Mostra retrata comunidade quilombola de Chapada

A Mostra “Para não esquecermos: a presença negra em Mato Grosso”, aberta na noite desta terça-feira (5) em Cuiabá, traz exposições e mostras de vídeos contemplando a temática afro-brasileira. 

Organizada pela Secretaria Municipal da Cultura de Cuiabá e o Museu da Imagem e do Som de Cuiabá “Lázaro Papazian – Cháu” (Misc), em parceria com o Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Relações Raciais e Educação da UFMT, a exposição pode ser visitada até o dia 05 de novembro.

“Negro por Inteiro” é uma exposição fotográfica de Duflair Barradas, retratando o modo de vida da comunidade quilombola de Chapada dos Guimarães. Com este trabalho Barradas foi o vencedor do 1º Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-brasileiras, promovido pelo Centro de Apoio ao Desenvolvimento Osvaldo dos Santos Neves (Cadon).

A religiosidade, também de grande importância para a preservação cultural dos povos negros, se faz presente nesta Mostra através da exposição “Orixás”, de André Balbino. Pertencentes ao acervo do Misc, essas obras retratam as divindades africanas trazidas para o Brasil durante a diáspora. 

Dentro da Mostra há também uma homenagem ao 17º Festival de Cinema e Vídeo de Cuiabá, ocasião em que o MISC expõe ao público parte da exposição fotográfica “100 Anos do Cinema em Mato Grosso”, resultado de uma pesquisa realizada para a publicação da coletânea “Memória e Mito do Cinema em Mato Grosso”, do pesquisador Luiz Carlos de Oliveira Borges. 

A mostra de vídeo acontecerá sempre às quintas-feiras, às 20h. Serão exibidos dentro da mostra os curtas ´´Peito de Flores, Coração da Resistência“, de Gloria Albues; ´´Trindade Esquecida“, de Márcio Moreira; ´´Omi Òdodo: águas da justiça“, de Ivan Belém e Antonieta Costa; e ´´Vila Bela Terra de Colores“, de Bárbara Fontes. 

Situado à Rua Voluntários da Pátria, esquina com a Rua Sete de Setembro, no Centro Histórico, o MISC fica aberto de segunda a sexta-feira, das 14:00 às 18:00h, com entrada franca. As escolas que desejarem levar os alunos para conhecer o museu, deverão agendar horário através do fone 3617-1288 ou pelo e-mail: [email protected]As informações são da Sec. de Cultura de Cuiabá e da UFMT.

Fonte: Olhar Direto

+ sobre o tema

Governo, organizações e quilombolas se unem em defesa do Decreto n°4887/2003

Por Daiane Souza Quilombolas, órgãos públicos e instituições de todo...

Quilombolas deixam sede do Incra após passarem noite no local

Órgão se comprometeu a retomar diálogo sobre desapropriações no...

Seminário Educação 2011 marca o Ano Internacional do Afrodescendente

Evento com quase 3 mil inscritos vai até quarta-feira...

Consciência Negra programação Mato Grosso do Sul 2011

05/11 Feira da Agricultura Familiar de Furnas dos...

para lembrar

Mama África

Itapecerica - O jornalista Walmir Damasceno assume a Coordenadoria...
spot_imgspot_img

Quilombo de Mãe Bernadete é reconhecido pelo governo federal

A comunidade Pitanga dos Palmares, da líder quilombola Mãe Bernadete, assassinada em agosto do ano passado na Bahia, foi reconhecida e declarada como Comunidade Remanescente de Quilombo pelo...

Quem foi Beatriz Nascimento, pioneira nos estudos sobre quilombos

Beatriz Nascimento é uma das intelectuais mais importantes do Brasil. Historiadora, ela foi pioneira nos estudos sobre as comunidades quilombolas no país. No ano passado,...

Inscrições abertas para compor banco de itens do Saeb

As inscrições para credenciamento de colaboradores interessados em compor o Banco de Colaboradores do Banco Nacional de Itens (BC-BNI) do Sistema de Avaliação da...
-+=