ONU Mulheres seleciona, até 11 de fevereiro, organizações e redes para compor Grupo Assessor da Sociedade Civil (Brasil)

Resultado da seleção será anunciado em março de 2016. A composição do Grupo Assessor garante a representação da diversidade das mulheres no Brasil – incluindo diversidade regional – e das perspectivas de desenvolvimento

Clique aqui para acessar o Termo de Referência e o Formulário para Candidaturas (documento único)

Da ONU Mulheres

A ONU Mulheres Brasil convida organizações e redes da sociedade civil brasileira a apresentar candidaturas para o Grupo Assessor da Sociedade Civil (Brasil) para o período de março/2016 a dezembro/2017. O prazo para apresentação de candidatura será 11 de fevereiro de 2016.

Representantes de organizações e redes interessadas em apresentar candidaturas deverão enviar o formulário anexo devidamente assinado, acompanhado do currículo da pessoa nomeada, para o seguinte correio eletrônico: [email protected] O resultado da seleção será anunciado em março de 2016.

A composição do Grupo Assessor garante a representação da diversidade das mulheres no Brasil – incluindo diversidade regional – e das perspectivas de desenvolvimento. As e os integrantes do Grupo Assessor servirão a título pessoal, de forma voluntária, por um período de dois anos.

Participação social – Os Grupos Assessores da Sociedade Civil da ONU Mulheres são espaços estabelecidos a nível global, regional e nacional com o propósito de facilitar consultas efetivas, contínuas e estruturadas entre a sociedade civil e a ONU Mulheres. Estão compostos por: oito ntegrantes das organizações e redes feministas e de mulheres, quatro integrantes das organizações e redes de base da sociedade civil e três especialistas nas áreas temáticas da ONU Mulheres Brasil, que podem ser acadêmicas/os ou especialistas endossadas/os por institutos de pesquisa ou organizações e redes de mulheres e feministas, ou do terceiro setor.

São áreas temáticas da entidade:
1. Mulheres lideram e participam em processos de decisão em todos os níveis;
2. Mulheres, especialmente as mais pobres e excluídas, são empoderadas economicamente e se beneficiam do desenvolvimento;
3. Mulheres e meninas vivem livres de violência;
4. Paz e Segurança, e Ações Humanitárias são influenciadas pela liderança e participação das mulheres;
5. A governança e os processos de planejamento refletem compromissos e prioridades para a promoção da igualdade de gênero;
6. Normas, políticas e padrões em igualdade de gênero e empoderamento das mulheres respondem a temas, desafios e oportunidades novos e emergentes, e são aplicados por governos e outros parceiros em todos os níveis.

+ sobre o tema

10 frases que parecem inofensivas, mas são muito gordofóbicas

Às vezes, na maior das boas intenções, as pessoas...

Democracia feminista

à generosidade de cada feminista que se reuniu no dia...

“Homens não vão protagonizar o feminismo”, afirma Pitty

Segundo cantora, cabe ao gênero masculino dar apoio ao...

para lembrar

27 secretários de Segurança se reúnem para discutir estupro: apenas um é mulher

O ministro interino da Justiça, Alexandre de Moraes, se...

Com campanha sexista, linha “Homens que Amamos” da Risqué gera polêmica

Com uma campanha recheada de machismo e sexismo, a...

Ser feminista negra é uma coisa.Ser feminista branca é outra coisa.

Pra quem não sabe, Eliane é esposa do Mano...

Suécia cria pronome de gênero neutro, para além do ‘ele’ e ‘ela’

Expressão ‘hen’ integrará novo dicionário oficial, atualizado a cada...
spot_imgspot_img

Homens ganhavam, em 2021, 16,3% a mais que mulheres, diz pesquisa

Os homens eram maioria entre os empregados por empresas e também tinham uma média salarial 16,3% maior que as mulheres em 2021, indica a...

Escolhas desiguais e o papel dos modelos sociais

Modelos femininos em áreas dominadas por homens afetam as escolhas das mulheres? Um estudo realizado em uma universidade americana procurou fornecer suporte empírico para...

Ministério da Gestão lança Observatório sobre servidores federais

O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) lança oficialmente. nesta terça-feira (28/3) o Observatório de Pessoal, um portal de pesquisa de...
-+=