quarta-feira, novembro 25, 2020

    Tag: rap

    Eduardo Anizelli/Folhapress

    O rap me salvou

    Dexter transformou sua experiência dentro e fora do sistema penitenciário em trabalhos sociais Por Diana Carvalho, do Ecoa Dexter (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress) O rapper Dexter tem um incômodo. "Para muita gente, quem ouve rap é bandido. Uma vez um cara me falou, em tom de elogio: 'Porra, negão, fui preso e, quando os homens me 'pegaram', eu estava ouvindo 'Oitavo Anjo'.' Respondi: 'Que pena, cara. Você não entendeu nada. A música fala para você não cair nessa. O rap é para salvar vidas'", contou à reportagem de Ecoa. O músico fala com a propriedade de quem já esteve dos dois lados: dentro e fora do crime. Em 1998, ele foi preso depois de cometer sete assaltos. Cumpriu 13 anos de reclusão, parte deles na Casa de Detenção de São Paulo, o Carandiru. Foi lá que formou com o também rapper Afro-X a dupla 509-E - o ...

    Leia mais
    Eliane Dias é reconhecida pela trajetória profissional e pela militância contra preconceito, abuso e feminicídio Foto: Arte da Lari Arantes sobre foto de Edílson Dantas

    Empresária dos Racionais, Eliane Dias é feminista no mundo machista do rap

    Eliane Dias, casada com Mano Brown, cresceu na periferia de São Paulo, brigou para poder estudar, formou-se em Direito e, hoje, cuida da carreira dos Racionais e do marido. Ela manda a real: 'Mulher de alguém é ninguém' por Elisa Martins no O Globo Eliane Dias é reconhecida pela trajetória profissional e pela militância contra preconceito, abuso e feminicídio Foto: Arte da Lari Arantes sobre foto de Edílson Dantas Ela ri quando passa um caminhão: "Viu o adesivo no vidro? Diz: Aqui é o Capão , p...!". Eliane Dias conhece bem a periferia de São Paulo. Nasceu e cresceu ali, e de uma casa simples de dois andares comanda a produtora responsável pelos Racionais, grupo do marido, Mano Brown . A empresária e advogada lutou muito para ocupar essa cadeira. Teve que vencer o machismo — em casa e no mundo do rap. Estudou para se empoderar. Sempre acertada e ...

    Leia mais

    Dfideliz chora após sofrer racismo na Internet

    O rapper Dfideliz da Recayd Mob, relatou nas redes sociais nesta segunda-feira (5), um caso de racismo sofrido por ele na Internet. No stories de seu instagram, Dfideliz compartilhou um print do Facebook onde diversas fotos dele aparecia em uma única imagem com a legenda “bonito é esse homem aqui, vocês são no máximo arrumadinhos”. Nos comentários da publicação, diversas pessoas zombavam dos traços do artista e praticavam racismo. Por Ruan F. Santos Do Portal rap Mais Foto: Reprodução/Facebook O rapper vez diversos vídeos comentando o assunto, e até mesmo apareceu chorando em alguns deles, lamentando. “Eu nem tinha visto estes comentários, e de coração, eu nem consigo me expressar, não é fácil” disse o artista. “É basicamente essa parada ai que eu passo todos os dias da minha vida, é essas coisas ai que eu tenho que ler, apesar do meu trabalho, apesar de lutar todo dia..” ...

    Leia mais

    Criolo e Mano Brown falam sobre racismo, ambição, Ferraris e Bolsonaro

    Representantes de gerações diferentes do rap brasileiro, eles vão dividir o palco no Rio por Leonardo Lichote no O Globo Criolo e Mano Brown vão dividir o palco da Fundição Progresso dia 23 de junho - ronccally / Gil Inoue A conversa cruza temas como “Pantera Negra”, Bolsonaro, Ferraris, racismo, ambição e rap batido na lata. Criolo permite que seu raciocínio descole do chão e flutue em abstrações, mas nunca perde o lastro da rua, do mundo real. Mano Brown é concreto, papo reto, mas seu olhar de observador arguto dá a ele combustível para conexões de ideias surpreendentes. Pensadores originais, de personalidades próprias, juntos eles potencializam sua força, pelas diferenças e semelhanças, como mostram nesta entrevista. E no palco, no show que fizeram em Belo Horizonte em janeiro e que chega à Fundição Progresso dia 23, depois de passar por São Paulo, dia 15 — ...

