segunda-feira, setembro 26, 2022
InícioQuestão RacialViolência Racial e PolicialMorte de jovem negro pela polícia gera repúdio na Alemanha

Morte de jovem negro pela polícia gera repúdio na Alemanha

Dortmund tem protesto contra violência policial após refugiado senegalês de 16 anos ser morto durante operação. Autoridades afirmam que vítima portava uma faca e teria histórico de distúrbios psiquiátricos.

Fonte: DW

Cerca de 200 manifestantes – a maioria jovens – participaram nesta quarta-feira (10/08) de um protesto contra a violência policial na cidade de Dortmund, no oeste da Alemanha. A manifestação foi motivada pela morte de um jovem negro de 16 anos, vítima de uma operação policial realizada na terça-feira num centro de assistência social para jovens.

A polícia relatou que o protesto principal foi registrado oficialmente e transcorreu de forma pacífica. No entanto, participantes de uma segunda manifestação não autorizada em frente a uma delegacia de polícia de Dortmund acabaram autuados.

De acordo com informações dos promotores do estado da Renânia do Norte-Vestfália, o jovem morto era um refugiado desacompanhado do Senegal.

Ele foi baleado depois que a polícia atendeu a um chamado do centro de assistência social. Um funcionário da instituição em Dortmund fez a ligação de emergência, dizendo ter visto o jovem com uma faca.

Onze policiais chegaram ao local. De acordo com o relatório preliminar da própria polícia, os agentes teriam usado armas de choque e gás lacrimogêneo para tentar desarmar o jovem, mas não conseguiram. Um policial de 29 anos teria então disparado sua arma de fogo.

A vítima foi atingida cinco vezes, e seis cápsulas foram encontradas no local, o que sugere que uma bala não atingiu o senegalês. Ele não resistiu aos ferimentos, tendo morrido no hospital após uma cirurgia de emergência.

Policial sob investigação

O policial que efetuou os disparos está sob investigação, como é habitual em casos como esse, segundo o promotor estadual Carsten Dombert, responsável pela investigação. Ele afirmou que a apuração levará várias semanas.

Dombert também disse acreditar que o jovem possivelmente tinha tendências suicidas e teria recebido tratamento psiquiátrico no passado. Segundo o promotor, não está claro o que ele pretendia fazer com a faca.

Por questões de neutralidade, a polícia de Dortmund não está autorizada a investigar ações que envolvam suspeitas de irregularidade de colegas. Portanto, a investigação foi transferida ao departamento policial da cidade vizinha de Recklinghausen.

Mortes por disparos policiais são raras na Alemanha em comparação com muitos outros países, como Brasil e Estados Unidos.

Um estudo representativo mostrou que a polícia alemã usou armas de fogo 159 vezes contra indivíduos em 2020, das quais 49 foram tiros de advertência. Naquele ano, 15 pessoas morreram e 41 ficaram feridas em consequência de tiros disparados pela polícia.

pv/ek (DPA, EPD)

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench