Ministro do Trabalho confirma: Temer é comunista, Temer é dos nossos

Atenção: Texto com altas doses de ironia. Interprete com moderação.

Por Leonardo Sakamoto Do Blog do Sakamoto

Se for verdade o que o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, afirmou, nesta quinta (8), que a jornada será limitada a 44 horas com apenas mais quatro horas extras por semana, como muitos veículos de comunicação divulgaram, significará – na prática – uma redução. Coisa que nem um partido que se afirma trabalhista e outro que se afirma social-democrata conseguiram em suas presidências.

Explico: para uma jornada de 44 horas (normalmente, oito horas por dia de segunda a sexta e mais quatro, no sábado), que já é o limite semanal hoje, são permitidas até duas horas extras por dia, totalizando 56 horas. Claro que essas horas extras não podem ser frequentes dessa forma, caso contrário o empregador terá problemas com auditores fiscais e procuradores do trabalho. E, normalmente, são frutos de acordo coletivo. Mas esse é o limite teórico – lembrando que paga-se 50% a mais de remuneração por hora extra.

Portanto, o que o governo federal está propondo é uma redução de jornada para muitas categorias (que, na prática, hoje trabalham mais do que 48 horas) e tornando nulas as convenções coletivas que permitem as prorrogações de jornada acima disso. Jornalistas do mundo, uni-vos!

Se Michel Temer fizer isso SEM REDUZIR SALÁRIOS, significará um pesado golpe em parte dos empresariado que o apoiou para que chegasse à Presidência, sonhando com mudanças legais que prometeriam o contrário. Patos amarelos? Não, aqui é foice e martelo, camarada!

Mesmo o limite de 12 horas diárias que ele propôs não seria um grande problema porque, limitando a jornada a 44 horas semanais mais quatro horas extras, só poderá haver um dia da semana com essa dúzia de horas. Matemática simples. E, ainda por cima, pagando quatro horas de remuneração 50% maior. Se o governo cumprir o que promete, de fiscalizar para que pessoas com mais de um emprego não ultrapassem a jornada legal mais horas extras somando os empregos, então é isso mesmo.

Por isso, acho que Temer me enganou desde o começo.

Temer é comunista. Temer é dos nossos.

PS: Outra possibilidade é o ministro ter falado besteira ou todos os repórteres terem registrado errado.

Ou ainda haver algo que não foi dito… Sobre essa hipótese, gostaria de ver o projeto que dizem estar tramitando não no Ministério do Trabalho, mas na Casa Civil…

leia também:

Reforma trabalhista de Temer, tira a obrigatoriedade do 13° salário e FGTS 

Conheça 55 ameaças aos seus direitos em tramitação no Congresso Nacional 

Medidas do Governo Temer que podem afetar a sua vida 

+ sobre o tema

Saiba quem são os deputados que propuseram o PL da Gravidez Infantil  

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (12), a...

Com PL do aborto, instituições temem mais casos de gravidez em meninas

Entre 1º de janeiro e 13 de maio deste...

‘Criança não é mãe’: manifestantes em todo o Brasil protestam contra PL da Gravidez Infantil

Diversas cidades do país receberam na noite desta quinta-feira...

para lembrar

Governo federal ignora inflação e repassa menos de R$ 1 para alimentação de aluno

Imagine o que se consegue colocar em um prato...

Economia é ‘calçanhar de Aquiles’ de Obama nas eleições

Uma simples pergunta sobre a economia pode expor o...

As periferias em luta pelo direito à vida

União e troca de experiências podem conter violência Por Edna...

Mais de 90% dos participantes do Bolsa Família cumpriram frequência escolar

Acompanhamento dos estudantes beneficiários do programa revelou que o...

É sórdido condenar vítima de estupro por aborto

É sórdido e apequena a política o Projeto de Lei que ameaça condenar por homicídio meninas, jovens e mulheres que interromperem gestações, ainda que...

Geledés repudia decisão da Câmara sobre aborto

Geledés – Instituto da Mulher Negra vem a público manifestar sua indignação e repúdio à decisão da Câmara dos Deputados, aprovada nesta terça-feira, 12,...

Mulheres vão às ruas contra PL que equipara aborto a homicídio; confira locais dos atos

Mulheres vão às ruas de diversas partes do país em protesto contra o avanço, na Câmara dos Deputados, do projeto de lei que equipara...
-+=