    Leia mais

    Rap: reocupando um lugar que sempre foi nosso

    O mês de maio ficou marcado pelo clipe do Childish Gambino (eu não conhecia esse alter ego do Donald Glover), cheio de referências, fotografia impecável, direção incrível e mais um monte de coisa que eu passaria o dia escrevendo. Por Valéria Andrade enviado para o Portal Geledés As cenas do clipe chocam bastante e dizem sobre o racismo nos Estados Unidos, sobre violência policial, morte do povo negro e isso você não precisa ser nenhum gênio para entender, basta ser preto/preta mesmo ( é óbvio que existem detalhes que pessoas mais observadoras e entendidas da cultura afroamericana captaram melhor). É incrível como a distância geográfica e algumas mudanças na História não separam os pretos e pretas daqui dos de lá, nós nos entendemos bem até mesmo sem entender o idioma e querem saber o motivo? É música de preto, feita por preto e para os pretos. Ponto. Eu percebo nos ...

    Leia mais

    Yannick lança mais um novo vídeo clipe da saga “Também Conhecido Como Afro Samurai”

    Faixa ‘Também Conhecido Como Afro Samurai Remix’ ganha curta-metragem cheio de efeitos e participações especiais por Yannick Hara envido para o Portal Geledés O rapper paulistano Yannick Hara lança mais um vídeo de uma das faixas do EP Também Conhecido Como Afro Samurai. Desta vez, a faixa-título versão remix, última música do trabalho, ganhou um clipe cheio de efeitos e participações especiais. Gravado em estúdio, o vídeo apresenta os dançarinos Danilo Martins e Dartlita Double-Lock em performances intercaladas com a presença do próprio artista. O cenário alterna as cores azul, vermelha e branca, gerando uma sensação de drama e suspense, como sugere a letra. Na concepção da música, Yannick conta com a participação de Dieguito Reis (Vivendo do Ócio) e Petrus (OI Darth Bastard). O remix tem uma pegada trap, com uma roupagem eletrônica e mais pesada do que a original. A faixa apresenta, ainda, novas rimas, que lembram uma apresentação de Freestyle. O vídeo é o sexto de ...

    Leia mais

    Mano Brown vira motorista de Uber por um dia fazendo surpresas aos passageiros

    Mano Brown virou motorista de Uber por um dia para divulgar o show que vai fazer no festival Lollapalooza, no próximo dia 24. O rapper aparece atendendo a chamados de Uber dirigindo um Chevrolet Capice 1974 com suspensão mexida, uma categoria conhecida como lowrider. Ele dirige pelas ruas do Capão Redondo, na zona sul de São Paulo, fazendo surpresas aos passageiros que esperam por um carro e os entrevistando durante o trajeto. no Isto É O último passageiro é a cantora Liniker, que também vai se apresentar no Lollapalooza do dia 24. Eles conversam sobre suas origens humildes, Brown conta que começou no samba (ele nunca falou muito sobre isso) e que viveu por muitos anos apenas com a mãe. O rapper aproveita para chamar atenção para seu disco solo, Boogie Naipe, sobre o qual fará a apresentação do Lolla. Quem não gostou da promoção foi o Detran. Pelo twitter, ...

    Leia mais

    KL Jay: “Racionais está de férias coletivas por tempo indeterminado”

    Maior grupo de hip-hop do país está com as atividades (nos palcos e em estúdio) interrompidas; integrantes seguem com projetos paralelos Por Lucas Brêda Do Rolling Stone Klaus Mitteldorf/Divulgação Quem esteve no memorável show dos Racionais MC's no clube Audio, em São Paulo, no último dia 16 de dezembro, provavelmente viu a última apresentação do grupo em pelo menos alguns meses. Isto porque, segundo revelou o DJ KL Jay, em entrevista exclusiva à Rolling Stone Brasil, o quarteto está dando uma pausa nas atividades. “O Racionais está de férias coletivas por tempo indeterminado”, disse o DJ, que prepara o lançamento do aguardado trabalho solo, Na Batida Vol. 2. “De show também, inclusive de shows. É muito peso. Racionais é uma carga muito forte, né? Se continuar fazendo show fica louco. Os quatro, fica tudo louco. Trabalhamos muito no ano passado. Tipo, muito mesmo. Isso tudo cansa, ...

