Geledés inicia formação em Raça, Gênero e Equidade na Educação Básica

Artigo produzido por Redação de Geledés

Programa de Educação e Pesquisa

Geledés está realizando o curso Formação de Gestoras e Gestores em Equidade de Raça e Gênero na Educação Básica, uma iniciativa que busca contribuir com a elaboração de programas e políticas públicas que atuem no enfrentamento das desigualdades de gênero e raça na educação, a partir de análise interseccional dos indicadores educacionais e do trabalho intersetorial, de forma a alcançarmos a promoção da equidade racial e de gênero na educação em São Paulo.

A iniciativa conta a participação de representantes da Secretaria Municipal da Educação de Araçariguama, Diadema, São Caetano do Sul, São Roque e Taboão da Serra.

A formação integra as atividades do projeto “Defesa do Direito à Educação das Meninas Negras”, voltado para o monitoramento e fortalecimento das políticas públicas de educação a partir de três pilares: incidência nas agendas de gênero e raça; proposição de políticas públicas e programas em defesa do direito à educação de meninas negras; e fortalecimento da convivência democrática. O projeto conta com o apoio do Fundo Malala – uma organização que investe e apoia ações que garantam os estudos e o aprendizado de meninas, com presença em oito países (Afeganistão, Brasil, Etiópia, Índia, Líbano, Nigéria, Paquistão e Turquia) e da Rede de Ativistas pela Educação do Fundo Malala.

O curso será realizado em 4 módulos, com as seguintes abordagens: As desigualdades e as agendas de gênero e raça nas políticas educacionais: uma abordagem sociohistorica; Indicadores Educacionais e Diagnóstico das Desigualdades na Educação Básica; Mapeando as desigualdades de raça, gênero e território nos municípios parceiros; e O papel da intersetorialidade nas ações de enfrentamento às desigualdades.Como apoio ao processo formativo, fizemos a curadoria de produções relevantes sobre os temas que serão abordados ao longo do curso, que podem ser acessados aqui , sendo muito bem-vindas outras indicações!

Modulo 1: As desigualdades e as agendas de gênero e raça nas políticas educacionais: uma abordagem sociohistorica

Base de dados educacionais. Jaqueline Lima Santos.

https://www.geledes.org.br/bases-de-dados-educacionais1/

Educação integral e intersetorialidade. TV Escola. Disponível em http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/materiais/0000012175.pdf

Guia prático para gestores públicos: tecnologia social desenvolvida pelo projeto Aluno Presente para a superação do fenômeno das crianças e adolescentes fora da escola. Cidade Escola Aprendiz. Disponível em  https://www.cidadeescolaaprendiz.org.br/wp-content/uploads/2016/11/Guia-pr%C3%A1tico-para-gestores-p%C3%BAblicos-Aluno-Presente.pdf

Orçamentos sensíveis a gênero e raça: um guia prático para estados e municípios. Fundação Tide Setúbal. Disponível em https://fundacaotidesetubal.org.br/wp-content/uploads/2022/04/guia-orcamento-sensivel-agenero-e-raca.pdf

Diferenças e educação: trajetórias de pesquisa. Disponível em https://pedroejoaoeditores.com.br/2022/wp-content/uploads/2022/01/Diferencas-e-Educacao.pdf

Caderno de reflexões da maleta juventudes. 4 – Das Diferenças às Desigualdades: discriminação e preconceito. Disponível em http://futurabucket2017.s3.amazonaws.com/wp-content/uploads/2018/02/caderno_juventudes_v_digital.pdf

Indicadores da qualidade na educação: relações raciais na escola. Disponível em  https://acaoeducativa.org.br/relacoesraciais/wp-content/uploads/2013/12/Indicadores_RR_vf.pdf

Um olhar na história: a mulher na escola (Brasil: 1549 – 1910). Maria Inês Sucupira Stamatto. Disponível em https://www.tjrj.jus.br/documents/10136/3936242/a-mulher-escola-brasil-colonia.pdf

Revista Estudos Feministas. Educação formal, mulher e gênero no Brasil contemporâneo. Fulvia Rosemberg. Disponível em https://www.scielo.br/j/ref/a/PRcJxQzSFvnScngFpmcgKGR/abstract/?lang=pt

História da educação do negro e outras histórias: Discutindo a escolarização da população negra em São Paulo entre o final do século XIX e início do século XX. Surya Aaronovich Pombo de Barros. Disponível em http://etnicoracial.mec.gov.br/images/pdf/publicacoes/historia_educacao_negro.pdf

Módulo II – Indicadores e Diagnóstico das Desigualdade na Educação Básica

+ sobre o tema

A direita está mais mobilizada que a esquerda nas redes

Estudo mostra que páginas de movimentos conservadores e contrários...

Direito das Meninas e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

O Seminário, organizado pela Rede Meninas e Igualdade de...

Guia: Construção de consultas participativas para fortalecer ações da sociedade civil

Este guia...  ...surgiu em meio à pandemia de COVID-19 e...

Superação do racismo na primeira infância é debatida em Belém

Trabalhar a prevenção do racismo desde a infância, fortalecendo a autoestima...

para lembrar

Brasil atualiza o racismo por não discutir “branquitude”

Na Escola, instituição discriminatória, ser branco é ser exemplo,...

Semana de Ação Mundial 2016: de 30 de maio a 03 de junho em todo o Brasil! Vem!

COMUNICADO 01 Do  Campanha Educação  Enviado para o Portal Geledés Semana de Ação...

O necessário fortalecimento da identidade dos sujeitos da EJA na Base Nacional Curricular Comum

A Base Nacional Curricular Comum, compreendida como um conjunto...

Ser menina na escola: estamos atentos às violências de gênero?

Apesar de toda a luta feminista, leis de proteção às mulheres, divulgação de livros, sites, materiais sobre a valorização do feminino, ainda há muito...

Como a educação antirracista contribui para o entendimento do que é Racismo Ambiental

Nas duas cidades mais populosas do Brasil, Rio de Janeiro e São Paulo, o primeiro mês do ano ficou marcado pelas tragédias causadas pelas...

SISU: selecionados têm até quarta-feira para fazer matrícula

Estudantes selecionados na primeira chamada do processo seletivo de 2024 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) têm até quarta-feira (7) para fazer a matrícula...
-+=