Rapper Emicida é preso por desacato

O rapper Emicida foi preso em Belo Horizonte neste domingo, dia 13, após cantar a música “Dedo na Ferida”.

O próprio cantor deu a notícia através de seu perfil no Twitter. “Fui preso por desacato a autoridade após o show em BH por causa da música dedo na ferida”, escreveu o artista que fazia um show gratuito no festival Palco Hip Hop.

“Dedo na Ferida”, que foi lançada neste ano, trata de questões como repressão e violência policial. “F…-se vocês, f…-se suas leis/Homens de farda são maus/era do caos/Frios como halls, engatilha e plau!”, diz parte da letra da canção.

Uma nota publicada no site oficial do rapper afirmou que Emicida foi levado 39º DP de Belo Horizonte (Barreiro) pouco depois das 19h30 e liberado por volta das 22h35.

Segundo o comunicado, o cantor teria sido detido por causa seguinte comentário: “Antes de mais nada, somos todos Eliana Silva, certo? Levanta o seu dedo do meio para a polícia que desocupa as famílias mais humildes, levanta o seu dedo do meio para os políticos que não respeitam a população e vem com ‘nois’ nessa aqui, ó. Mandando todos eles se f…, certo, BH? A rua é ‘nois’.”

Ainda conforme a nota, depois de prenderem Emicida, os PMs quiseram registrar um versão diferente no Boletim de Ocorrência, que não foi assinado pelo rapper.

A assessoria de Emicida destacou também que o artista “em nenhum momento se dirigiu diretamente aos policiais militares que trabalhavam no evento ou pediu que o público fizesse algum gesto obsceno a eles”.

Fonte: Band

+ sobre o tema

Nath Finanças entra para lista dos 100 afrodescendentes mais influentes do mundo

A empresária e influencer Nathalia Rodrigues de Oliveira, a...

Ministério da Igualdade Racial lidera ações do governo brasileiro no Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU

Ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, está na 3a sessão do...

Crianças do Complexo da Maré relatam violência policial

“Um dia deu correria durante uma festa, minha amiga...

Concurso unificado: saiba o que o candidato pode e não pode levar

A 20 dias da realização do Concurso Público Nacional...

para lembrar

Observatório de Favelas propõe protocolo de atuação de polícia nas comunidades

A organização Observatório de Favelas apresentou hoje proposta...

“O grande medo dos alunos era o caveirão”

Como a lógica de guerra operada pelo Estado...
spot_imgspot_img

Negros são maioria entre presos por tráfico de drogas em rondas policiais, diz Ipea

Nota do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que negros são mais alvos de prisões por tráfico de drogas em caso flagrantes feitos...

Um guia para entender o Holocausto e por que ele é lembrado em 27 de janeiro

O Holocausto foi um período da história na época da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), quando milhões de judeus foram assassinados por serem quem eram. Os assassinatos foram...

Caso Marielle: mandante da morte de vereadora teria foro privilegiado; entenda

O acordo de delação premiada do ex-policial militar Ronnie Lessa, acusado de ser o autor dos disparos contra a vereadora Marielle Franco (PSOL), não ocorreu do dia...
-+=