Primeira juíza muçulmana e afro-americana dos EUA encontrada morta no rio Hudson

Sheila Abdus-Salaam tinha 65 anos. Corpo foi retirado da água com roupas e sem sinais óbvios de agressão

no DN

O corpo da juíza Sheila Abdus-Salaam foi encontrado na madrugada desta quinta-feira a flutuar no rio Hudson em Nova Iorque, na zona de Harlem, revelou à imprensa norte-americana um porta-voz da polícia.

A magistrada, que era a primeira mulher muçulmana e afro-americana nomeada para servir num tribunal dos Estados Unidos da América, tinha 65 anos e nascera em Washington DC. Fora nomeada para a mais alta instância judicial do Estado de Nova Iorque em 2013, pelo governador democrata Andrew Cuomo. Em comunicado, Cuomo lamentou a morte de Sheila Abdus-Salaam, que descreveu como uma “jurista de vanguarda cuja vida dedicada ao serviço público perseguiu sempre uma Nova Iorque mais justa para todos”.

Cuomo assinalou ainda: “Como primeira mulher afro-americana a ser nomeada para o tribunal de recurso do Estado, foi uma pioneira. Através dos seus escritos, da sua sabedoria e inabalável compasso moral, era uma força do bem cujo legado será sentido nos anos que virão”.

As autoridades revelaram que a juíza foi retirada da água do rio vestida e o óbito foi declarado no local. Segundo os agentes, o corpo não apresentava sinais óbvios de agressão, mas a polícia não quis especular sobre eventuais causas da morte de Abdus-Salaam, que será agora autopsiada.

O New York Post, citando fontes anónimas, adianta que a juíza tinha sido dada como desaparecida ao início do dia na quarta-feira.

+ sobre o tema

para lembrar

Poeta Mel Duarte lança livro de poemas traduzido para o espanhol em Madrid

Obra “Negra Nua Crua” será lançada na capital da...

“Porgy and Bess” no programa Conversa de Músico

Pela primeira vez na televisão brasileira será apresentada a...

Ingressos para homenagem a Michael Jackson custam até R$1000

Os ingressos para a homenagem ao aniversário de um...

Antropólogo lança livro sobre políticas Públicas e ações afirmativas

O professor Dagoberto José Fonseca faz alguns comentários...
spot_imgspot_img

Ícone da percussão, Naná Vasconcelos ganha mostra no Itaú Cultural

O Itaú Cultural, localizado na avenida Paulista, em São Paulo, abre nesta quarta-feira (17) a Ocupação Naná Vasconcelos, em homenagem ao músico pernambucano falecido em 2016. A mostra é...

Majestosa, Lauryn Hill entrega show intenso e coroa história da Chic Show

"Não é só um baile black", gritou Criolo durante o terceiro show do festival Chic Show 50 Anos, no sábado (12). O rapper do...

Ex-seguranças da Chic Show, amigas se emocionam em festival: ‘Chorei muito’

A Chic Show, festa/baile black símbolo da resistência cultural negra paulistana, celebra 50 anos em grande estilo com um festival no Alianz Parque neste...
-+=