Programa de transferência de renda ajuda a combater violência doméstica no Quênia

Programas de transferência de renda possuem um significado muito maior do que apenas ‘oferecer’ uma quantia mínima de dinheiro a quem precisa. Mais do que aumentar os meios de subsistência dos cidadãos, eles estão ajudando a diminuir a violência doméstica contra mulheres no Quênia, onde 42% das mulheres entre 20 e 44 anos relataram ter sofrido violência física ou sexual de seu parceiro.

Por Gabriela Glette, Do Hypeness

Mulher negra, em um fundo escuro, com as mãos no rosto.
(Imagem retirada do site Hypeness)

Uma equipe de professores da Universidade de Princeton – Estados Unidos, decidiu estudar os efeitos da renda extra no país entre 2011 e 2013,  período em que uma organização sem fins lucrativos – GiveDirectly, fez transferências em dinheiro à algumas famílias. E eles descobriram que a violência doméstica, na maioria dos casos, está diretamente relacionada com a falta de dinheiro.

A equipe encabeçada por Johannes Haushofer, descobriu que nos domicílios em que as mulheres recebiam transferências em dinheiro, as taxas de violência física e sexual diminuíram significativamente. Nas famílias beneficiárias, o índice de violência contra a mulher chegou a cair 51% e a incidência de violência sexual, 66%.

O curioso é que, as taxas de violência somente diminuíram quando eram as mulheres que recebiam o valor. Quando a renda caia diretamente na conta dos homens, as taxas continuavam as mesmas, sugerindo que quando as mulheres se sentiam empoderadas, tornavam-se mais fortes para resistir contra a violência ou até mesmo abandonar o lar.

Infelizmente, são muitas as pessoas que são contra programas de transferência de renda, porém Haushofer explica: Não é verdade que dar dinheiro a algumas pessoas faz com que todos fiquem mais ricos“. Pesquisas como esta. nos mostram a importância de programas de renda básica na construção de um país mais igualitário, em todos os sentidos.

+ sobre o tema

Jennifer Lawrence relembra seu “humilhante” início como atriz

“Deixei que me tratassem de uma certa maneira porque...

Estudante da USP é primeira brasileira preta premiada com bolsa de agência nuclear internacional

Estudante de física médica na Universidade de São Paulo (USP), Ana...

Transexual é eleita prefeita de Raigarh, na Índia

Uma cidade na região central da Índia elegeu uma...

Marias Negras Capazes

Ainda me inteirava do projeto e já sentia que...

para lembrar

Legislativo aprova casamento entre pessoas do mesmo sexo no Chile

O casamento entre pessoas do mesmo sexo foi aprovado...

LIGUE 180 – Central de Atendimento à Mulher

Apresentação dos dados de violência contra a mulher desagregado...

Aluno de nove anos sofre estupro coletivo dentro de escola pública em Fortaleza

Polícia Civil investiga caso de estupro coletivo contra aluno...
spot_imgspot_img

TSE realiza primeira sessão na história com duas ministras negras

O TSE realizou nesta quinta (9) a primeira sessão de sua história com participação de duas ministras negras e a quarta com mais ministras...

Em reunião com a ministra das Mulheres, movimentos denunciam casos de estupros e violência em abrigos para atingidos pelas enchentes no RS

Movimentos feministas participaram de uma reunião emergencial com a ministra da Mulher, Cida Gonçalves, no final da tarde desta terça-feira (7), de forma online....

Documentário sobre Ruth de Souza reverencia todas as mulheres pretas

Num dia 8 feito hoje, Ruth de Souza estreava no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. O ano era 1945. Num dia 12, feito...
-+=