Roda de Conversa: O direito sob o olhar feminista anti-racista – Salvador/BA

O Consórcio Lei Maria da Penha, Cladem, Tamo Juntas e Grupo Madás irão promover o lançamento do livro Tecendo Fios das Críticas Feministas ao Direito no Brasil, organizado pelo Consórcio Lei Maria da Penha, e a Roda de Conversa O direito sob o olhar feminista anti-racista durante as atividades do Colóquio de Direitos Humanos e Contemporaneidade e V Congresso Internacional de Direito dos Povos e Comunidades Tradicionais na Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Na Agência Patrícia Galvão

Divulgação

O lançamento do livro Tecendo Fios das Críticas Feministas ao Direito no Brasil, organizado pelo Consórcio Lei Maria da Penha, acontecerá às 12h, com distribuição gratuita de exemplares.

Já a Roda de Conversa, às 18h30, contará com a participação de Laina Crisóstomo (Tamo Juntas e Consórcio Lei Maria da Penha), Ingrid Viana Leão (Cladem e Consórcio Lei Maria da Penha), Loyana Araújo (Grupo Madás) e Sara Costes (Direito /UFBA).

Dia: 11 de março de 2020
Horários:
12h – Lançamento do livro Tecendo Fios das Críticas Feministas ao Direito no Brasil
18h30 – Roda de Conversa O direito sob o olhar feminista anti-racista

+ sobre o tema

Sou ateia, mas rezei: Uma história de violência sexual e direito ao aborto

Homens que possuem espaço na mídia foram instigados a...

Prorrogadas inscrições para o ‘Prêmio Lélia Gonzalez’

O prazo para postagem de propostas para o 'Prêmio...

Rachel Maia assume o cargo de CEO da Lacoste Brasil

Em seu último cargo à frente da Pandora Brasil,...

Ataques levam Finlândia a oferecer aulas a imigrantes sobre como tratar mulheres

Preocupado com o aumento de abusos, o governo finlandês...

para lembrar

A ‘epidemia silenciosa’ de desaparecimento de mulheres no Peru

No fim da tarde de 18 de janeiro, Dominga...

Criador de “Glee” anuncia série com o maior elenco de pessoas trans da história da TV

Ryan Murphy, de Glee e American Horror History, já...

Casos Samuel e Saul Klein: violência de gênero também se aprende em casa

Advogando pela busca dos direitos humanos das mulheres há...
spot_imgspot_img

O mapa da LGBTfobia em São Paulo

970%: este foi o aumento da violência contra pessoas LGBTQIA+ na cidade de São Paulo entre 2015 e 2023, segundo os registros dos serviços de saúde. Trata-se de...

Grupos LGBT do Peru criticam decreto que classifica transexualidade como doença

A comunidade LGBTQIA+ no Peru criticou um decreto do Ministério da Saúde do país sul-americano que qualifica a transexualidade e outras categorias de identidade de gênero...

TSE realiza primeira sessão na história com duas ministras negras

O TSE realizou nesta quinta (9) a primeira sessão de sua história com participação de duas ministras negras e a quarta com mais ministras...
-+=