G1. Confira Por Phael Fernandes e Danutta Rodrigues, Do G1 BA Tia Má, Érico Brás, Margareth Menezes e Carlinhos Brown (Foto: Arte/ G1) No dia da Consciência Negra, o G1 perguntou para artistas e personalidades sobre "O que é ser negro na Bahia?". Veja abaixo os depoimentos: Aldaci dos Santos (Dadá) Chefe de cozinha | Salvador Dadá fala sobre o que é ser negra na Bahia. — Foto: Arquivo Pessoal "Ser negra na Bahia para mim é motivo de orgulho. Orgulho de ser baiana, um estado de mistura de cores, boa energia, cultura e talentos" Aldri Anunciação Ator, apresentador e escritor | Salvador [caption id="attachment_148107" align="aligncenter" ...

    Leia mais
    João Jorge e Lazinho são homenageados na CMS

    João Jorge diz na CMS que chegou a hora de eleger um prefeito negro

    Solenidade que homenageou dirigente e cantor do Olodum foi politizada Por Tasso Franco, do Bahia Já  João Jorge e Lazinho são homenageados na CMS (Foto: BJÁ) Ao receber a comenda 2 de Julho na Câmara de Vereadores de Salvador sugestão do vereador Luis Carlos Suica (PT) aprovada pela Casa por unanimidade, o presidente do Olodum, João Jorge Rodrigues, 63, disse que a capital baiana "tem que eleger um prefeito negro". Destacou que não se trata de um contra-racismo ou desejo pessoal, mas, uma constatação de uma localidade onde a "maioria é dominada pela minoria". Em fala politizada com lembranças da história de lutas do Olodum, batalhas no sentido amplo contra o racismo e de afirmação da nagritude na cidade do Salvador, iniciada há 40 anos numa área dominada pela prostituição no centro histório, João Jorge lembrou alguns episódios, sua trajetória pessoal, sofrida, batalhada, na rua do ...

    Leia mais
    Foto: Paulo Victor Nadal / Bahia Notícias

    Clamor por candidatura negra não se restringe a ‘troca de cor’, explica Sílvio Humberto

    Vereador em seu segundo mandato, Sílvio Humberto (PSB) tentou dar um salto mais alto no último ano quando disputou a eleição para a Câmara dos Deputados. Perdeu. Mas agora ele compõe o grupo de postulantes à Prefeitura de Salvador. Por Ailma Teixeira, do Bahia Notícias  Foto: Paulo Victor Nadal / Bahia Notícias Na briga para ser o nome do PSB, que há meses corteja o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, e tem ainda a deputada federal e presidente estadual da sigla Lídice da Mata na disputa, Sílvio acredita que sua força está na novidade da conjuntura pré-eleição: as candidaturas negras. "Existe um clamor na nossa história soteropolitana perguntando por que o óbvio não acontece numa cidade onde você tem 83% da população que é negra e até então você não consegue eleger ou se colocar pra valer, com condições reais pra fazer uma disputa do poder ...

    Leia mais
    blank

    Bahia registra 15.751 casos de violência contra a mulher em 135 dias

    O Estado da Bahia registrou 15.751 casos de violência contra a mulher de 1º de janeiro até o dia 15 de maio deste ano, conforme dados da Coordernação de Documentação e Estatística Policial (CDEP). O balanço foi divulgado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) do estado, nesta sexta-feira. por Jéssica Lauritzen no Extra Entre as ocorrências, referentes a vítimas do sexo feminino e maiores de 18 anos, há os crimes de feminicídio, homicídio doloso, tentativa de homicídio, lesão corporal dolosa, ameaça e estupro. Deste último crime, houve 158 casos. Do total, 125 mulheres foram assassinadas no estado, sendo que 14 casos foram enquadrados como feminicídio; nenhum deles na capital. Os registros de lesão corporal dolosa e de ameaça foram os que apresentaram índices mais altos nas três regiões consideradas neste informe - Salvador, Região Metropolitana de Salvador (RMS) e Interior -, somando um total de 15.350 ocorrências no estado. Também na ...

    Leia mais
    blank

    10 mulheres negras que fazem a diferença na Bahia

    Elas são destaque na sociedade e lutam contra a discriminação *Colaborou as estagiárias Kátia Prado e Érica Lago no R7 No dia 25 de julho comemorou-se o Dia da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha. A data instituída pelas Nações Unidas serve para reafirmar o compromisso com a valorização delas, além de dar visibilidade às lutas e resistência da mulher negra. O que todas querem é se fortalecer no combate ao racismo, sexismo, discriminação, preconceito e demais desigualdades raciais e sociais. Com muita garra e dedicação, as mulheres negras vem mostrando do que são capazes e como podem fazer a diferença quando são atuantes na sociedade. O R7 BA traz a história de dez mulheres baianas que representam bem o espírito brasileiro.   Monique Evelle Ela tem 20 anos, mas tornou-se conhecida aos 16, quando fundou a rede Desabafo Social. Estudante de bacharelado interdisciplinar em humanidades com ênfase em política e gestão da ...

    Leia mais
    blank

    Rede de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa apresenta plano de ação para 2015

    A elaboração de uma plataforma on-line para a convergência de informações sobre casos de racismo e intolerância religiosa registrados nos órgãos competentes é uma das ações previstas no plano da Rede de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa para o próximo ano. Somente no Centro de Referência Nelson Mandela, órgão vinculado à Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), já foram registrados mais de 80 casos relacionados – média de dois a três por semana, número que tem crescido com o estimulo à denúncia por parte da Rede. Segundo a coordenadora de Promoção da Igualdade Racial da Sepromi, Tricia Calmon, a divulgação dos serviços oferecidos pelo Centro – atendimento jurídico, psicológico e social a vítimas de racismo e intolerância religiosa na Bahia – a partir de campanhas durante o Carnaval e a Copa do Mundo, aumentou a procura pela unidade, “o que é bom porque demonstra que o incentivo ...

    Leia mais
    blank

    Consciência negra: Série de eventos na Ufba discute imagem da população negra

    Eventos acontecerão entre os dias 11 e 14 de novembro com participação de representantes de grupos do movimento negro da Bahia No, Varela Noticias Entre os dias 11 e 14 de novembro a Universidade Federal da Bahia realiza a série de eventos Reflexões e Práticas sobre a Negritude no Brasil. Os eventos, que são ações da Coordenação de Ações Afirmativas, Educação e Diversidade da Pró-Reitoria de ações Afirmativas e Assistência Estudantil (PROAE), visam discutir o espaço do negro na sociedade atual por meio de debates, oficinas, exposições e filmes, além de comemorar o mês da Consciência Negra. Os temas discutirão a imagem da população negra na sociedade brasileira do século XXI, os seus ganhos, sua inserção no mercado, a entrada na universidade e a luta traçada para mudar a maneira como os negros são mostrados nos programas de TV. A série de eventos trará também debates sobre como o sexo feminino ...

    Leia mais
    blank

    Na ‘branquíssima’ Salvador, mais um caso de racismo em loja de shopping

    Ontem, Ana Paula Bispo, estudante de Produção em Comunicação e Cultura na Universidade Federal da Bahia, ia fazer um pagamento numa loja de um shopping. Parou para olhar um brinco, desistiu de comprá-lo,  tentou seguir adiante: foi barrada, teve sua bolsa revistada… Só que não parou aí: felizmente, Ana Paula se indignou e denunciou o crime à supervisora da loja, ao shopping, e mais: à Polícia, em boletim de ocorrência. O depoimento abaixo foi por ela publicado numa rede social, assim como as fotos. (TP). Por Ana Paula Bispo no Racismo Ambiental Aconteceu comigo, aconteceu hoje. Comecei meu dia muito bem, fui pra uma aula maravilhosa, nem imaginaria que poucas horas depois estaria na delegacia prestando queixa. Acho importante que o máximo de pessoas saibam o ocorrido, pois não acredito que seja um fato isolado. Passei no shopping Iguatemi depois da aula pra resolver umas coisas, entre elas efetuar um pagamento na loja ...

