Procuram-se mulheres “com e para” estudar MBA

Ainda não chegou ao Brasil, mas chegará… mais cedo ou mais tarde chegará. Bem seja por imposição legal ou por necessidade do mercado; a presença das mulheres nos diretórios das grandes empresas cresce muito lentamente, mas é uma tendência irreversível. Em alguns países do Norte da Europa, elas ocupam, por lei, mais de 40% dos cargos de direção.

Em outros países do velho continente as porcentagens obrigatórias são menores, mas os informes sociais que as grandes empresas que utilizam o sistema de cotas devem fazer incentivam a procura de profissionais do sexo feminino nos cargos mais altos das corporações. Em outras regiões a tendência é mais suave, mas só por enquanto.

Contudo, conscientes de que as profissionais devem comprovar sua experiência e formação no mesmo nível que o de seus colegas, os currículos das novas diretoras estão sendo observados com lupa para evitar as queixas feitas, com certa frequência, a esta política de “discriminação positiva”.

Como resultado, as mulheres profissionais dentre 35 e 45 anos, com experiência na direção de equipes, estudos de MBA ou cursos de pós-graduação similares, e com bagagem internacional e idiomas, tornou-se o objetivo número um de muitos recrutadores.

Não é por casualidade que, já faz tempo, os rankings mais prestigiosos das escolas de negócios assim como as classificações de MBA medem a presença feminina nas aulas de formação de diretores. A média mundial do top 50 das melhores escolas de negócio é de 32%, com algumas escolas acima da média como a IE BUSINESS SCHOOL, com 36%.

Estes dados são interessantes se comparados com a presença média mundial das mulheres na alta direção, mas ainda não são satisfatórios. E que, sobretudo, estão há alguns anos estancadas neste nível, apesar dos esforços que governos, fundações e as próprias escolas de negócio fazem para incentivar o acento feminino em sua faculdade e entre seu alunado.

Esta realidade supõe, ao mesmo tempo, uma grande oportunidade para as mulheres profissionais de 30 a 35 anos, com experiência profissional, que queiram dar um salto à frente em suas carreiras. Não só porque seu perfil é cada vez mais procurado, mas porque as escolas de negócio, conscientes da necessidade que as empresas terão no futuro, estão procurando ativamente maior presença feminina; oferecendo também bolsas e ajudas econômicas. Um dado interessante para se considerar caso você seja uma profissional de 30 a 45 anos de idade.

Fonte: O globo

+ sobre o tema

O papel da colonização africana na percepção do corpo da mulher negra: uma leitura de O Alegre Canto da Perdiz

Prólogo O presente trabalho pretende mostrar, num primeiro momento, de...

Falabella: as mulheres negras já inauguraram um tempo novo!

O tempo nos ensina que mesmo quando certas coisas são...

Escritoras afrocubanas en el siglo XIX. Antecedentes del feminismo negro en Cuba

Varias personas me han preguntado por el libro que...

Mulher relata ter sido vítima de agressão por funcionário da NET

A fonoaudióloga Analice de Souza, de 31 anos, utilizou...

para lembrar

Um bebê abandonado em uma sacola ‘gourmet’

Não há dor que possa absolver Sandra Queiroz, que...

Outro mundo é possível, por Sueli Carneiro

O Fórum Social Mundial (FSM) surgiu como contraponto aos...

Casamentos de menores desafiam autoridades alemãs

Matrimônios precoces são fim abrupto da infância e violação...
spot_imgspot_img

Mulheres negras têm poder de internacionalizar lutas e reconfigurar a política

Do ponto de vista das lutas históricas em prol das mudanças monumentais que precisam incidir no mundo capitalista, portanto desigual, tornou-se referência inescapável a...

Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha tem marchas em todo o país; confira

Nesta quinta-feira (25), Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha, marchas acontecem em diversas partes do país, como Bahia, Maranhão, Piauí, Pernambuco, São...

ALERJ homemageia escritora Sueli Carneiro com medalha Tiradentes

A filósofa e escritora Sueli Carneiro, ativista do movimento negro, vai receber a Medalha Tiradentes nesta quinta-feira (25), Dia da Mulher Negra, Latino-americana e...
-+=