Morre, José Marmo, coordenador da Rede Nacional de Religiões Afro-Brasileiras e Saúde

Enviado por / FonteDo Aids.gov

Perde-se um grande ativista, incansável na busca por respostas que pudessem reduzir as desigualdades consequentes do racismo estruturante, e como se dava o impacto no campo do HIV.

José Marmo foi coordenador da Rede Nacional de Religiões Afro-Brasileiras e Saúde, uma instância de articulação da sociedade civil que envolve adeptos da tradição religiosa afro-brasileira, gestores e profissionais de saúde, integrantes de organizações não governamentais, pesquisadores e lideranças do movimento negro, visando a promoção da saúde da população dos terreiros e do entorno. Foi criada  criada em São Luís do Maranhão, durante a realização do II Seminário Nacional Religiões Afro-Brasileiras e Saúde (2003), a Rede tem como objetivos: – lutar pelo direito humano à saúde; – valorizar e potencializar o saber dos terreiros em relação à saúde e o reconhecimento destes como espaços promotores de saúde; – monitorar e intervir nas políticas públicas de saúde, exercendo o controle social; – combater o racismo, o sexismo, a homofobia, lesbofobia e todas as formas de intolerâncias; – legitimar as lideranças de terreiros como detentores de saberes e poderes para exigir das autoridades locais um atendimento de qualidade, onde a cultura do terreiro seja reconhecida e respeitada; – estabelecer um canal de comunicação entre os adeptos da tradição religiosa afro-brasileira, os gestores, profissionais de saúde e conselheiros de saúde para valorização do Sistema Único de Saúde.

Fica nosso reconhecimento pela seu comprometimento com a saúde pública e  por ter sido um dos pioneiros em trazer a discussão sobre “aids e religião afro”, propondo um diálogo com a gestão para despertar a importância da contribuição das religiões na luta contra o HIV/aids

*Imagem retirada do site Aids.com

+ sobre o tema

Maternidade fez de Gaby Amarantos uma nova mulher e artista

Muito além de fazer sucesso musical, Gaby Amarantos vem...

Ngugi wa Thiong’o: “Eu quero competir com Cervantes”

O escritor queniano diz que, aos 81 anos, tem...

Perseguição silenciosa de Crivella à cultura negra impede samba da Pedra do Sal

Foi informado através da página do facebook da roda...

para lembrar

Luíz Gama

Luís Gonzaga Pinto da Gama (Salvador, 21 de junho...

Morre o Rei Pelé aos 82 anos

O futebol perdeu seu Rei. Nesta quinta-feira, morreu Pelé, o...

Transição capilar: como voltar a ter cachos após anos de alisamentos

A ditadura do cabelo liso finalmente acabou! Agora, a...
spot_imgspot_img

Estou aposentada, diz Rihanna em frase estampada na camiseta

"Estou aposentada", é a frase estampada na camiseta azul que Rihanna, 36, vestia na última quinta-feira (6), em Nova York. Pode ter sido uma brincadeira, mas...

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...
-+=