    Leia mais
    Bahia lança mascote negra, a Lindona da Bahêa, para fortalecer a luta contra o racismo no futebol

    Bahia lança mascote negra, a Lindona da Bahêa, para fortalecer a luta contra o racismo no futebol

    O Bahia lançou, nesta sexta-feira (29), sua nova mascote, que irá fazer companhia ao Super-Homem, tradicional personagem que simboliza o clube soteropolitano. Trata-se de uma Mulher-Maravilha negra, apelidada de Lindona da Bahêa. Criada pelo artista Nei Costa, a "mascota" irá, segundo Priscila Andrade Ulbrich, gerente de marketing do clube, fortalecer a luta contra o racismo no futebol, que novamente veio à tona com o incidente ocorrido na Arena Grêmio, nesta quinta-feira. "A mascote já estava pronta, mas esperávamos um momento oportuno para lançar. Achamos que esse era o momento. Assim como temos outras coisas, mas precisamos saber qual melhor momento para ter um retorno mais rápido. Apesar de ser um fato triste, acreditamos que ações como essas podem contribuir de alguma forma,afirmou Priscila ao GloboEsporte.com. Confira a nota oficial do Bahia sobre o lançamento da "Lindona da Bahêa": "Em tempos de (infelizmente ainda) luta contra o racismo, o Esquadrão lança a ...

    Leia mais
    blank

    Governo da Bahia adota cotas raciais em concursos públicos

    A partir de agora os concursos estaduais e os processos simplificados realizados pelo Estado da Bahia terão 30% de suas vagas reservadas à população negra. O Decreto nº 15.353, que regulamenta a medida, foi publicado nesta segunda-feira (11) no Diário Oficial do Estado da Bahia. A decisão reafirma a política de inclusão do governo, que criou também o Estatuto da Igualdade Racial e de Combate à Intolerância Religiosa do Estado da Bahia, através da Lei Estadual nº 13.182 de 06 de junho de 2014. Os documentos estão disponíveis no Portal do Servidor e Site da Sepromi. Segundo o decreto, os editais de concursos e seleções públicas deverão conter, expressamente, o número de vagas existentes, bem como o total correspondente a reserva destinada à população negra. A medida abrange os órgãos e entidades da Administração Pública direta e indireta do Estado da Bahia. Além disso, a reserva de vagas será aplicada ...

    Leia mais
    Luiza Bairros diz que Estatuto da Igualdade Racial é a “Constituição do Negro da Bahia”

    Luiza Bairros diz que Estatuto da Igualdade Racial é a “Constituição do Negro da Bahia”

    No ato que marcou a assinatura, pelo governador Jaques Wagner, da lei que institui o Estatuto da Igualdade Racial na Bahia, a ministra da Igualdade Racial, Luiza Bairros, afirmou que “este estatuto acaba sendo uma espécie de constituição do negro da Bahia, que é um estado de maioria negra”, acrescentando que “o documento levanta aspectos particulares da nossa forma de viver na sociedade baiana, mas que são, ao final, aspectos atravessados pelo racismo. O estatuto vai falar das responsabilidades do setor público na Bahia, que finalmente se refere e trabalha como uma sociedade que é de maioria negra. O estatuto pode reorganizar toda a forma e perspectiva de atuação das instituições, dando ênfase aos poderes de justiça”. O professor, historiador e antropólogo Jaime Sodré afirmou que existe movimentação histórica da população negra para igualar as condições de oportunidades e representatividade do segmento na sociedade. “É importante que isto seja feito por ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    blank
    blank

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist