Seguranças do Carrefour espancam casal de negros na Bahia

Enviado por / FonteRede Brasil Atual

Rede de supermercados é marcada por casos de racismo praticado por seguranças e funcionários, um deles causando a morte de João Alberto Silveira Freitas

Um casal de negros foi espancado por seguranças dentro de uma unidade do Carrefour em Salvador, na Bahia, na sexta-feira (5). A sessão de tortura e xingamentos foi filmada e viralizou nas redes sociais. A Polícia Civil vai abrir inquérito para apurar o caso e a suspeita é de que os próprios agressores tenham publicado o vídeo nas redes sociais. Um dia depois, no sábado (6), outro caso de racismo na capital baiana ganhou as redes, desta vez denunciado pela designer de sobrancelhas Andresa Fonseca.

No Carrefour, as imagens mostram o casal rendido e tomando tapas na cara. Os agressores acusam ambos de furto de leite em pó. Sob intensa coação, a mulher afirma se chamar Jamile e justifica o suposto furto porque precisava levar leite para a filha. O espancador também diz: “Tá ligado que aqui tem polícia, né?”. O homem agredido identificou-se como Jeremias, é forçado a falar o nome da mãe e também apanha no rosto.

Useiro e vezeiro

O Carrefour emitiu nota lamentando o ocorrido, informando ter demitido os seguranças, cobrando apuração e afirmando que dará suporte para as vítimas. Não é a primeira vez em que seguranças da rede de supermercados são flagrados em casos de violência contra negros. Em novembro de 2020, João Alberto Silveira Freitas foi espancado até a morte por dois seguranças de uma loja na zona norte de Porto Alegre. Em março de 2023, Vinícius de Paula, marido da jogadora da seleção brasileira de vôlei Fabiana Claudino, denunciou racismo da loja de Alphaville, em São Paulo. Dias depois, a professora Isabel Oliveira ficou apenas com roupas íntimas em uma unidade de Curitiba do mercado Atacadão, empresa do grupo Carrefour, para denunciar racismo cometido por segurança.

‘Não gosto de gente escura’

Ainda em Salvador, mas no bairro de São Rafael, a designer de sobrancelhas Andresa Fonseca denunciou racismo sofrido em uma loja de conveniência. De acordo com o jornal A Tarde, uma mulher com um casaco camuflado, típico de militar, insulta Andresa afirmando não gostar “de gente escura que nem você. Eu não suporto”. A seguir, diz que “odeia pretos”. O caso também foi filmado e publicado nas redes sociais.

Para o A Tarde, Andresa afirmou que a agressora sentou perto dela e a mandou sair antes de verbalizar o racismo. A designer de sobrancelhas afirmou que ligou para a Polícia Militar, “mas eles falaram que nesse tipo de caso não mandam viatura e era para eu ir até uma delegacia registrar o B.O”. “A sensação foi de agressão e de rememorar tudo que nós pretos sofremos no dia a dia. Meu advogado está me orientando [do que fazer agora]”, finalizou Andressa, sempre de acordo com o jornal.

+ sobre o tema

Programa “Fala Brasil” ou “Fala Dinamarca”?

Raramente vejo TV aberta no Brasil. Além do Jornal...

Formação anti-racismo corre sobre rodas na Polónia

O programa educacional anti-racismo preparado na Polónia para a...

Votação do projeto que institui cotas nas universidades é adiada

CLIPPING - IROHIN - Fonte: Agência Senado -     Sem acordo a...

‘Quem não segue tradição, que chame o acarajé de outro nome’, defende antropóloga

Maria Paula Adinolfi diz que é preciso salvaguardar as...

para lembrar

Relatório aponta ‘níveis alarmantes’ de ataques racistas na Grécia

Relatório aponta "níveis alarmantes" de ataques racistas na...

Médico do caso Adrielly faltava plantões há 5 anos, diz polícia

Médico do caso Adrielly faltava plantões há 5 anos,...

Tocar tambor é um ato de resistência!

No Brasil antes da invasão, já se ouvia os...

#TireORacismoDeCampo

Em parceria com o Corinthians e o Atlético Mineiro,...
spot_imgspot_img

Nem a tragédia está imune ao racismo

Uma das marcas do Brasil já foi cantada de diferentes formas, mas ficou muito conhecida pelo verso de Jorge Ben: "um país tropical, abençoado...

Futuro está em construção no Rio Grande do Sul

Não é demais repetir nem insistir. A tragédia socioclimática que colapsou o Rio Grande do Sul é inédita em intensidade, tamanho, duração. Nunca, de...

Kelly Rowland abre motivo de discussão com segurança em Cannes: ‘Tenho limites’

Kelly Rowland falou à imprensa sobre a discussão que teve com uma segurança no tapete vermelho do Festival de Cannes durante essa semana. A cantora compartilhou seu...
-+=