Filme premiado ironiza padrão de beleza feminino e faz sucesso nas redes sociais

Curta-metragem explicita o contraste entre a pressão sobre a imagem do corpo e a saúde física e mental das mulheres

 

Por: Letícia Orlandi

Recentemente, a atriz e cantora mexicana Thalia publicou uma foto em seu Instagram ironizando os boatos de que havia retirado, ainda no início dos anos 90, parte das costelas. O objetivo seria alcançar sua marca registrada: a cintura finíssima.

Na foto, Thalia aparece ao lado de um pote com ossos e diz “Para todos os meus fãs filipinos, aqui está a prova. Minhas famosas costelas. Eu mantive comigo durante todos esses anos. #mito”.

O que é ironia para a celebridade faz parte, no entanto, de um imaginário que constrói o padrão de beleza da mulher ocidental há séculos. No curta-metragem Supervenus, o diretor parisiense Frédéric Doazan faz uma crítica aos exageros dessa pressão.

A obra foi premiada na edição de 2014 do Festival de Curtas de Bruxelas (Bélgica), não exige legendas e tem apenas dois minutos e meio de duração, assista:

Embora o assunto já tenha sido bastante discutido, o filme foi aclamado por usar o exagero para demonstrar o horror da realidade – a pressão sobre a imagem pode aparece sob a forma de um ‘simples’ corte ou textura de cabelo considerado ‘mais bonito’. No Brasil, que recentemente se tornou o líder mundial em procedimentos estéticos cirúrgicos, ultrapassando os Estados Unidos, a pesquisa ‘Representações das mulheres nas propagandas na TV’, realizada pelo Data Popular e Instituto Patrícia Galvão, apontou que 56% dos entrevistados, homens e mulheres, consideram que os comerciais não mostram as brasileiras reais.

A invisibilidade da mulher negra também foi destacada – 80% dos entrevistados consideram que as propagandas televisivas mostram mais mulheres brancas, enquanto 51% gostariam de ver mais negras nos comerciais. A maioria também gostaria de ver mais mulheres com cabelos crespos/cacheados na publicidade, mas 83% consideram que veem mais modelos com cabelos lisos.

Aqui no Saúde Plena, a historiadora brasileira Sílvia Capanema, especialista em questões raciais, identitárias e movimentos sociais; professora Adjunta na Universidade de Paris 13- Sorbonne Paris Cité também já analisou o tema, sob o viés do feminismo, muitas vezes taxado de ‘politicamente correto’ e ‘radical’. “Há um rigor na cobrança das representações que a sociedade produz, porque a reprodução de estereótipos é considerada nociva para a construção de novas identidades e para a libertação da mulher de sua condição inferior”, avalia.

20140911101248722355a

Sílvia lembra que uma estética feminina mais livre seria um dos passos para tirar a mulher de sua condição servil, de objeto sexual, de produto, para uma condição de agente social plena. “O feminismo considera que os padrões estéticos hegemônicos são formas de dominação e quem mais sofre com eles são as mulheres, principalmente não-brancas e pobres. A discussão atual é como a dominação sexual é também uma dominação econômica”, acrescenta a pesquisadora.

Assim como o curta-metragem Supervenus, iniciativas individuais que contestam os padrões de beleza e comportamento feminino têm se multiplicado, inclusive no Brasil. A professora de moda mineira Babi Bowie, por exemplo, propõe mostrar, através da fotografia, a diversidade dos corpos femininos e a beleza que existe nisso, desmistificando os ideais produzidos por revistas, comerciais e pela sociedade,no projeto Espelho de Vênus.

20140911101320389600i

Também mineira, a designer e ilustradora belo-horizontina Carolina Rossetti criou a série ‘Mulheres’, sucesso nas redes sociais. ‘Desconstruir uma situação banalizada de opressão nunca é fácil. Não é de uma hora pra outra, com uma única discussão na internet, que isso muda. Mas muda’, diz a artista. Veja:

jane

 

Fonte: Plena Saúde

+ sobre o tema

Sororidade: o valor da aliança entre as mulheres

Sororidade é um pacto social, ético e emocional construído...

Por um feminismo erótico

“Desejo que sejamos capazes de re-erotizar os corpos e...

Além do espelho

Sinopse "Nós temos uma poderosa arma, que é a memória,...

para lembrar

Respect! Garota rouba a cena em apresentação e encarna Aretha Franklin

Era para ser uma simples apresentação de "balé" de três...

Mulheres têm de omitir o gênero para que seus trabalhos sejam aceitos

Pesquisa mostra que programadoras têm projetos rejeitados apenas por...

Casadentro: outro olhar sobre a maternidade

Filme de estreia de cineasta peruana explora as pressões,...
spot_imgspot_img

Novas imagens de Jaafar Jackson como Michael Jackson em cinebiografia chocam web: ‘É o próprio MJ’

Se tem uma cinebiografia que está chamando a atenção dos fãs de cinema ultimamente, essa com certeza é "Michael", longa inspirado na obra e vida de Michael Jackson. Para...

Filmes de Plástico: De  Mar, Amar

Contagem, abril de 1968. Palco da primeira grande greve operária no recrudescer da ditadura militar no Brasil. Contagem semeia Lula em São Bernardo do...

Festival Visões Periféricas anuncia filmes selecionados 

O FESTIVAL VISÕES PERIFÉRICAS confirma a realização da 17ª edição, de 20 a 26 de março, com formato presencial e online e gratuito para todo o Brasil,...
-+=