Quem é Carol Dartora, a primeira mulher negra eleita deputada federal pelo Paraná

Enviado por / FonteDo Brasil de Fato

Eleição é resultado de "luta histórica" e "resistência ancestral", diz Carol Dartora

O Paraná quebrou uma tradição de votar em deputados brancos e conservadores nestas eleições e elegeu para Câmara dos Deputados um rosto novo: Carol Dartora (PT), primeira mulher negra eleita para deputada federal no Paraná. Em 2020, Dartora havia sido também a primeira mulher negra eleita vereadora em Curitiba.

Segunda candidata do campo progressista com maior número de votos, Dartora foi eleita por 130.654 pessoas. Para ela, o eleitorado atendeu a um chamado: “A gente propôs uma nova cultura política, representatividade, e as pessoas abraçaram essa candidatura.”

Dartora também afirma que sua candidatura e eleição é uma resposta de luta e resistência do movimento negro e de mulheres. “Desde que saímos da escravidão a gente vem lutando pela inclusão da população negra na sociedade brasileira. E o estado do Paraná, infelizmente, ficou atrasado por ter um racismo institucional muito grande e por ter inviabilizado a população negra por muito tempo. Acredito que esse resultado é por causa dessa luta histórica, dessa trajetória, dessa resistência ancestral”, afirma.

Necessidade de avanço 

A candidata eleita, que representará o eleitorado paranaense em Brasília, a partir de 2023, aponta que é o momento de levar pautas progressistas ao centro do poder do país.

“Este é o momento em que a classe trabalhadora (diversa, homens, mulheres, negros, pobres) sentiu necessidade de avanço, é preciso avançar em condições de vida, direitos básicos. A população paranaense entendeu essa necessidade e na nossa proposta essa condição, por isso essa votação que eu tive”, analisa. 

Após terminada a campanha para sua eleição, Dartora afirma que irá continuar trabalhando para eleger Lula presidente no segundo turno (30 de outubro). Na avaliação da candidata eleita, o líder petista responde aos anseios da classe trabalhadora. “As pessoas não querem mais passar fome, as pessoas não aguentam mais estar desempregadas. O projeto do Partido dos Trabalhadores representa a superação de tudo isso”, diz Dartora.

+ sobre o tema

Passeio pela mostra “Um defeito de cor”, inspirada no livro de Ana Maria Gonçalves

"Eu era muito diferente do que imaginava, e durante...

Taís faz um debate sobre feminismo negro em Mister Brau

Fiquei muito feliz em poder trazer o feminismo negro...

Conheça a história de Shirley Chisholm, primeira mulher a ingressar na política americana

Tentativas de assassinato e preconceito marcaram a carreira da...

Roda de Conversa: Mulher, raça e afetividades

O grupo de pesquisa Corpus Dissidente promove a roda...

para lembrar

Diretora do Instituto Marielle quer mais mulheres negras na política

Desde fevereiro deste ano, o Instituto Marielle tem nova...

Investigação do caso Marielle está na “fase final”, diz Flávio Dino

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino,...
spot_imgspot_img

Colégio afasta professor de história investigado por apologia ao nazismo, racismo e xenofobia

Um professor de história da rede estadual do Paraná foi afastado das funções nesta quinta-feira (18) durante uma investigação que apura apologia ao nazismo, racismo...

Cacique denuncia escalada da violência contra indígenas no Paraná após ameaça de policiais: ‘Posso matar vocês aqui e ninguém vai saber’

O cacique Izaias Benitter, da aldeia Taturi, localizada no município de Guaíra, no oeste do Paraná, denunciou a ameaça de policiais contra dois indígenas. O...

Investigação do caso Marielle está na “fase final”, diz Flávio Dino

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, garantiu a resolução do assassinato de Marielle Franco e Ânderson Gomes. Em cerimônia com tom...
-+=