Guest Post »

Novo eleitor é mulher, negra e tem renda familiar de um salário mínimo, segundo Enem

Dos mais de 147 milhões de eleitores brasileiros, 4,44% votaram neste ano pela primeira vez em eleições para presidenciáveis.

Por Isabela Giordann do Quero Bolsas 

@YROD.ART/ Nappy

Isso se repetirá no próximo domingo (28), quando acontecerá o segundo turno das Eleições 2018, que decidirá quem será o próximo a ocupar o cargo da presidência da República e o de governador em alguns estados brasileiros.

Esses são jovens de 16 a 19 anos, nascidos entre os anos de 1999 e 2002, e que, consequentemente, tiveram a chance de prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2017.

A partir dos microdados divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) foi possível descobrir qual é o “perfil” desse novo eleitor brasileiro. Para fazer esse levantamento, foram considerados os candidatos que tinham de 15 a 18 anos em 2017 e que se inscreveram para o exame.

Mulheres são a maioria

Nessa faixa etária indicada, segundo o Enem 2017, houve mais de 2,3 milhões de candidatos inscritos na prova. Desse total, as mulheres correspondem a 60,50% do novo eleitorado. Já os homens são 39,50%.

Negros correspondem a 15,99%

Entre as raças, a negra é a que mais se destaca no exame (levando em consideração mulheres e homens negros*), que equivalem a 52,44% dos candidatos dentro da faixa etária de 15 a 18 anos em 2017. Em segundo lugar estão os brancos, com 42,73%.

Em último lugar ficam os indígenas, que correspondem a apenas a 0,55%.

Concentração no Sudeste e Nordeste

Do total dos inscritos na faixa etária selecionada, a maioria dos novos eleitores está localizada na região Sudeste (41,46%), sendo que a maior concentração deles está no Estado de São Paulo.

Na sequência aparece o Nordeste, com 29,05% dos candidatos do Enem 2017.

Qual é o grau de ensino do pai e da mãe do novo eleitor?

Para essa questão do questionário socioeconômico do Enem, a maioria dos pais, ou dos homens responsáveis pela criação desses eleitores, completou o Ensino Médio, mas não a faculdade (29,78%).

No caso das mães, ou mulheres responsáveis pela criação, esse número sobe para 35,48% que completaram o Ensino Médio, mas não terminaram o Ensino Superior, o que também corresponde à maioria entre as respostas.

Qual é a profissão do pai e da mãe desse novo eleitor?

Nessa questão, são apresentadas algumas ocupações em grupos ordenados, em que o inscrito deveria selecionar o grupo que mais contempla a profissão dos pais dos ou responsáveis por eles.

No caso dos homens que foram responsáveis pela criação, 23,99%correspondem ao grupo 3: “padeiro, cozinheiro industrial ou em restaurantes, sapateiro, costureiro, joalheiro, torneiro mecânico, operador de máquinas, soldador, operário de fábrica, trabalhador da mineração, pedreiro, pintor, eletricista, encanador, motorista, caminhoneiro, taxista”. Profissões que, geralmente, são exercidas de forma autônoma.

Para as mulheres e mães, o grupo 2 foi escolhido: “diarista, empregada doméstica, cuidadora de idosos, babá, cozinheira (em casas particulares), motorista particular, jardineira, faxineira de empresas e prédios, vigilante, porteira, carteira, office-boy, vendedora, caixa, atendente de loja, auxiliar administrativa, recepcionista, servente de pedreiro, repositora de mercadoria”. Essa opção foi indicada em 39,04% dos casos.

Qual é a renda mensal familiar daqueles que irão eleger pela primeira vez um presidente?

De acordo com os dados, 37,47% dos inscritos no Enem 2017 de 15 a 18 anos viviam com quatro pessoas (incluindo o candidato) na mesma casa.

Sendo assim, a renda mensal familiar (que é a soma de todos os familiares), em 24,70% dos casos, é de até um salário mínimo daquele ano (R$ 937,00), resultando em R$ 234,25 de renda per capita mensal.

Maioria não possui empregado(a) doméstico(a)

89,78% dos candidatos do Enem 2017 na faixa etária selecionada não possuíam nenhum tipo de empregado(a) doméstico(a) em casa.

Daqueles que possuem, a maioria é de um a dois dias na semana (5,27%).

Maioria possui saneamento básico

O questionário não possui nenhuma pergunta sobre o saneamento básico em si, porém a questão que aborda se há, no mínimo, um banheiro na casa desse novo eleitor direciona para a existência, ou não, de saneamento básico.

Felizmente, em 99,16% das respostas foi indicado que há banheiro na residência do candidato. Apenas em 0,84% não há saneamento básico.

46,34% não possuem automóvel próprio

A maioria dos novos eleitores não possui nenhum tipo de automóvel em sua residência, ou seja, utiliza de outros meios de transporte para se locomover na sua cidade.

Em seguida, 41,26% afirmaram ter um automóvel em casa.

Televisão em casa, mas sem canais a cabo

Nesse levantamento, foi possível descobrir que esse novo eleitorado tem em casa, no mínimo, uma televisão a cores em casa (61,14%), porém a maioria só tem acesso à TV aberta, deixando de lado os canais a cabo.

Novo eleitor tem acesso à internet e à tecnologia

A maioria daqueles que irão pela primeira vez ajudar a eleger o próximo presidente do País tem à sua disposição a tecnologia, visto que 74,91% dos candidatos da faixa etária selecionada afirmaram ter acesso à internet, além de 97,75% ter algum tipo de telefone celular.

72,62% têm formação do Ensino Médio em escola pública

Segundo dados do Enem 2017, 72,62% dos novos eleitores frequentaram somente escolas públicas durante o Ensino Médio.

Já aqueles que se formaram em escolas privadas sem nenhum tipo de bolsa integral correspondem a 18,81%.

Em quem esses novos eleitores votam?

Na última terça-feira (23), o Ibope divulgou uma das últimas pesquisas de intenção de voto para o segundo turno das Eleições 2018.

Além do resultado final da pesquisa, o instituto também faz uma análise dos eleitores divididos por faixa etária, separando as intenções daqueles que possuem de 16 a 24 anos.

Elaboração dos dados: Rodrigo Simões

*Para o cálculo da raça negra, foi levada em consideração a soma dos que se autodeclararam das cores parda e preta. 

 

Related posts