PSG admite ter cometido crime de racismo em recrutamento de atletas nas categorias de base

Documentos vazados pelo ‘Football Leaks’ dão conta de que Marc Westerloop, responsável pela base, tinha subgrupos de atletas divididos por etnias

Do FOX Sports

Divulgação

O Paris Saint-Germain admitiu por meio de uma nota oficial que cometeu o crime de racismo no recrutamento de atletas em suas categorias de base. A medida é considerada ilegal. Apesar da atitude do clube, o próprio PSG disse que não existe um sistema formado no clube para fazer tal ação, e sim que foi um caso isolado cometido por um dirigente: Marc Westerloop.

“O Paris Saint-Germain confirma práticas ilegais cometidas pelo sistema de recrutamento do seu centro de treinamento, dedicados a atletas de fora do Ile de France. Essas práticas são de responsabilidade exclusiva do chefe deste departamento. A direção geral do clube nunca teve conhecimento de um sistema de registro étnico dentro de um departamento de recrutamento, nem possuía um. Essas práticas traem o espírito e os valores do Paris Saint-Germain”, diz a nota do clube.

A denúncia foi realizada pelo ‘Football Leaks’, que vazou informações e documentos confidenciais a respeito do PSG. Segundo o portal, o time francês possuía um método de classificação de atletas por meio de etnias. O clube dividia os seus atletas em quatro subgrupos: ‘Francês’ (branco), ‘Norte-africano’, ‘Das Antilhas’ e ‘Africano’ (negro). Tudo isso aconteceu entre os anos 2013 e 2018.

+ sobre o tema

Esperança de justiça une mães de vítimas da violência policial no Rio

A longa espera por justiça é uma realidade presente...

Primeira mulher trans a liderar bancada no Congresso, Erika Hilton diz que vai negociar ‘de igual para igual’

A deputada federal Erika Hilton (PSOL-SP) foi aclamada nesta quarta-feira como...

Estrela do Carnaval, ex-passista Maria Lata D’Água morre aos 90 anos em Cachoeira Paulista, SP

A ex-passista Maria Mercedes Chaves Roy – a ‘Maria...

para lembrar

Por quê, irmãos? por quê?

por que os negros são identificados como descendentes de...

Pôster chinês do novo Star Wars é acusado de racismo

A versão chinesa do cartaz de “Star Wars: O...

Já fui racista. Agora tenho vergonha

Quando tinha 18 anos, costumava estar irritado e errado....
spot_imgspot_img

Aos ‘parças’, tudo

Daniel Alves da Silva, 40 anos, 126 partidas pela Seleção Brasileira, 42 títulos, duas vezes campeão da Copa América e da Copa das Confederações,...

Mbappé comunica ao PSG que vai sair do clube ao fim do contrato

Mbappé comunicou à diretoria do Paris Saint-Germain que vai deixar o clube ao fim do contrato, o qual se encerra em junho. A informação foi dada...

Costa do Marfim venceu o CAN 2024

Já é conhecido o vencedor da 34ª edição do Campeonato Africano das Nações de futebol: a Costa do Marfim. Primeira parte: vantagem Nigéria A selecção nigeriana, que tinha...
-+=