Quilombo Quintana apresenta ‘O Feminino Sagrado: um olhar descendente da Mitologia Africana’

A ação Quilombo Quintana, criada pela Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ) em parceria com o Coletivo Montigente, tem como objetivo apresentar todo dia 20 de cada mês um espetáculo protagonizado por artistas negros. No dia 20 de agosto (sábado), às 20h, o Teatro Bruno Kiefer recebe o espetáculo O Feminino Sagrado: um olhar descendente da Mitologia Africana, que marca os 42 anos do grupo de música e dança Afro-Sul Odomode. Os ingressos custam R$ 20,00 na hora e R$ 15,00 antecipados, que podem ser adquiridos na sede do Afro-Sul Odomode, localizada na Avenida Ipiranga, 3850.

Do Sul 21

O espetáculo, que tem direção de Iara Deodoro, apresenta mulheres reais e situações do cotidiano contadas por meio de lendas da mitologia africana, tendo como pano de fundo as narrativas das Yabás: Oxum, Iansã, Iemanjá e Nanã, que relatam as diversas faces da resistência feminina. Mulheres reais e mulheres sagradas se fundindo no palco e dançando, como na vida. Um espetáculo atual, que reforça a ideia de que todo o feminino é sagrado.

As personagens são mulheres de carne e osso que precisam enfrentar o machismo, como na lenda de Oxum, que identificam o momento correto de apresentar sua força virando búfalo se necessário, como na lenda de Iansã. Apresentam ainda as dúvidas sobre religiosidade e a importância da fé, presentes na lenda de Iemanjá, além das dificuldades e sofrimento da maternidade, explorados na lenda de Nanã.

Serviço
Dia: 20 de agosto (sábado).
Horário: 20h.
Local: Teatro Bruno Kiefer- 6º andar da CCMQ (Andradas, 736)
Ingressos: R$ 20,00 na hora e R$ 15,00 antecipados (Avenida Ipiranga, 3850- Porto Alegre/RS)
Contato: [email protected]

Quilombo Quintana apresenta ‘As dores e amores de Lupicínio e Cartola’

No dia 21 de agosto (domingo), às 16h, na Travessa dos Cataventos, o ator e cantor Gil Collares apresenta o show “As dores de Lupicínio e Cartola”, uma homenagem aos compositores Lupicínio Rodrigues e Cartola. A ação ocorre através do projeto Quilombo Quintana, idealizado pela Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ) e pelo Coletivo Montigente.

O show, em formato acústico, busca apresentar as semelhanças nas músicas dos dois compositores, que são reconhecidos no Brasil como os mestres da dor de cotovelo, cantando as mazelas do amor em canções que atravessam décadas. A entrada é gratuita.

Serviço
Dia: 21 de agosto (domingo).
Horário: 16h.
Local: Travessa dos Cataventos (Andradas, 736).
Contato: Gil Collares (51) 8402-4812 | [email protected]
Entrada gratuita.

saiba mais sobre o Feminino na Tradição Africana

+ sobre o tema

Da elite branca ao rei negro

Há 120 anos aportava no Brasil a sua primeira...

Março será ‘Mês do Hip Hop: De las Calles para as Ruas’, em São Paulo

Evento realizado em várias regiões da capital paulista tem...

Cabelos curtos com Dreadlock

Estou seriamente pensando em fazer dread, estou deixando meu...

Artista homenageia homens e mulheres negros cujas histórias foram apagadas

A artista Bisa Butler encontrou um meio incomum de...

para lembrar

spot_imgspot_img

Rihanna já tem atriz favorita para possível cinebiografia

Rihanna está se antecipando em relação a como quer ser vista, caso sua história venha a ser uma cinebiografia em algum momento do futuro. A cantora...

‘Bad Boys 5’ já está sendo discutido, afirma produtor

‘Bad Boys: Até o Fim‘ estreou há apenas uma semana, mas um 5ª filme para a franquia estrelada por Will Smith e Martin Lawrence já está sendo discutido. A...

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...
-+=