Serena Williams é tenista com maior número de ‘Grand Slams’ após vencer a irmã Venus

Serena Williams, aos 35 anos, a número dois mundial, conquistou o seu 23º ‘major’, ao bater na final do Open da Austrália a Venus, por 6-4, 6-4

Do Correio Do Brasil

A tenista norte-americana Serena Williams agradeceu à irmã Venus, que derrotou na final do Open da Austrália. Ela a considerou sua inspiração. Serena tornou-se recordista de títulos de ‘Grand Slam’ na Era Open

Aos 35 anos, a número dois mundial conquistou o seu 23º ‘major’, ao bater na final do Open da Austrália a Venus, por 6-4, 6-4. O feito ocorre 19 anos depois de a mais velha das irmãs Williams tê-la afastado na sua estreia num ‘Grand Slam’, igualmente em Melbourne.

— Gostava de aproveitar este momento para felicitar Venus, ela é uma pessoa fantástica. Nunca teria chegado aos 23 sem ela. Não conseguiria ter um sem ela — disse.

A tenista tem um ‘Grand Slam’ a mais do que a alemã Steffi Graf. E está a um prêmio do recorde global, batido pela australiana Margaret Court.

De Vênus para Serena

Com o troféu nas mãos, Serena, de 35 anos, pediu um aplauso para o regresso – embora não goste da palavra – da irmã. