Padrasto e enteada negros são alvo de ataques na internet após vídeo com trajes da Oktoberfest

Prefeito da cidade repudiou e classificou os comentários como racistas; vítima diz que fará boletim de ocorrência.

Um homem de 44 anos e a enteada dele, de 12 anos, ambos negros, foram vítimas de racismo após aparecerem em um vídeo nas redes sociais vestindo trajes germânicos para participar da Oktoberfest. A maior festa alemã das Américas ocorre em Blumenau, no Vale do Itajaí, desde a última semana.

Morador da cidade, Márcio Souza Correa disse ao g1 SC que fará um boletim de ocorrências nesta terça-feira (11) por conta dos ataques.

Abaixo do vídeo publicado em uma rede social, perfis comentaram: “também tá tendo aí na Bahia”“algo de errado não está certo”“achei que ia só branco”“a festa é no Nordeste também”.

No vídeo publicado no domingo (9) pela companheira do morador, Márcio e a adolescente mostram os trajes típicos para celebrar a festa em uma transição de roupas. Eles aparecem no meio da festa que celebra a cultura alemã e que já recebeu mais de 120 mil visitantes desde o início, em 5 de outubro.

Mensagens foram divulgadas em um vídeo — Foto: Reprodução/Redes Sociais/@hildebrandtmario

O prefeito da cidade emitiu um comunicado condenando os comentários (leia mais abaixo). Após a repercussão, os dois também receberam mensagens de apoio.

“Ficou lindo mostrando que em toda a região tem pessoas de várias origens que todos merecem ser tratados iguais”, escreveu um perfil.

Servidor público na Defesa Civil da cidade e natural de Blumenau, Márcio afirma que sempre participou da Oktoberfest como folião ou trabalhando.

Além disso, diz sempre assistir aos desfiles que ocorrem na Rua XV de Novembro junto com a família. “A festa me pertence. Sempre fui, sempre vou e sempre irei”, disse.

“Eu sou nascido e criado aqui. Sempre participei e trabalhei na festa. Estava até comentando com amigos que nunca passei por nada assim na festa, nunca aconteceu isso comigo”, disse.

Além do boletim de ocorrências, o morador ainda estuda se irá entrar com algum outro processo por conta dos comentários na rede social.

Procurado pelo g1 SC nesta terça, o delegado responsável pela Polícia Civil da cidade informou que não tinha conhecimento de boletins de ocorrência sobre o caso.

Prefeito se manifesta

Nas redes sociais, o prefeito Mário Hildebrandt afirmou em um comunicado que a festa “não tem cor e é para todos“. Repudiou também os “comentários racistas sobre a cor de sua pele e questionamentos maldosos sobre a participação deles”.

O prefeito publicou um vídeo ao lado da filha, que ele diz também já ter sido vítima de racismo.

“Todos são bem-vindos e a mistura de raças e cores é o que torna nossa festa e nossa cidade ainda mais bonita! Não ao preconceito, não ao racismo e sim a tradição, a cultura, a festa, a alegria e ao retorno da nossa amada Oktoberfest”, escreveu o gestor.

Leia Também:

Lidando com o racismo

+ sobre o tema

MinC seleciona projetos de hip-hop inscritos no Prêmio Cultura Viva

A Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural do Ministério...

Perfeição do racismo brasileiro transforma algoz em vítima

O racismo é um crime perfeito. É com essa frase...

Jornalista é vítima de injúria racial dentro de supermercado da Baixada Fluminense

O colunista Daniel Nascimento, do jornal O Dia, foi...

Prazo para comprovar dados do Prouni termina nesta terça-feira

Termina nesta terça-feira (20) o prazo para que candidatos...

para lembrar

‘Lugar de Negro’ mudou toda a maneira como se estuda racismo no Brasil

Depois de quatro décadas de sua primeira publicação, o...

Vinicius Jr. se pronuncia sobre racismo e críticas por dança: “Eu não vou parar”

Vinicius Junior, jogador da seleção brasileira e do Real Madrid,...

E se Roberto Jefferson fosse negro e pobre?

Em outubro celebramos os 200 anos da morte de...
spot_imgspot_img

Perfeição do racismo brasileiro transforma algoz em vítima

O racismo é um crime perfeito. É com essa frase que o antropólogo Kabanguele Munanga, uma das maiores autoridades do Brasil em estudos raciais, define...

Jornalista é vítima de injúria racial dentro de supermercado da Baixada Fluminense

O colunista Daniel Nascimento, do jornal O Dia, foi vítima de injúria racial em um supermercado de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, na última...

Após vítima de agressão ser detida, motoboys fazem ato contra o racismo no RS

Após um homem negro ser ferido com uma faca e preso por policiais, o Sindicato dos Motoboys de Porto Alegre, no Rio Grande do...
-+=