Roberto Osuna é suspenso por 75 jogos por violar política de violência doméstica

O comissário Rob Manfred anunciou, nesta sexta-feira, que o arremessador Roberto Osuna aceitou suspensão sem pagamento até 4 de agosto de 2018 por violar a Política de Violência Doméstica, Agressão Sexual e Abuso de Criança da liga. A decisão é retroativa ao dia 8 de maio, quando o reliever começou a cumprir gancho preventivo, e cobre um total de 75 jogos.

Por André Garda, do Quinto Quarto 

Foto: RICHARD LAUTENS / TORONTO STAR FILE PHOTO

O jogador do Toronto Blue Jays concordou em não apelar da decisão. Seguindo as premissas da política, Osuna irá participar de forma confidencial e compreensiva de avaliação e tratamento supervisionado por uma junta da MLB.

O arremessador de bullpen foi acusado de agredir uma mulher no dia 8 de maio e, logo em seguida, foi colocado em licença administrativa, o que gerou uma investigação da liga.

“Meu escritório completou a investigação em relação a alegação que Roberto Osuna violou a Política de Violência Doméstica, Agressão Sexual e Abuso de Criança da MLB no dia 8 de maio de 2018. Tendo revisto toda a evidência disponível, conclui que o Senhor Osuna violou a política e deveria estar sujeito a disciplina em forma de suspensão sem pagamento que irá expirar no dia 4 de agosto”, declarou Manfred em comunicado.

Em comunicado, a franquia canadense disse apoiar a decisão de suspender Osuna e que não fará comentários adicionais, alegando o lago legal envolvido no assunto. “Os Blue Jays apoiam a decisão do escritório do comissário de suspender Roberto Osuna. Enquanto isso segue como um caso legal, a equipe não irá fazer comentários adicionais neste momento”.

O jogador de 23 anos irá comparecer ao tribunal no dia 9 de julho e irá se declarar não culpado das acusações, segundo seu advogado.

Roberto Osuna estava com ERA de 2,93, nove saves e 13 strikeouts em 15 partidas e 15,1 entradas nesta temporada. Em sua carreira, o jogador mexicano tem ERA de 2,87 e 104 saves.

+ sobre o tema

Chacina de Campinas: nós, homens, precisamos discutir nossa masculinidade

Não chamem de tragédia, apenas. Foi uma tragédia, mas...

Mãe de adolescente que cometeu suicídio após ser estuprada divulga carta da filha

O caso da adolescente Cassidy Trevan, que cometeu suicídio...

Angelina Jolie pede mais esforços contra violência sexual em guerras

Atriz Angelina Jolie quer documentar crimes e apoiar processos,...

para lembrar

Valesca Popozuda relata relacionamento abusivo: ‘Muitas ameaças de morte’

Antes de alcançar o sucesso nacional, Valesca Popozuda passou...

Mulher raspa cabeça da filha que fez bullying com colega com câncer

Uma mãe raspou o cabelo da própria filha após...

40% das vítimas de violência contra a mulher são evangélicas

Os dados de violência contra a mulher são alarmantes,...

Professora acusa homem de estupro dentro de cinema de shopping em SP

Mulher de 35 anos alega que agressor tocou 'suas...
spot_imgspot_img

Kobe, homenageado com estátua, continua a exercer grande influência na NBA

O Los Angeles Lakers escolheu o dia 8/2/24 para inaugurar a estátua de Kobe Bryant à frente de seu ginásio. A data tem referências...

Copa Africana de Nações: África do Sul e Costa do Marfim avançam às semifinais

Nigéria e África do Sul, Congo contra Costa do Marfim. Essas serão as semifinais da Copa Africana de Nações, após os resultados das partidas deste...

‘Não’ é ‘Não’, inclusive na igreja

No dia 29 de dezembro, o presidente Lula sancionou a lei do protocolo "Não é Não" (lei 14.786/2023), que combate violência e assédio sexual contra mulheres...
-+=