Seleção feminina mobiliza torcedores e ganha apoio em desembarque após Copa

A maior parte da delegação da seleção brasileira feminina desembarcou na manhã de hoje em São Paulo e foi recepcionada com festa por um grupo de torcedores pela participação na Copa do Mundo. O Brasil foi eliminado no último domingo pela França com derrota por 2 a 1, após prorrogação, nas oitavas de final do torneio.

por Diego Salgado no Esporte UOL

imagem – UOL

A recepção calorosa surpreendeu a atacante Cristiane. “Nunca vi assim, nem quando ganhamos medalha”, disse a veterana, que estava presente nas conquistas das medalhas de prata nos Jogos Olímpicos de 2004 e 2008, além do vice-campeonato no Mundial de 2007.

Um grupo com mais de 100 pessoas chegou cedo ao Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, com cartazes de incentivo à seleção. “Valorize o futebol feminino”, “Eu torço por todas”, “Foi um prazer ver vocês jogarem”, “O sonho continua, continuaremos na luta” e “Nossa melhor bola na rede é a igualdade” estavam entre as frases. Dois ônibus cheios fizeram o transporte de parte dos fãs, mas muitos também vieram por conta própria.

Ao aparecerem no saguão, as jogadoras foram festejadas e ganharam uma medalha simbólica de fãs pela participação na Copa.

“Não sabia da recepção. Mostra o quanto honramos a camisa da seleção e quanto deixamos em campo, principalmente no jogo contra a França. Representa tudo o que fizemos nos jogos da Copa, e essa torcida representa muito”, disse Andressa Alves.

Desembarcaram em São Paulo em voo que chegou por volta das 5h oito jogadoras presentes na campanha: Tamires, Érika, Cristiane, Raquel, Andressa Alves, Ludmila, Poliana e Letícia Santos. Outro grupo, com a presença do técnico Vadão, chegou por volta das 6h30 de hoje no mesmo aeroporto.

Nem toda a delegação viajou ao Brasil após a participação na Copa do Mundo. Marta, Camila e Thaísa foram diretamente para os Estados Unidos, enquanto Bia Zaneratto e Luana foram para a Coreia do Sul

+ sobre o tema

Paulo Gustavo reage a ataque homofóbico: “Vou ser viado até o último dia da minha vida”

Paulo Gustavo reage a ataque homofóbico. O humorista revelou...

“Amor e Sexo”: morri e fui pro inferno

Recebemos inúmeros tweets e emails a respeito do programa...

para lembrar

Por que é importante falarmos em feminismos (no plural)?

Apesar de existirem múltiplas perspectivas feministas, observamos muito frequentemente...

Carrie Fisher: ‘Não seja uma escrava como eu fui’

Estreia do novo título da franquia Star Wars levou...

“Se a solução não passar pelas mulheres. Não poderá se chamar solução”

A tendência feminista tradicional é dizer que Sororidade é...
spot_imgspot_img

Casa Sueli Carneiro abre as portas ao público e apresenta o III Festival Casa Sueli Carneiro, pela primeira vez em formato presencial

RETIRE SEU INGRESSO A Casa Sueli Carneiro, fundada em dezembro de 2020 e atuando em formato on-line desde abril de 2021, é uma entidade criada...

Aborto legal: falhas na rede de apoio penalizam meninas e mulheres

As desigualdades sociais no Brasil podem explicar a razão para que meninas e mulheres busquem apoio para o aborto legal também após 22 semanas...

Referência do feminismo negro, Patricia Hill Collins vem ao Brasil para conferência, curso e lançamento de livro

Referência do feminismo negro, a socióloga estadunidense Patricia Hill Collins participa, nesta quarta-feira (19), de um evento em Salvador, na Universidade do Estado da Bahia (Uneb)....
-+=