Após comentários racistas contra negros e mexicanos, presidente da Câmara de Los Angeles se afasta

Enviado por / FonteDo G1

Ela usou a palavra 'macaquinho' para se referir ao filho de um outro vereador e disse que mexicanos de Oaxaca são pessoas 'baixas', 'escuras' e 'feias'.

Nury Martinez, uma vereadora do Partido Democrata que era a presidente da Câmara Municipal de Los Angeles, nos Estados Unidos, foi gravada em uma conversa em que empregou termos racistas.

O áudio foi divulgado na internet, e, em decorrência, Nury Martinez abdicou da presidência da Câmara e se afastou do cargo de vereadora.

Ela foi gravada em uma conversa com outros dois vereadores e um líder sindical.

Foi ela que se expressou de forma racista contra negros e mexicanos da região de Oaxaca.

Na conversa, ela falou sobre um colega que não participava da conversa, Mike Bonin.

Os comentários dela foram a respeito do filho de Bonin, que é negro (Bonin é branco). Martinez afirmou que Bonin trata a criança como um acessório, e empregou uma palavra em espanhol, “changuito” (macaquinho, em tradução livre) para falar do filho do vereador.

A vereadora também fez comentários racistas a respeito dos mexicanos da região de Oaxaca, no Sudoeste do México, que imigram para Los Angeles —ela afirmou que eles são “pessoas baixas e escuras” e “feias”.

Ela ainda verbalizou o descontentamento dela com um promotor público, George Gascón, ao falar que ele “está com os pretos”.

Em nota, Martinez afirmou que esse é um dos momentos mais difíceis de sua vida e que ela reconhece que é totalmente responsável por isso. Ela disse que vai conversar com seus familiares, com os eleitores da região dela e com os líderes comunitários com quem tem relação.

Os outros participantes da conversa eram:

  • Kevin de León, vereador;
  • Gil Cedillo, vereador;
  • Ron Herrera, líder sindical.

Os três pediram desculpas, mas ainda enfrentam pressão para renunciar.

A porta-voz do governo dos EUA, Karine Jean-Pierre, disse que o presidente Joe Biden “acredita que eles todos devem renunciar, a linguagem que foi usada e tolerada naquela conversa é inaceitável”.

+ sobre o tema

Brancos, vamos falar de cotas no serviço público?

Em junho expira o prazo da lei de cotas nos...

Em junho, Djavan fará sua estreia na Praia de Copacabana em show gratuito

O projeto TIM Music Rio, um dos mais conhecidos...

O precário e o próspero nas políticas sociais que alcançam a população negra

Começo a escrever enquanto espero o início do quarto...

Estado Brasileiro implementa políticas raciais há muito tempo

Neste momento, está em tramitação no Senado Federal o...

para lembrar

Guerreiro Ramos, pioneiro nos estudos do racismo no Brasil

Não foram poucas as controvérsias protagonizadas, em vida, pelo...

Na Feira do Livro, Sueli Carneiro escancara racismo que ainda divide o Brasil

"Eu vivo num país racialmente apartado", afirma a filósofa Sueli...

“Mesmo com vice negra, somos oprimidas”, diz escritora colombiana

A escritora e jornalista colombiana Edna Liliana Valencia, de...

Em Moçambique, Anielle Franco assina acordo de combate ao racismo

Com agenda intensa em na África do Sul, a...
spot_imgspot_img

Colégio afasta professor de história investigado por apologia ao nazismo, racismo e xenofobia

Um professor de história da rede estadual do Paraná foi afastado das funções nesta quinta-feira (18) durante uma investigação que apura apologia ao nazismo, racismo...

Líderes da ONU pedem mais ação para acabar com o racismo e a discriminação

Esta terça-feira (16) marcou a abertura na ONU da terceira sessão do Fórum Permanente de Afrodescendentes, que reúne ativistas antirracismo, pessoas defensoras dos direitos...

Ministério Público vai investigar atos de racismo em escola do DF

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) vai investigar atos de racismo registrados durante uma partida de futsal entre alunos de duas...
-+=