Dfideliz chora após sofrer racismo na Internet

O rapper Dfideliz da Recayd Mob, relatou nas redes sociais nesta segunda-feira (5), um caso de racismo sofrido por ele na Internet. No stories de seu instagram, Dfideliz compartilhou um print do Facebook onde diversas fotos dele aparecia em uma única imagem com a legenda “bonito é esse homem aqui, vocês são no máximo arrumadinhos”. Nos comentários da publicação, diversas pessoas zombavam dos traços do artista e praticavam racismo.

Por Ruan F. Santos Do Portal rap Mais

Foto: Reprodução/Facebook

O rapper vez diversos vídeos comentando o assunto, e até mesmo apareceu chorando em alguns deles, lamentando. “Eu nem tinha visto estes comentários, e de coração, eu nem consigo me expressar, não é fácil” disse o artista. “É basicamente essa parada ai que eu passo todos os dias da minha vida, é essas coisas ai que eu tenho que ler, apesar do meu trabalho, apesar de lutar todo dia..” disse o rapper em lágrimas.

“Não peçam para eu não ligar pra isso, porque só quem sofre sente, só quem sente sofre, não to aqui pra por dó mano, to aqui pra ganhar o meu, ajudar os meus.”

Dfideliz recebeu muitas mensagens positivas e agradeceu a milhares de pessoas que tiraram um tempo para mandar uma mensagem para ele, o artista tirou o episódio como um tipo de incentivo. “Mas é isso, a resistência continua, isso é mais pra fortalecer mesmo, pra mostrar que estou incomodando.. nosso sucesso vai incomodar até que eles vejam a gente caindo, mas a minha derrota vai demorar muito… se isso acontecer”

Foto: Reprodução/Facebook 

Em notícia relacionada, confira abaixo o novo single do artista com Jé Santiago que já conta com mais de 600 mil visualizações no Youtube.

+ sobre o tema

Protesto encontra shopping fechado; movimento negro vai à polícia e acusa JK de racismo

Movimento negro faz B.O. contra ‘racismo’ de Shopping JK...

Brasileiros assinam carta em apoio a ativista negro condenado em Portugal

O ativista Mamadou Ba foi condenado a pagar uma...

Convenção para a prevenção e a repressão do crime de genocídio (1948)*

As Partes Contratantes, Considerando que a Assembléia Geral da Organização...

O “Africano” do “Pânico” é um caso de idiotia, má fé ou ambos? Por Cidinha Silva

Menos de 24 horas após exibição de personagem racista,...

para lembrar

Teixeira de Freitas se mobiliza a favor da juventude e contra a violência

O Colóquio resultou num documento que será utilizado como...

Juíza diz que “negros e hispânicos têm maior propensão para o crime”

Edith Jones, 64 anos, foi nomeada pelo antigo...
spot_imgspot_img

Quinze anos depois, Política de Saúde da População Negra ainda precisa avançar no Brasil

Instituída em 2009, a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra (PNSIPN) ainda não conseguiu ser implementada na totalidade dos municípios brasileiros. Ela reconhece que...

Nota de repúdio e protesto contra a forma brutal que interrompeu a vida de mais uma liderança quilombola maranhense, Raimundo Betor (Raimundo Bracin)

A Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (CONAQ), por meio dessa nota, vem externar nosso pesar e tristeza diante do assassinato da...

Jovem negro vivo é o maior valor de câmeras corporais

O Ministério da Justiça (MJ), na Portaria sobre as diretrizes para uso de câmeras corporais por órgãos da segurança pública, listou oito valores a...
-+=