Nota da Plataforma Dhesca sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco

Enviado por / FonteDa Plataforma Dhesca Brasil

A Plataforma Dhesca Brasil manifesta indignação e pesar pelos assassinatos da vereadora do Rio de Janeiro e defensora dos direitos humanos, Marielle Franco e do companheiro Anderson Pedro Gomes, motorista também vitimado nesta quarta-feira (14) às 21h30 na região central da cidade.

Somando forças a outras organizações e movimentos sociais, exigimos que os órgãos competentes promovam rigorosa investigação para apuração das circunstâncias que envolveram os inadmissíveis fatos noticiados.

Preocupa-nos o acirramento da violência e brutalidade dos crimes cometidos contra defensores e defensoras de direitos humanos da sociedade civil nesse momento de quebra do Estado democrático e consequente violação de direitos fundamentais.

Com trajetória única e fundamental na defesa de direitos, Marielle, mulher negra, era um dos ícones da luta na defesa dos direitos de mulheres negras, com significativa atuação contra o genocídio da juventude negra de comunidades empobrecidas do Rio de Janeiro, com destaque para Favela da Maré, local em que nasceu. Mulher de luta construiu um mandato popular e coletivo com agendas estruturantes para a garantia de direitos humanos. Foi nomeada Relatora da Comissão de Acompanhamento da Intervenção Federal no Rio de Janeiro em fevereiro de 2018.

Marielle Presente!

+ sobre o tema

Professora da UnB registra boletim de ocorrência após ser ameaçada de morte

Débora Diniz foi xingada por perfis e páginas contrários...

As empregadas e a escravidão – por Urariano Mota

Por caminhos tortos, Joaquim Nabuco teve uma das suas...

para lembrar

Patricia Hill Collins exalta mulher preta, alerta contra censura e se diverte com versão dublada em SP

Uma das principais teóricas do feminismo negro, Patricia Hill...

Feminicídio: como uma cidade mexicana ajudou a batizar a violência contra mulheres

Desde 1993, uma onda de assassinatos brutais de mulheres,...

Serena relata preconceito por ser mulher negra

A tenista Serena Williams publicou um artigo no site...

Stephanie Ribeiro: Aliou Cissé é o “negro único” da Copa do Mundo

Dentre todos os técnicos das seleções do mundial de...
spot_imgspot_img

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Justiça brasileira não contabiliza casos de homotransfobia, cinco anos após criminalização

O STF (Supremo Tribunal Federal) criminalizou a homotransfobia há cinco anos, enquadrando o delito na lei do racismo —com pena de 2 a 5 anos de reclusão— até que...

Maria da Conceição Tavares: quem foi a economista e professora que morreu aos 94 anos

Uma das mais importantes economistas do Brasil, Maria da Conceição Tavares morreu aos 94 anos, neste sábado (8), em Nova Friburgo, na região serrana do Rio...
-+=