Rocinha repudia comportamento de Bolsonaro e seu fascismo

Um dos problemas mais graves de violência no Brasil é o estupro, Segundo a Secretaria de Políticas para as Mulheres, uma mulher sofre violência a cada 12 segundos no país. Com tamanha violência, como pode um parlamentar ironizar essa violência contra mulher?

Por Davison Coutinho

As mulheres, aliás ninguém, merece um individuo como este como nosso representante. Em um lugar onde deveriam se valer as leis, um parlamentar não pode ter uma conduta que fere a dignidade das pessoas, com esse discurso de ódio, preconceituoso e machista que desrespeita a Constituição Federal.

Segundo o Ipea, mais da metade das vítimas de estupro no Brasil são menores de 13 anos, ou seja são crianças que são violentadas, um assunto grave que precisa ser tratado com muito respeito e que destrói a vida de muitas mulheres que são vitimas de agressores que não sabem respeitar uma mulher, assim como muitos outros sujeitos.

O que nos assusta é que esse sujeito foi o deputado mais votado do Rio de Janeiro, com mais de 400 mil eleitores. É inacreditável que existam pessoas conscientes que apoiem tal postura. Esperamos que a Justiça cumpra seu papel com transparência e dê uma resposta ao povo brasileiro.

* Davison Coutinho, 24 anos, morador da Rocinha desde o nascimento. Bacharel em desenho industrial pela PUC-Rio, Mestrando em Design pela PUC-Rio, membro da comissão de moradores da Rocinha, Vidigal e Chácara do Céu, professor, escritor, designer e liderança comunitária na Comunidade.

 

Fonte: Jornal do Brasil

+ sobre o tema

Eventos promovem feminismo negro com rodas de samba e de conversa

"Empoderadas do Samba" ocupa espaço ainda prioritariamente masculino e...

Dandara: ficção ou realidade?

Vira e mexe, reacende a polêmica sobre a existência...

Michelle Obama está farta de ser chamada “mulher revoltada de raça negra”

“Uma mulher revoltada de raça negra”. Michelle Obama está...

A banalização da vida diante da cultura do abandono e da morte

O ano de 2017 expondo as vísceras da cultura...

para lembrar

Mulher negra filma sua expulsão de loja Victoria’s Secret; assista

Suposto caso de preconceito racial ocorreu nos Estados Unidos A...

STF dá 10 dias para Bolsonaro explicar políticas voltadas à população negra

A ministra Rosa Weber, do STF (Supremo Tribunal Federal), deu dez...

Taís Araújo usa as redes para celebrar o respeito à liberdade religiosa

No sábado, Taís Araújo foi às redes para relembrar...
spot_imgspot_img

Negra Li mostra fantasia deslumbrante para desfile da Vai-Vai em SP: ‘Muita emoção’

A escola de samba Vai-Vai está de volta ao Grupo Especial para o Carnaval 2024, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, neste sábado...

Livro põe mulheres no século 20 de frente com questões do século 21

Vilma Piedade não gosta de ser chamada de ativista. Professora da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e uma das organizadoras do livro "Nós…...

“O Itamaraty me deu uma bofetada”, diz embaixadora Isabel Heyvaert

Com 47 anos dedicados à carreira diplomática, a embaixadora Isabel Cristina de Azevedo Heyvaert não esconde a frustração. Ministra de segunda classe, ela se...
-+=