‘No Brasil, ser negro tem peso maior que ser gay’

Gay declarado, o rapper paulistano Rico Dalasam enfrentou diversos preconceitos na vida – como a homossexualidade e a raça – e diz que a questão da orientação sexual é menos problemática no País do que a cor da pele.

Do Parou Tudo 

“A gente sabe que, no Brasil, ser negro tem um peso muito maior do que ser gay”, enfatiza o rapper, destacando que “as pessoas estão muito mais armadas” contra negros por causa do racismo estrutural no país. “Às vezes o racismo é tão implícito e subjetivo que as pessoas nem percebem. Elas me acham interessante por eu ser gay e cantar rap, mas se eu fosse só mais um negro hétero fazendo esse tipo de música, nem me notariam”, disse ao site Uai.

Pioneiro como homossexual assumido dentro de um gênero considerado homofóbico, ele não quer o rótulo para sempre. “Sou o primeiro negro gay a existir dentro do cenário do rap e vir para o jogo, trabalhar como qualquer outro deles trabalha. Não quero causar polêmica (por ser gay), apesar de a imprensa sempre fazer como se fosse.”

+ sobre o tema

As mulheres indianas que estão descobrindo novos medicamentos dentro de suas casas

Tanusree Chaudhuri, de 34 anos, estava grávida de seu...

Noivo tem ataque epilético no altar e noiva se casa com convidado

Homem pediu que ex-noiva se casasse com ele, dizendo...

Atentado contra homossexual no Rio pode ter tido participação de militares

Rio de Janeiro - Apesar de o Comando Militar...

Filhos de Gandhy pedem saída de mulheres do bloco em respeito a tradição

Tradição é tradição e tem que ser respeitada. Os...

para lembrar

Polícia investiga nova agressão a gay na região da rua Augusta

A Polícia Civil de São Paulo investiga...

Se minha mãe tivesse me abortado

Já me perguntaram algumas vezes: “E se sua mãe...

Mulheres que atuam no agronegócio representam 40% do segmento

Recente pesquisa realizada pela ABAG (Associação Brasileira do Agronegócio)...

Espanholas registram corpo em cartório contra reforma da lei do aborto

Por: Liana Aguiar Uma ação coletiva inusitada surpreendeu os cartórios...
spot_imgspot_img

“Dispositivo de Racialidade”: O trabalho imensurável de Sueli Carneiro

Sueli Carneiro é um nome que deveria dispensar apresentações. Filósofa e ativista do movimento negro — tendo cofundado o Geledés – Instituto da Mulher Negra,...

Militares viram no movimento negro afronta à ideologia racial da ditadura

Documento confidencial, 20 de setembro de 1978. O assunto no cabeçalho: "Núcleo Negro Socialista - Atividades de Carlos Alberto de Medeiros." A tal organização,...

O atraso do atraso

A semana apenas começava, quando a boa-nova vinda do outro lado do Atlântico se espalhou. A França, em votação maiúscula no Parlamento (780 votos em...
-+=