domingo, setembro 19, 2021
InícioÁfrica e sua diásporaPatrimônio CulturalRodrigo Eller vencedor do Concurso Eu Negro além da pele

Rodrigo Eller vencedor do Concurso Eu Negro além da pele

O cartaz vencedor

 

 

O selecionados

selecionados

O CONCURSO

O Concurso Casulo convida estudantes de todo o país a se transportarem para o universo da cultura negra. Eu Negro é o tema que deve inspirar os participantes em suas criações.

O Casulo é um concurso de arte pública aberto a todos os estudantes brasileiros de cursos superiores e técnicoprofissionalizantes, artistas ou não. Os trabalhos poderão ser figurativos, abstratos, fotográficos, gráficos ou tipográficos ou qualquer outro tipo de representação visual.

O PROJETO

O principal objetivo do projeto é revelar e dar espaço a jovens talentos, reproduzindo o trabalho vencedor em um painel de 324m2 fixado na fachada do NAVE, no Rio de Janeiro. Por ali passam, todos os dias, cerca de 40 mil pessoas.

O PRÊMIO

O autor da obra vencedora ganhará um iPad.

Uma chance e tanto!

Trata-se de uma iniciativa do Oi Futuro em parceria com a Jair de Souza Design através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro.

Tornar-se negro é ir além da pele.

É reconhecer que a edificação da nossa cultura se fez, ao longo da história, com a contribuição expressiva do povo negro. A criatividade da negritude se encontra presente na nossa música, na dança, na culinária, na religião, na ciência, na literatura, no futebol e na alegria peculiar do brasileiro. Em um país cuja formação étnica é multicultural, o espírito negro se encontra em todos nós. Há um pouco de negritude em nossa alma e em nossa herança. No entanto, a consciência deste fato nem sempre é enaltecida. Para que isto ocorra e necessário que tenhamos a vontade de assumir o que somos, criando, através deste querer a possibilidade de afirmar a importância da presença negra na nossa vida e nosso porvir. Tornar-se negro é sentir e se expressar como um negro, se transportar para o universo da cultura negra e, enfim, inventar um jeito negro de ser.

Fonte: Concurso Casulo

RELATED ARTICLES