O apoio turco às vítimas do racismo na Alemanha

Depois dos atentados racistas contra a famíla Yigit, na Alemanha, os turcos que vivem no país organizaram-se nas redes sociais e começaram a vigiar a casa da sua família.

Do TRT

Imagem retirada do site TRT

A família Yigit foi vítima de atentados racistas na cidade de Hernes, na Alemanha. Depois do incidente, os Yigit receberam um grande apoio por parte dos turcos que vivem no país.

Para garantir a segurança da família, os turcos da cidade começar a vigiar a sua casa.

A família Yigit mudou-se para a cidade de Hernes há 3 anos, e desde há uns meses começou a ser alvo dos racistas.

Os turcos de Hernes falaram à Empresa de Rádio e Televisão da Turquia (TRT) sobre o tratamento injusto de que a família foi alvo, e de como se organizaram nas redes sociais, para que todos os dias houvesse dezenas de pessoas a vigiar a casa da família de Yigit.

A família Yigit sabe quem está por detrás dos ataques. Mas apesar disso a polícia alemã não faz nada, alegando que “não há provas”.

Os turcos que estão a ajudar a família assinalaram que as rondas de vigilância vão continuar durante a noite, e que este apoio vai continuar até que a polícia e a justiça alemã encontrem o agressor racista.

Esra Yigit mostrou-se agradecida à TRT e falou sobre o tratamento injusto de que foi alvo, bem como dos turcos que a apoiaram:

“Ontem veio a TRT, graças a esta notícia. Antes estavamos sozinhos, não havia ninguem a apoiar-nos. Mas agora a TRT veio novamente. Agora temos um grande apoio por detrás de nós, por parte dos cidadãos. É uma boa sensação. Agora sentimos que não estamos sozinhos”.

+ sobre o tema

Selo Sesc lança Relicário: Dona Ivone Lara (ao vivo no Sesc 1999)

No quinto lançamento de Relicário, projeto que resgata áudios...

Em autobiografia, Martinho da Vila relata histórias de vida e de música

"Martinho da Vila" é o título do livro autobiográfico...

MG lidera novamente a ‘lista suja’ do trabalho análogo à escravidão

Minas Gerais lidera o ranking de empregadores inseridos na...

para lembrar

Carta de repúdio ao racismo praticado na formatura de História e Geografia da PUC

Durante a tradicional cerimônia de formatura da PUC, onde...

Sociologia e o mundo das leis: racismo, desigualdades e violência

Foi com muita satisfação que recebi o convite do Justificando para...

PARANÁ: Caso de racismo leva treinador a pedir demissão no estadual

  O treinador Agenor Picinin pediu demissão do...

Ele perguntou se eu preferia maçã, conta vítima de racismo em Confins

Preso em flagrante por injúria racial, advogado terá que...
spot_imgspot_img

Quanto custa a dignidade humana de vítimas em casos de racismo?

Quanto custa a dignidade de uma pessoa? E se essa pessoa for uma mulher jovem? E se for uma mulher idosa com 85 anos...

“É mais difícil ser respeitada no Brasil”

Aos 42 anos - 11 deles vividos na Alemanha -, a advogada teuto-brasileira Delaine Kühn é a personificação do que os alemães chamam de...

Os 130 anos de uma família negra na Alemanha

O auditório está completamente lotado, quem não conseguiu assento apoia-se nas paredes ou na soleira da porta. O público absorve com atenção a história...
-+=