PM afasta policial racista que agrediu aluno na USP

PM afasta das ruas sargento que agrediu aluno da USP

O comandante da PM Wellington Venezian, responsável pela zona oeste, que inclui o câmpus da USP, afastou das ruas o sargento André Luiz Ferreira, que aparece em vídeo agredindo um estudante, e o soldado Rafael Ribeiro Fazolin. O sargento admitiu pra o comandante que houve “um desequilíbrio emocional” na abordagem. A corregedoria da PM instaurou uma sindicância para apurar a agressão. O resultado deve sair em até 60 dias.

Segundo Venezienan, a Polícia Militar foi acionada na manhã desta segunda-feira pela Guarda Universitária para retirar os estudantes que ocupavam o local. Ainda segundo a PM, a última entrada restante do Centro de Vivência da USP, a da cozinha, foi coberta por tapumes.

 

 

Vídeo flagra agressão de PM a estudante negro da USP

PM me escolheu porque eu era o único negro

 

 

 

 

Fonte: Estadão

+ sobre o tema

Por que é importante que pessoas brancas falem sobre racismo?

Vamos deixar a ilusão da democracia racial de lado...

Crianças que morrem

Adijailma de Azevedo Costa enterrou Dijalma de Azevedo Clemente,...

A resposta pro cinismo branco é o deboche preto

O bom humor é uma das características mais marcantes...

Sejamos honestos as ruas são preciosas demais para abandoná-las aos perversos

ESTAMOS VIVENDO UM DAQUELES MOMENTOS HISTÓRICOS DECISIVOS. Aquele ponto...

para lembrar

Franciele faz afirmativa sobre negros e leva bronca de Valter: “Isso é racismo”

Papo rolou na varanda da casa Sentada na varanda com...

Votar é um dos nossos maiores legados

A história brasileira está repleta de personagens e trajetórias...

Os olhares racistas causam constrangimentos

“Você tá dirigindo um carro O mundo todo tá...

Terreiro de candomblé é depredado em Valparaíso, Goiás

A Fundação Cultural Palmares recebeu mais uma denúncia de...
spot_imgspot_img

Novo Selo de Igualdade Racial será lançado para incentivar diversidade nas empresas, anuncia Anielle Franco

O governo federal planeja introduzir, até o final do ano, um "Selo de Igualdade Racial" destinado a reconhecer empresas públicas e privadas que implementam...

Professora denuncia aluno por injúria racial após estudante escrever ‘preto não é gente’ em folha de papel

Uma professora denunciou um estudante de 14 anos à polícia após ele escrever "preto não é gente" em uma folha de papel, em uma...

5 por dia: Bahia lidera ranking de mortes em ações policiais no primeiro quadrimestre

Enquanto a localização de lideranças criminosas aumentou na Bahia no início de 2024, a letalidade das ações policiais também registrou crescimento. De acordo com o Ministério...
-+=