Número de senegaleses na fronteira do Acre cresce

 

Aumentou para 70 o número de cidadãos senegaleses, na África, que estão em Brasileia, cidade no Acre, na fronteira do Peru com o Brasil, aguardando visto de entrada no País. O grupo de africanos se juntou aos centenas de haitianos que aguardam documentos de imigração em um abrigo que já tem 1.300, entre eles 150 mulheres. A informação é do secretário dos Direitos Humanos do Acre, Nilson Mourão.

“Recebemos a informação de um reforço da equipe de imigração, que pretende aumentar de 30 para 100 o número de pessoas atendidas pela Polícia Federal por dia lá”, disse Mourão na manhã desta quarta-feira, 10. Com isso, o secretário espera que o fluxo de atendimento reduza a pressão no abrigo e que o drama dos imigrantes seja amenizado nos próximos dias. A situação na fronteira do Acre se agravou nos últimos dois anos depois do terremoto que destruiu o Haiti em janeiro de 2010 e cidadãos haitianos em fuga começaram a chegar em busca de oportunidades de vida no Brasil usando o caminho do Acre.

Saiba mais sobre os africanos

Notícias da África

Lideres Africanos

“Precisamos que o governo central nos ajude a encontrar uma solução para esse problema”, pediu o secretário dos Direitos Humanos do Estado. Ele alega que a região está se transformando em uma rota internacional de tráfico de pessoas justamente na fronteira com dois países produtores da coca, matéria-prima de drogas. “Estão ocupando um espaço existente nas fronteiras abertas”, justificou Mourão. “O que está ocorrendo aqui não é um movimento migratório espontâneo”, afirmou. “Trata-se de grupos organizados, coiotes, que enviam essas pessoas”, declarou.

Mourão afirmou ainda que os grupos mais recentes de africanos estão fazendo uma rota que passa pelo Marrocos e Espanha, de onde seguem para o Equador, onde se juntam aos haitianos para chegar ao Acre pelo Peru. De acordo com o secretário, a situação no abrigo brasileiro é grave. “Não há condições humanitárias de permanência no local”, afirmou.

 

 

Fonte: Dgabc

+ sobre o tema

Afro-Cubanos

O termo afro-cubano se refere a cubanos de ancestralidade...

‘As mulheres são criadas para achar que o casamento é muito importante’ diz Chimamanda Adichie

Escritora aclamada pela crítica internacional, a nigeriana pertence ao...

Bolsas para graduação no Brasil

Estudantes de 24 países africanos podem tentar uma vaga...

para lembrar

Hoje na História, 15 de maio de 1994, acontecia o Genocídio em Ruanda

por: Lucyanne Mano O genocídio em Ruanda deixou 800 mil mortos...

Windeck – Todos os Tons de Angola uma novela africana na TV Brasil

Produção angolana, a novela Windeck - Todos os Tons...

Nasser e o Pan-Arabismo

Gamal Abdel Nasser, na verdade, era o principal...

Técnicos de laboratórios públicos africanos visitam o Lacen

Fonte: Agência do Pará- Conhecer o modelo de Controle de...
spot_imgspot_img

Um Silva do Brasil e das Áfricas: Alberto da Costa e Silva

Durante muito tempo o continente africano foi visto como um vasto território sem história, aquela com H maiúsculo. Ninguém menos do que Hegel afirmou, ainda no...

Artista afro-cubana recria arte Renascentista com negros como figuras principais

Consideremos as famosas pinturas “A Criação de Adão” de Michelangelo, “O Nascimento de Vênus” de Sandro Botticelli ou “A Última Ceia” de Leonardo da Vinci. Quando...

Com verba cortada, universidades federais não pagarão neste mês bolsas e auxílio que sustenta alunos pobres

Diferentes universidades federais têm anunciado nos últimos dias que, após os cortes realizados pelo governo federal na última sexta-feira, não terão dinheiro para pagar...
-+=