    Leia mais

    Filha de Mano Brown expõe racismo: “Ninguém passa a mão no seu cabelo”.

    Nas úlitmas semana, o caso de racismo envolvendo Titi, de 4 anos, filha de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso, ganhou os holofotes e trouxe à tona um fato rotineiro na vida de quem é negro. no Estilo UOL “No Brasil, a cor do meu filho faz com que as pessoas mudem de calçada, escondam suas bolsas e blindem seus carros”, afirmou Taís Araújo durante uma palestra da TEDxSaoPaulo. O vídeo viralizou nas redes e seu nome foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter. Mas enquanto a agressão denunciada pelo casal branco chocou famosos e anônimos e provocou uma onda de indignação, a fala da atriz negra foi apontada como "vitimismo" e "mimimi" nas redes sociais. A atriz Domenica Dias, filha do rapper Mano Brown e da empresária e advogada Eliane Dias (também coordenadora do SOS Racismo, grupo dentro da Assembleia Legislativa de São Paulo), lamenta que as pessoas só estejam prestando atenção no ...

    Leia mais

    Thiago Elniño fala sobre educação em seu rap “Pedagoginga”

    Faixa faz parte do álbum A Rotina do Pombo, recém-lançado pelo rapper carioca por Marcos Lauro, do Billboard Brasil Thiago já furtou revistas em quadrinhos de bancas e livrarias porque queria ler e não tinha condições de compra-las. Um dia, foi pego pelo dono de um dos locais. Em vez de violência, teve diálogo e sensibilidade: Thiago passou a receber revistas doadas por esse local. Hoje, aos 32 anos, o artista usa o rap como ferramenta pedagógica e lança nessa quarta-feira (27/09) o clipe da faixa “Pedagoginga”, que fala sobre o poder educacional do hip hop. O vídeo chega em primeira mão aqui na Billboard Brasil: “A escola sempre reforçou que eu era feio, o hip hop veio e disse ‘tu é bonito pra caralho” é um dos trechos da música, que também fala sobre religiosidade e desigualdade social. “Pedagoginga” foi dirigido, filmado e editado por João Victor Medeiros. A música é de ...

    Leia mais

    Especial | Um histórico das rappers destaque de cada década

    Desde os primórdios do Hip Hop as mulheres tiveram que lutar por espaço e para que suas verdades, opiniões e pensamentos fossem igualadas as dos homens. Porém, a cultura assim como outras diversas, valorizou mais a figura do homem durante a sua trajetória. Por Felipe Chagas Do Rap Nacional Download É extremamente comum conhecermos muito mais MC’s homens do que mulheres ao longo da história do Rap e do Hip Hop. Entretanto, esse fato não muda o de que sempre existiram muitas rappers de altíssima qualidade, mesmo em menor número. Ainda que no seu início o Rap estadunidense abriu as portas para a representação feminina de forma mais ampla que o Brasil, no qual temos pouquíssimos registros de gravações. A golden era trouxe aos Estados Unidos uma infinidade absurda de rappers, enquanto o Rap brasileiro ainda engatinhava no quesito representatividade feminina. Porém, a coisa mudou a partir dos anos 2000 por aqui, quando muitas mulheres ...

    Leia mais

    A voz do rap também é feminina

    Mulheres conquistam espaço e lutam juntas contra o machismo no mundo da música Por Isabella Vilela para o Portal Geledés  Bebel Du Guetto, Juliana Dorotea, Alexandra Mércia e Yas Werneck (Fotos: Reprodução Redes Sociais) Igualdade, reconhecimento e respeito. Essas são apenas três das inúmeras reivindicações que as vozes femininas cantam nos palcos da cena do rap carioca, um gênero predominantemente masculino e, muitas vezes, machista, que cada vez mais conta com a presença de mulheres, cansadas de serem meras coadjuvantes e dispostas a combater qualquer tipo de preconceito ainda existente. Durante séculos, em qualquer campo, a mulher foi e muitas vezes ainda é considerada frágil. Os homens, por outro lado, vistos como fortes. E no rap, um estilo resistente, que associa protesto em forma de música, não foi diferente. No início, na década de 90, quando o ritmo ganhou espaço na indústria fonográfica brasileira, era raro vê-las nos palcos. E quando ...

    Leia mais

    “ All Eyez on Me”: Mano Brown, 2PAC e os ensinamentos da década de 1990

    Esse texto é dedicado “a toda comunidade pobre da Zona Sul” Por  Jefferson Belarmino de Freitas para o Portal Geledés Cresci em Taboão da Serra, São Paulo, na década de 1990. Naquela década, os Racionais sacudiram tudo. A ascensão começou com Raio X do Brasil, lançado em 1993, e se concretizou com “Sobrevivendo no Inferno”, que saiu em 1997. Depois que lançou este último álbum, o grupo “atravessou a ponte” de vez. Isso aconteceu, mais marcadamente, quando ganharam a cena nacional pelas vias da extinta MTV Brasil, recebendo o melhor vídeo de rap do VMB (Vídeo Music Brasil), em 1998. Até hoje assisto o vídeo daquela premiação no youtube, e ainda me emociono bastante com ele. Primeiro, porque nunca tinha visto negros brasileiros com tanto poder falando na televisão (sendo que dois desses negros eram das minhas imediações, e mencionavam lugares em que eu volta e meia batia uma bola); ...

    Leia mais

    Onde estão as mulheres negras na produção cultural? A Tsika Cultural te responde

    A equipe da Tsika Cultural decidiu propor uma importante reflexão sobre a produção cultural preta no mês de comemoração da Mulher Negra Americana Latino e Caribenha. Do Rap Nacional  Fundada em 2009 por Jully Gabriel, Lúcia Udemezue e Nina Vieira, a empresa busca maior representatividade nas produções artísticas protagonizadas por mulheres pretas em São Paulo. “A cidade costuma receber grandes eventos e a maioria é promovida por produtoras culturais que colocam poucas profissionais negras nos projetos, esta invisibilização restringe a atuação de muitas colegas de trabalho e essas, acabam por atuar muito mais nos ambientes periféricos e de pequeno porte, isso quando não precisamos de fomento cultural”, diz Jully Gabriel. Para a empresa, este é um assunto que precisa ser colocado em pauta, no mês onde se comemora o real dia das mulheres negras e se discute a desigualdade trabalhista que as afeta mais que o restante da população. Neste mês de julho, a Tsika Cultural está produzindo dois ...

    Leia mais

    Rapper Yannick lança o clipe inspirado em mangás “Afro Vs Justice”

    Com disco inspirado em Afro Samurai, rapper é uma aposta diferente no cenário nacional Por JACÍDIO JUNIOR, do Omelete O rapper brasileiro, Yannick Hara divulgou nesta quarta-feira (12) o clipe inédito de "Afro Vs Justice", faixa que integra o EP Também Conhecido como Afro Samurai - veja. Com o conceito baseado na história do mangá Afro Samurai (Takashi Okazaki – 2000), o rapper aborda a história de Afro, um samurai negro inserido na cultura oriental, que tenta a qualquer custo vingar a morte de seu pai, assassinado por Justice. O EP conta com oito faixas que narram a história do personagem princiapal e além da vingança utiliza elementos como uma bandana mística que garante o status de “Número Um”, ou seja, o homem mais poderoso do mundo, que Afro precisa recuperar. O EP já está disponível na íntegra no canal oficial do rapper no Youtube. Sobre o Yannick Yannick é um rapper paulistano que busca inspiração em mangás, animes ...

    Leia mais

    Rapper Prodigy, do Mobb Deep, morre aos 42 anos por complicações decorrentes de anemia falciforme

    Albert Johnson estava hospitalizado há dias por problemas causados por uma crise de anemia falciforme. no G1 O rapper Prodigy, parte da dupla Mobb Deep, morreu nesta terça-feira (20) aos 42 anos de idade. A informação foi confirmada à revista "Billboard" por um representante do músico. A causa da morte não foi revelada, mas ele estava internado há dias em Las Vegas por problemas causados por uma crise de anemia falciforme, doença contra qual ele lutava desde o nascimento. "É com extrema tristeza e incredulidade que confirmamos a morte de noss querido amigo Albert johnson, mais conhecido a milhões de fãs como Prodigy, da dupla lendária de rap de Nova York, Mobb Deep", afirmou o representante em nota. Anemia Falciforme, você sabe o que é?

    Leia mais

    Sapiência se firma no rap afro de ‘Galanga livre’ para conferir

    Nome em ascensão no universo do hip hop brasileiro, Rincon Sapiência – nome artístico do cantor e compositor paulistano Danilo Albert Ambrosio, criado na periférica Zona Leste de Sampa – cai até no samba no primeiro álbum, Galanga livre (Boia Fria Produções), já disponível nas plataformas digitais e com edição em CD prevista para chegar ao mercado fonográfico neste mês de junho de 2017. Mas o baticum de Meu bloco (Rincon Sapiência) embasa discurso afiado, mote de Galanga livre, álbum cujo título se refere ao monarca africano que, escravizado no Brasil, conquistou a liberdade na raça e se tornou Chico Rei, símbolo da afirmação do povo negro. por Mauro Ferreira, do G1 Com scratches de DJ A.S.M.A., Sapiência narra com liberdade ficcional o enredo do nobre escravo em Crime bárbaro (Rincon Sapiência, Tom Zé e Valdez), uma das 13 músicas do disco autoral encerrado com a já conhecida Ponta de ...

    Leia mais

    Eliane Dias conta sobre o fã secreto que há anos envia livros sobre cor e raça negra para os Racionais MC’s

    Empresária do grupo e da produtora Boogie Naipe falou sobre a exposição, que começa sexta (2), em homenagem às três décadas dos Racionais no RBMA Festival São Paulo. Por Beatriz Moura, do  Noisey Livros sobre o Tupac, os Panteras Negras e o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama. Esses são exemplos de livros que o Mano Brown recebeu de um fã "secreto" ao longo de mais ou menos 10 ou 15 anos por correio. Agora, alguns desses exemplares vão integrar a Racionais MC's: Exposição 3 Décadas de História, do RBMA Festival São Paulo, que começa nesta sexta (2) e vai até o dia 10 de junho, no prédio da Red Bull Station, no centro de São Paulo. A entrada é gratuita. "Eu só vi esse fã uma vez, mas todo ano ele manda livros sobre cor e raça negra pra minha casa e a gente, eu e o Brown, acabou criando ...

    Leia mais

    Tamires, filha do Sabotage, estreia no rap em um remix cheio de 808’s com seu pai

    Tamires, cuja nome artistico Tamires Sabotage, 23 anos, já vinha avisando que faria carreira no rap desde o lançamento do disco póstumo do Sabotage, em 2016. E agora, neste sábado (27), a filha do maestro finalmente divulgou sua primeira música oficial, um remix de “Levada Segura” feito pelo DJ MF — Tamires já mostrou sua voz no início da faixa “Neural“, do RZO. Por Anderson Morais, do RNB O remix tem uma produção muito agradável, a levada do Sabota no início casou perfeito com os graves do 808′ e Tamires mostrou que realmente tem o DNA do Sabota no seu verso que, por sua vez, é o segundo da música. “A ideia de convidar a Tamires para participar da música surgiu após eu ouvir a Neural, do RZO, com o Sabotage onde ela faz a introdução, achei a voz dela ‘daora’ e logo pensei em encaixar com a instrumental que eu tinha ...

    Leia mais

    Estudante de Harvard apresenta álbum de rap como tese de final de curso

    Foi o primeiro aluno na história da famosa universidade norte-americana a apresentar um álbum de rap como tese de final de curso. Do Noticias ao Minuto Foto: Katherine L Borazzo Obasi Shaw assegurou um lugar na história da prestigiada universidade de Harvard ao ser o primeiro aluno a apresentar um álbum de rap como tese de final de curso. O álbum de 10 faixas intitulado ‘Liminal Minds’ vai permitir a Obasi Shaw licenciar-se na próxima semana. O aluno disse ao Harvard Gazette que a ideia de apresentar um álbum de rap partiu da sua mãe. O discode Shaw aborda as atuais questões raciais nos Estados Unidos. Obasi Shaw defende que o rap “é uma forma de arte” e que “a poesia e o rap são muito semelhantes. Os poemas com rima eram muito populares na antiga poesia de língua inglesa”, compara o jovem, citado pelo The Telegraph. ...

    Leia mais
    Página 1 de 4 1 2 4

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist