Pelé é aplaudido de pé e chora ao receber Bola de Ouro honorária da Fifa

O ex-jogador Pelé recebeu, nesta segunda-feira, a única premiação individual que faltava em sua carreira. Assim como revelado anteriormente pelo craque, a Fifa entregou ao jogador, durante premiação de gala em Zurique, na Suíça, uma Bola de Ouro especial, honorária pelos feitos conquistados pelo ex-atleta ao longo da carreira. O brasileiro chegou a chorar, bastante emocionado, ao ser aplaudido de pé por toda a plateia.

Pelé foi chamado ao palco e teve a Bola de Ouro honorária entregue pelas mãos dos presidentes da Fifa, Joseph Blatter, e do presidente da revista France Football, parceira na realização do evento que premia os melhores jogadores do mundo. Foi a primeira vez que a Fifa entregou um prêmio de honra para um ex-jogador não premiado durante a carreira. Por pedidos dos presidentes, toda a plateia se levantou para aplaudir o brasileiro – a ação fez o astro chorar.

“Prometi a minha família que não choraria, mas sou emocional. Não podemos esquecer as pessoas que preparam as chuteiras, fisioterapeutas, fisiologistas. Eu tenho que compartilhar com eles este troféu. Queria agradecer a Deus por ter jogado tantos anos, no Santos e depois do New York Cosmos. Recebi tantos troféus e prêmios, mas via que todos os caras recebiam a Bola de Ouro e eu não porque não jogava na Europa. Completei minha coleção de troféus, posso dizer”, disse o craque, bastante emocionado.

A premiação da Bola de Ouro era a única que faltava na estante de troféus do ídolo brasileiro. Como o prêmio de Melhor Jogador do Mundo da Fifa só foi criado no início da década de 90 e o Ballon d’Or – iniciado em 1956 pela revista France Football – foi dado até 1995 apenas a jogadores que atuavam na Europa, Pelé nunca teve a chance de concorrer aos títulos.

peleblatterbolaouro1301rt
Foto: Reuters

Ao longo da carreira, Edson Arantes do Nascimento nunca atuou no continente europeu. O ex-atleta jogou por Santos, no Brasil, e pelo New York Cosmos, nos Estados Unidos. No total, anotou 1.281 gols, o que faz de Pelé até hoje o maior artilheiro da história do futebol mundial.

O Atleta do Século também fez enorme sucesso com a Seleção Brasileira. Com o craque em campo, foram três Copas do Mundo conquistadas (1958, 1962 e 1970). O ídolo nacional ainda anotou 95 gols com a camisa verde e amarela.

Antes da Bola de Ouro entregue a Pelé, o Brasil já tinha recebido da Fifa oito prêmios para jogadores nacionais: Romário (1994), Ronaldo (1996., 1997 e 2002), Rivaldo (1999), Ronaldinho (2004 e 2005) e Kaká (2007). Já a France Football havia dado o Ballon d’Or cinco vezes ao Brasil antes da unificação: Ronaldo (1997 e 2002), Rivaldo (1999), Ronaldinho (2005) e Kaká (2007).

Fonte: Terra 

+ sobre o tema

“Eu questiono porque não basta ser”, Mano Brown

Entrevista exclusiva de Mano Brown, líder do Racionais MC's Endrigo...

Literatura Negra será tema no espaço Salão de Idéias na Bienal do Livro

Literatura Negra será tema no espaço Salão de Idéias- dia 12...

Apresentador Komla Dumor da BBC morre aos 41 anos

    Komla Dumor, prestigioso apresentador da BBC World News, morreu...

Nigéria: polícia resgata mulheres grávidas de ‘fábricas de bebês’

    A polícia da Nigéria invadiu um suposto orfanato ilegal...

para lembrar

spot_imgspot_img

Gilberto Gil afirma que não se aposentará totalmente dos palcos: “continuo querendo eventualmente cantar”

No fim de junho, saiu a notícia de que Gilberto Gil estava planejando sua aposentadoria dos palcos. Segundo o Estadão, como confirmado pela assessoria do...

Aos 105, Ogã mais velho do Brasil, que ajudou a fundar 50 terreiros só no Rio, ganha filme e exposição sobre sua vida

Luiz Angelo da Silva é vascaíno e salgueirense. No mês passado, ele esteve pela primeira vez no estádio de São Januário, em São Cristóvão,...

Mostra sobre Lélia Gonzalez vê negros e indígenas como centro da cultura nacional

As escolas de samba do Rio, os blocos afro da Bahia, as congadas de Minas Gerais, as comemorações da Semana Santa e do Natal. O que todas essas celebrações têm...
-+=