Guest Post »

Realizar tarefas domésticas cria filhas mais ambiciosas, revela estudo

Os pais, que querem que suas filhas sigam para as profissões de maior prestígio, devem começar a cozinhar ou fazer atividades de casa, sugere um novo estudo.

Por:Dr. Cristiano Nabuco

A investigação realizada por psicólogos da Universidade de British, Columbia, indicou que os homens, que se engajam na realização de tarefas domésticas, estão mais propensos a interferir na carreira das meninas.

Mas, afinal, qual seria a relação de um pai executar uma função caseira com a ambição profissional de uma filha?…

Simples, mas antes vamos compreender melhor a investigação.

A pesquisa

O estudo envolveu uma amostra de 326 crianças com idade variando entre 7 e 13 anos e também com, pelo menos, um de seus pais. Além disso, os pesquisadores analisaram como as tarefas e o trabalho estavam divididos em cada domicílio.

O objetivo era perceber se uma mudança de papel dentro de casa, ou seja, se o pai, ao assumir tarefas mais comuns às mulheres, poderia, com seu comportamento, alterar conceitos e valores na cabeça das filhas.

Os resultados

Os investigadores descobriram então que, nos lares em que os pais eram favoráveis à igualdade de gênero (leia-se: locais onde pais e mães realizavam um a função do outro sem maiores problemas), a postura paterna nestes casos foi forte o bastante para mudar as concepções que as filhas tinham no que dizia respeito ao seu próprio futuro profissional.

Isto é, meninas que cresceram com objetivos mais amplos de carreira, curiosamente foram aquelas que advinham de lares onde as obrigações domésticas eram compartilhadas de forma mais equitativa pelos pais.

Por outro lado, nas residências onde esta divisão não foi encontrada (onde pais e mães viviam mais dentro dos estereótipos de uma família tradicional, ou seja, onde mães cuidavam das tarefas domésticas e os pais não se envolviam nestas funções), as filhas foram mais propensas, quando questionadas, a imaginarem-se trabalhando em atividades mais associadas ao gênero feminino, como por exemplo, tornar-se mãe, dona-de-casa, professora ou até mesmo enfermeira, apontaram os dados

Conclusão

Quando o pai se engajou em funções que quebraram o modelo tradicional de papéis em uma casa, por mais inexpressivo que fosse, o comportamento paterno conseguiu mudar a visão de mundo profissional. Assim, esse pequeno hábito sinalizou às filhas que elas também poderiam se arrojar em direção à realização de trabalhos pouco convencionais ao gênero feminino.

Isso mostra que, apesar dos esforços atuais em criar abertura e igualdade nos postos de trabalho, os investigadores concluem que as mulheres ainda continuam fortemente sub-representadas nas posições de liderança e, possivelmente, isso se deva, em parte, às concepções que os pais e as mães possuem enraizadas em sua cabeça a respeito da clara divisão entre os papéis masculinos e femininos e que, sem perceber, acabam transmitindo e perpetuando na mente de seus filhos.

Assim, se você, enquanto pai, deseja que sua filha não seja excluída em sua vida profissional futura e que tenha muito sucesso, comece então, dando o exemplo em sua própria casa, isto é, mude seu comportamento e mostre a elas que tudo pode ser possível.

Para se pensar

Obviamente que seria uma grande ingenuidade nossa (e dos pesquisadores) pressupor que apenas o comportamento de lavar pratos ou fazer algumas das tarefas domésticas por parte dos pais poderia, ao final, ser responsabilizado por mudanças de tal magnitude na mente dos filhos.

Assim, devemos entender que, na verdade, tais comportamentos de participação cotidiana apenas revelam uma parcela de uma postura maior destes cuidadores-homens em relação a suas famílias, ou seja, tais gestos servem para mostrar que estão presentes nessas relações sentimentos de cumplicidade, bem-querer e, finalmente, a consideração pelos demais membros de uma família (sejam eles homens ou mulheres).

Isso, portanto, é que deve ser efetivamente modelador das novas atitudes e preceitos, ao conferir então às filhas (e por que também não aos filhos?) maiores níveis de bem-estar e de confiabilidade pessoal.

Resumo da história: quanto mais bem tratado sou enquanto filho, maior será minha crença em mim mesmo e maior será minha capacidade de realizar coisas de maior importância ou significado.

Assim sendo, comece sim a lavar pratos em casa, mas também não se esqueça de olhar nos olhos de suas filhas e descobrir como elas estão se sentindo.

Isso deverá ajudar bastante!…

Fonte:Uol

Related posts