terça-feira, julho 7, 2020

    Tag: Alemanha

    A cineasta Sabrina Fidalgo (Foto: Fabian Alvarez / Divulgação)

    Por que há mais negros na TV alemã do que na brasileira

    Sabrina Fidalgo é uma jovem roteirista e cineasta, autora do curta mais premiado fora do Brasil no ano de 2018. “Rainha” conta a história de uma jovem que sonha em ser rainha de bateria de uma escola de samba. Seus pais, Alzira e Ubirajara Fidalgo, fundaram, nos anos 70, o Teatro Profissional do Negro. Como todo negro, sempre desconfiou da tese do amálgama, defendida por intelectuais brancos  no Brasil. A que diz  que somos para o mundo um exemplo de convívio entre raças. De quem vê de cima da pirâmide, pode ser. Este Quadro-negro serve para equalizar narrativas, mostrar  o ponto de vista de que quem carrega nas costas os que estão no topo dessa pirâmide.  Por Dodô Azevedo, da Folha de S.Paulo  A cineasta Sabrina Fidalgo (Foto: Fabian Alvarez / Divulgação/Folha ) Por que há mais negros na TV alemã do que na brasileira Por Sabrina ...

    Leia mais
    Foi a partir de uma fotografia que a cineasta britânica se interessou em contar a história dos negros na Alemanha (Foto: Biblioteca do Congresso Americano)

    A vida dos negros na Alemanha nazista

    A cineasta britânica-ganense Amma Asante se deparou, por acaso, com uma fotografia antiga, tirada na Alemanha nazista, de uma garota negra vestindo uniforme escolar. Diferentemente das colegas brancas que encaram a câmera, ela desvia o olhar. A foto despertou a curiosidade de Asante, que quis saber mais sobre a garota. A imagem a levou a escrever e dirigir o longa Where Hands Touch (Onde Mãos Tocam, em tradução livre), estrelado por Amandla Stenberg (Mentes Sombrias) e George MacKay (Capitão Fantástico), que está chegando aos cinemas na Europa. O filme é um relato imaginário do relacionamento secreto de uma adolescente mestiça com um membro da Juventude Hitlerista, mas é baseado em registros históricos. Durante o regime nazista, de 1933 a 1945, o número de alemães com origem africana vivendo no país chegou à casa dos milhares. Ao longo do tempo, eles foram proibidos de se relacionar com pessoas brancas e impedidos de ter ...

    Leia mais
    blank

    O apoio turco às vítimas do racismo na Alemanha

    Depois dos atentados racistas contra a famíla Yigit, na Alemanha, os turcos que vivem no país organizaram-se nas redes sociais e começaram a vigiar a casa da sua família. Do TRT Imagem retirada do site TRT A família Yigit foi vítima de atentados racistas na cidade de Hernes, na Alemanha. Depois do incidente, os Yigit receberam um grande apoio por parte dos turcos que vivem no país. Para garantir a segurança da família, os turcos da cidade começar a vigiar a sua casa. A família Yigit mudou-se para a cidade de Hernes há 3 anos, e desde há uns meses começou a ser alvo dos racistas. Os turcos de Hernes falaram à Empresa de Rádio e Televisão da Turquia (TRT) sobre o tratamento injusto de que a família foi alvo, e de como se organizaram nas redes sociais, para que todos os dias houvesse dezenas de pessoas a vigiar a ...

    Leia mais
    Visitantes prestam homenagem a vítimas do primeiro genocídio do século XX; restos mortais foram devolvidos a descendentes das tribos - JOHN MACDOUGALL / AFP

    Alemanha devolve à Namíbia restos de vítimas de massacre colonial

    Cem mil membros das tribos herero e nama foram mortos por colonizadores alemães entre 1904 e 1908; crânios foram usados em experimentos científicos Do O Globo  Visitantes prestam homenagem a vítimas do primeiro genocídio do século XX; restos mortais foram devolvidos a descendentes das tribos - JOHN MACDOUGALL / AFP A Alemanha entregou nesta quarta-feira à Namíbia os restos mortais de integrantes das tribos herero e nama, exterminadas durante o período colonial naquele que é considerado o primeiro genocídio do século XX. O gesto de reconciliação é considerado ainda insuficiente pelos descendentes das vítimas, que esperam um pedido oficial de desculpas do governo alemão. Há décadas os dois grupos pedem reparações pelas ações das tropas coloniais alemãs, que mataram 100 mil pessoas entre 1904 e 1908. Numa cerimônia religiosa em Berlim, uma delegação namibiana liderada pela ministra da Cultura, Katrina Hanse-Himarwa, recebeu 19 crânios, ossos diversos e couro cabeludo levados pelas ...

    Leia mais
    blank

    ‘Arte é uma alternativa a um mundo repleto de violência’, diz diretor de teatro alemão Thomas Ostermeier

    À frente do Teatro Schaubühne, encenador dá palestra no Rio nesta segunda RIO - Palco de nomes como Brecht, Frank Castorf e outros ícones teatrais, a Alemanha assistiu, duas décadas atrás, à chegada de um novo gigante, Thomas Ostermeier. Com seus mais de 1,90m, aos 28 anos ele começou a transformar o espaço Baracke, em Berlim, em um bunker de resistência e experimentação estética. Pouco tempo depois, em 1999, tornou-se o diretor artístico do importante Schaubühne, dando continuidade acima de qualquer expectativa ao trabalho do encenador Peter Stein, que consagrou aquele teatro nos anos 1970. Conhecido pela capacidade de transformar clássicos em radicais encenações contemporâneas, ele vê o teatro como um campo de observação e crítica social, e diz que busca se contrapor ao temor e ao terror que pesam o ar da capital alemã e os corpos de seus atores. Por Luiz Felipe Reis, para O GLOBO É no Schaubühne ...

    Leia mais
    blank

    Quer estudar na Alemanha? Agora é de graça

    São Paulo - A Alemanha aboliu completamente as mensalidades das universidades em todo o seu território. A gratuidade também vale para estudantes internacionais: agora qualquer pessoa, de qualquer nacionalidade, pode estudar lá sem pagar nada. Por Claudia Gasparini, do EXAME Segundo um ranking da consultoria QS, o país é o quarto destino mais popular do mundo entre estudantes de ensino superior. Comparadas a instituições de outros países, como os Estados Unidos, as universidades alemãs já cobravam mensalidades relativamente baixas, de acordo com o site ThinkProgress. Em média, o aluno precisava pagar cerca de 500 euros por semestre, além de ter direito a diversos benefícios, como transporte barato ou gratuito entre cidades. A gratuidade na oferta de educação superior é uma tendência em diversos europeus, com algumas exceções, como o Reino Unido. Gabrielle Heinen-Kjajic, ministro da Baixa Saxônia - a última região alemã a abolir as mensalidades -  disse ao site German Pulse que a ...

    Leia mais
    blank

    Berlim de mãos dadas contra o racismo e a favor da diversidade

    Neste fim de semana e no preâmbulo do Dia Internacional do Refugiados, que será lembrado nesta segunda-feira (20), nas cidades de Leipzig, Hamburgo, Osnabrück, Bochum e Berlimacontecem manifestações contra a xenofobia, o racismo e pela diversidade. “De mãos dadas contra o racismo” é o lema da manifestação que tem como organizadores, entre outros, aAmnesty Internacional, organizações como “Pão para o mundo”, “Pro Asilo”, o conglomerado sindical DGB, Associação de Judeus Progressivos, o Conselho Geral de Muçulmanos na Alemanha e Campac, um “Grupo para o discurso de política progressiva” além de organizações beneficentes e de cunho social. Por Fatima Lacerda Do Estadao Num fim de semana, no qual as manchetes principais estão focadas na suspensão da equipe russa de atletismo para os Jogos Olímpicos, no assassinato de Jo Cox, deputada doLabour Party inglês, o iminente plebiscito se a Inglaterra permanecerá ou não na zona do Euro e os Hooligans ingleses, russos e ...

    Leia mais
    blank

    Alemães agridem jornalistas brasileiros na Eurocopa

    "A dor não é física, é moral e psicológica. Parece que o resto da vida vamos ter de nos desculpar por sermos negros e minoria". Jornalista Sônia Blota foi chutada por torcedores da Alemanha e o cinegrafista Fernando de Oliveira, negro, levou um tapa no rosto; agressores ainda proferiram xingamentos racistas Do Pragmatismo Politico Uma equipe de reportagem da TV Bandeirantes foi hostilizada e agredida verbal e fisicamente por torcedores da Alemanha em Paris durante a Eurocopa. Entre ofensas racistas, o cinegrafista Fernando Henrique de Oliveira, 33 anos, foi agredido com um tapa no rosto, enquanto a repórter Sonia Blota, 45, recebeu um chute. Desde o início do torneio, há sete dias, 323 hooligans de várias nacionalidades já foram detidos e 196 foram mantidos em prisões em razão de distúrbios violentos. O incidente envolvendo a equipe de jornalistas brasileiros aconteceu às 16h30, em frente à estação de trens Gare du Nord, ...

    Leia mais
    istockphoto

    Alemanha oferece bolsas de estudos de até 2.750 euros a Brasileiros

    A iniciativa faz parte do programa da chanceler Angela Merkel para estreitar relações com o Brasil  Por Victor Ribeiro Do Blasting News istockphoto O programa de bolsa é novo e esse ano tem inscrições até o dia 15 de setembro. A iniciativa é da Fundação Alexander von Humboldt e conta com o apoio da Câmara Brasil-Alemanha, assim como do Consulado Geral da Alemanha. O país europeu está em busca de jovens líderes brasileiros e por isso está investindo nesses talentos para fazer aperfeiçoamento na Alemanha. O conceito principal por trás do programa - que já vem beneficiando diversos jovens de outros países - é o de fomentar a formação com recursos da Alemanha e promover o intercâmbio multicultural e networking. Na opinião do Dr. Damian Grasmuck, brasileiros que levam a sério e desejam potencializar suas carreiras têm uma grande chance com o programa. Ele foi o responsável ...

    Leia mais
    Hill Street Studios/Getty Images

    Alemanha oferece bolsas de estudo para líderes brasileiros

    São Paulo – A Fundação Alexander Humboldt está com oportunidades de bolsas de estudo para pesquisa de um ano na Alemanha. As inscrições vão até o dia 15 de setembro. Por Camila Pati, do Exame  Foto: Hill Street Studios/Getty Images Brasileiros com formação superior completa e experiência em cargos de liderança nas áreas de administração de empresas, economia, política, mídia e cultura podem se candidatar ao programa German Chancelor Fellowship. Chineses, russos, norte-americanos e indianos também podem se inscrever. Fluência em inglês ou em alemão é apenas um dos requisitos da bolsa. Outra exigência é apresentação de uma carta de recomendação de um mentor para a pesquisa, que pode ser de instituição de ensino privada ou pública, e seu campo de trabalho deverá ser relacionado ao projeto apresentado. Todos os requisitos podem ser conferidos no edital da bolsa publicado no site da fundação. Os aprovados receberão ajuda mensal que ...

    Leia mais
    German Chancellor Angela Merkel addresses guests during a forum of the national academies of sciences of the G7 nations in Berlin April 29, 2015. The national academies of the G7 states provide scientific advice on urgent topics of social and political relevance to G7 leaders. AFP PHOTO / JOHN MACDOUGALL (Photo credit should read JOHN MACDOUGALL/AFP/Getty Images)

    Alemães não podem virar as costas a passado nazista, diz Merkel

    A Alemanha não pode simplesmente traçar uma linha sobre seu passado nazista e deve permanecer sensível aos danos causados ​​a outros países, incluindo a Grécia, afirmou a chanceler Angela Merkel neste sábado, antes do 70º aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial. Do Brasil Post  Falando em seu podcast semanal, Merkel disse que estava ansiosa para um memorial em 10 de maio em Moscou com o presidente russo, Vladimir Putin. Ela e outros líderes disseram que não vão participar do tradicional desfile militar da Rússia de 9 de maio em meio a tensões com Moscou sobre a anexação da Crimeia e combates na Ucrânia. Na capital alemã, o 70º aniversário do fim da Batalha de Berlim, o embate final da guerra, foi marcado por tributos neste sábado. A guerra terminou em 8 de maio de 1945. "Não há nenhum desenho de linha sobre a história", disse Merkel. "Podemos ver isso ...

    Leia mais
    blank

    Grécia calcula que Alemanha lhe deve indenização de R$ 1 trilhão por 2ª Guerra

    É a primeira vez que o país divulga oficialmente um cálculo baseado nas atrocidades e saques cometidos pelos nazistas No iG  O governo grego afirmou, nesta terça-feira (7), que a Alemanha deve ao país quase 279 bilhões de euros (R$ 945 bilhões) em reparações pela ocupação nazista durante a Segunda Guerra Mundial. É a primeira vez que a Grécia calcula oficialmente o quanto acredita que a Alemanha lhe deve por conta das atrocidades e saques cometidos pelos nazistas nos anos 1940. A Alemanha, por sua vez, alega que a reparação monetária já foi resolvida anos atrás. O governo grego – hoje comandado pelo partido radical esquerdista Syriza – faz a reivindicação num momento em que tem dificuldades em pagar e cumprir os termos de um pacote de resgate da União Europeia, em grande parte financiado pela Alemanha. O ministro da Economia da Alemanha, Sigmar Gabriel, disse que a demanda é uma ...

    Leia mais
    blank

    Baiana recebe premiação por ser destaque na Alemanha

    A jovem baiana Millie Jessica, 24 anos, conquistou, na semana passada, 17/03, o Zonta Student Award, premiação que valoriza pesquisas e trabalhos realizados por mulheres na área política, social e econômica. Desde criança, a estudante do curso de Relações Internacionais da Universidade de Hochschule Rhein-Waal, que fica localizada na Alemanha, tem o sonho de estudar fora do Brasil. “O povo baiano é um povo discriminado, visto como preguiçoso. Eu sou a prova que isso não é verdade”, declara para o Portal Correio Nagô. Por ser mulher e receber uma premiação dentro de um campo dominado no Brasil, na sua grande maioria, por homens, ela se sente “uma das poucas”, uma privilegiada. “Nós, mulheres, temos que pensar que podemos. Podemos entrar na ONU, no FMI e no Banco Mundial”, conta. Do Correio Nago Filha de ex-militar e de comerciante, Millie, que pensa em maneiras de resolver problemas da sua ...

    Leia mais
    blank

    Alemanha usa cegos para detectar câncer de mama

    Exames para detectar câncer de mama estão sendo feitos por mulheres cegas na Alemanha. A ideia já existe há alguns anos, e uma pesquisa inédita sugere que pessoas cegas podem, de fato, detectar tumores mais cedo do que aquelas que enxergam. Por Abby D'Arcy  Do BBC Esta ideia simples, mas surpreendente, passou pela cabeça de um médico alemão uma manhã enquanto ele estava tomando banho: mulheres cegas poderiam fazer seu trabalho muito melhor do que ele? "Três minutos é o tempo que eu tenho para fazer exames clínicos das mamas", diz o ginecologista baseado em Duisburg Frank Hoffmann. "Isso não é suficiente para encontrar pequenos nódulos no tecido mamário, o que é crucial para detectar o câncer de mama cedo." Pessoas treinadas para ler em braille tem o tato altamente desenvolvido. Por isso, Hoffmann supôs que as mulheres cegas e com deficiência visual seriam mais qualificadas do que qualquer outra pessoa ...

    Leia mais
    blank

    Homens ganham o direito de urinar em pé na Alemanha

    O debate não é piada no país, onde alguns banheiros possuem sinalizações semelhantes a sinais de trânsito que podem proibir a posição em pé Uma corte alemã tomou uma decisão nesta quinta-feira a favor do direito de homens urinarem em pé. O caso aconteceu depois que o proprietário de uma residência tentou reter um depósito de 3 mil euros de seu inquilino por ele ter danificado o piso de mármore do banheiro ao sujá-lo com urina. O debate sobre se os homens devem fazer xixi em pé ou sentados não é piada na Alemanha, onde alguns banheiros possuem sinalizações semelhantes a sinais de trânsito vermelhos proibindo a posição em pé. Existe também um termo depreciativo para se referir aos que urinam sentados, "Sitzpinkler", insinuando que o comportamento não é "masculino". O juiz Stefan Hank, da cidade de Dusseldorf, disse que os homens que insistem em ficar em pé "devem esperar desentendimentos ocasionais com ...

    Leia mais
    blank

    Rei africano que mora na Alemanha comanda sua nação através da internet

    O mundo está tão moderno que às vezes beira o bizarro. Um monarca africano inovou de forma surpreendente e decidiu governar seu povo através da internet, porém bem longe de seu território. O rei do Gbi, uma região localizada em Gana, está comandando sua nação a mais de 7 mil quilômetros de distância, diretamente da Alemanha. Quem acha que esta é a única peculiaridade sobre ele se engana. No país europeu, o rei Céphas Bansah trabalha como mecânico e vive sem nenhuma regalia de chefe de estado. por Dennys Marcel Do Eco Viagem Afinal, como Bansah governa o seu povo? Ele utiliza ferramentas onlines comuns ao cotidiano de qualquer pessoa, entre elas e-mails, redes sociais e um software de chamadas telefônicas online. Quando o assunto é breve, ele opta por usar apenas o correio eletrônico, porém quando necessita de uma conferência ao vivo é utilizado um famoso programa de mensagens ...

    Leia mais
    blank

    Merkel promete combater intolerância após passeata recorde contra Islã

    BERLIM (Reuters) - Um dia depois de manifestantes anti-Islã marcharem em números recordes em Dresden, a chanceler alemã, Angela Merkel, disse que seu governo fará tudo o que puder para lutar contra a intolerância, chamando a discriminação religiosa de "humanamente repreensível". Por Noah Barkin e Stephen Brown  Do R7 Cerca de 25 mil manifestantes, alguns carregando cartazes que mostravam Merkel com um lenço na cabeça, realizaram uma passeata em Dresden na segunda-feira para exigir regras imigratórias mais severas e um fim ao multiculturalismo na Alemanha, casa de 4 milhões de muçulmanos, a maioria de origem turca. O movimento chamado Pegida, ou Europeus Patrióticos contra a Islamização do Ocidente, atraiu menos simpatizantes em outras cidades, e contraprotestos, que se opunham ao racismo, tiveram um número bem maior de participantes. Falando em Berlim, Merkel expressou um dos seus mais fortes repúdios ao Pegida. "O que precisamos fazer agora é usar todos os ...

    Leia mais
    racismo-alemanha

    População alemã se engaja em movimentos contra o racismo no país

    Ações são contra o preconceito contra muçulmanos e imigrantes no país. O tabloide mais vendido no país também fez campanha contra o racismo.   Por Cecília Malan, do G1 O tablóide mais vendido na Alemanha, o Bild, chegou às bancas, nessa terça-feira (6), com uma campanha em repúdio à organização que prega o preconceito contra os muçulmanos e os imigrantes no país. Pessoas importantes e formadoras de opinião se engajaram nesse movimento contra o racismo. Na segunda-feira (5), a cada protesto anti-islâmico do grupo de extrema direita, uma passeata paralela defendia os direitos dos imigrantes, das minorias e dos refugiados. A famosa Catedral de Colônia entrou no debate e apagou as luzes em repúdio à discriminação e ao racismo. Em algumas cidades, como a capital Berlim, o número de pessoas favoráveis a uma sociedade aberta e democrática superava a quantidade de manifestantes mais radicais. Porém em Dresden, 18 mil moradores ...

    Leia mais
    blank

    Organizações e partidos se mobilizam contra islamofobia na Alemanha

    Algumas cidades alemãs são palco nesta segunda-feira de manifestações convocadas por distintas organizações, com o apoio explícito do Partido Social-Democrata (SPD), em rejeição ao racismo e ao movimento islamofóbico Europeus Patrióticos contra a Islamização da Europa (Pegida, sigla em inglês). Do: Terra Mais uma vez, a Pegida convocou seus seguidores em Dresden (leste da Alemanha) e organizou a concentração na frente da Catedral de Colônia (oeste do país), cujo padre, Norbert Feldhoff, decidiu apagar as luzes da igreja em sinal de desacordo. "Desliguem a luz para a Pegida", pediram os social-democratas em imagem postada no Twitter, encorajando a participação contra as manifestações que acontecerão em Dresden, Berlim, Colônia, Hamburgo, Stuttgart, Rostock, Würzburg, Münster, Kassel, Marburg, München. Também através de Twitter, o ministro da Justiça da Alemanha, o social-democrata Heiko Maas, pediu que as pessoas não se calassem perante os que quiserem "instrumentalizar" o medo nos cidadãos "com fins xenófobos". "Juntos, ...

    Leia mais
    blank

    O que acontece com os Bolsonaros fora do Brasil?

    Países da Europa sofrem episódios parecidos com alguns dos seus políticos, mas estes pedem perdão, demissão ou são expulsos e condenados Por M. MARTÍN, no El Pais  Meio Brasil levou as mãos à cabeça após escutar o deputado Jair Bolsonaro berrar no Congresso: “Eu não te estupro porque você não merece”. A frase, dedicada à deputada federal Maria do Rosário, indignou todo tipo de organizações feministas, de direitos humanos e quase 250.000 pessoas que assinaram pelo #ForaBolsonaro no site Avaaz.org, além de mobilizar os parlamentares. Há quem tenha se animado a exclamar o "isso só no Brasil”, mas há Bolsonaros em muitos países e eles, acreditem, acabam se desculpando ou pagando o preço da pérola.   Leia Mais aqui 

    Leia mais
    Página 1 de 2 1 2

    Últimas Postagens

    blank

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist