“Nunca passou por minha cabeça adotar criança branca”, diz Glória Maria

Enviado por / FonteDo R7

Em conversa com o R7, na festa de 9 anos da revista Quem, na noite desta terça-feira (6), em São Paulo, a jornalista Glória Maria, que renovou com a Globo até 2016, disse que pretende preservar ao máximo a imagem das filhas, Laura e Maria, já que o processo de adoção delas ainda não está concluído.

– É claro que elas não vão ficar a vida inteira escondidas, mas só vou chegar no Rio no fim do ano. Estou ainda terminando o processo de adoção. Acho que quantos menos expô-las, melhor. É por elas, não é por mim. Por mim, queria mostrar, porque eu sou uma mãe coruja. Elas são lindas. Mas por enquanto não dá.

A jornalista contou que faz questão de acompanhar todos os passos das filhas e que vai junto “para a natação, para a aula de música”. Glória Maria ainda explicou por que fez questão de adotar duas meninas negras.

– Você acha que eu iria adotar duas branquinhas? Primeiro, você sabe, eu fiz trabalho com crianças abandonadas. E, lá nos abrigos, você descobre que a maioria das crianças que precisam é negra. Porque todo mundo só quer adotar menina branca até um ano. É aquele negócio: eu não escolhi, elas me escolheram. Nunca iria passar pela minha cabeça adotar criança branca. Não é por discriminação. É porque, primeiro, sou negra. Segundo, porque as negras é que precisam ser adotadas. Aí eu iria adotar o quê?

Glória afirmou que, com a maternidade, está cada vez menos vaidosa.

– Eu não tenho preocupação com isso Para você ter uma idéia, quando eu vim para cá hoje eu esqueci maquiagem. Se não tivesse uma pessoa para me maquiar teria vindo de cara lavada. Eu não tenho essas preocupações. Nunca botei botox, nunca fiz plástica.

+ sobre o tema

Mulheres negras enfrentam barreira maior no mercado de tecnologia

O Brasil tem mais negros (56%) e mulheres (52%),...

Marina: Paradoxos

 Há algo perturbador na performance eleitoral de Marina da...

para lembrar

Ana Paula Xongani estreia no GNT e se torna primeira brasileira com dreads em campanha de cabelos

A influenciadora digital fez os dreads durante uma viagem...

Sobre a solidão da mulher negra

Esse texto é sobre a solidão da mulher negra. Por Albertina...

Morre em Salvador a líder religiosa Makota Valdina

A educadora, líder religiosa e militante da causa negra,...

Mulheres Maravilhosas: Cristiane Sobral

Não me lembro exatamente como entrei em contato com...
spot_imgspot_img

Ela me largou

Dia de feira. Feita a pesquisa simbólica de preços, compraria nas bancas costumeiras. Escolhi as raríssimas que tinham mulheres negras trabalhando, depois as de...

“Dispositivo de Racialidade”: O trabalho imensurável de Sueli Carneiro

Sueli Carneiro é um nome que deveria dispensar apresentações. Filósofa e ativista do movimento negro — tendo cofundado o Geledés – Instituto da Mulher Negra,...

Comida mofada e banana de presente: diretora de escola denuncia caso de racismo após colegas pedirem saída dela sem justificativa em MG

Gladys Roberta Silva Evangelista alega ter sido vítima de racismo na escola municipal onde atua como diretora, em Uberaba. Segundo a servidora, ela está...
-+=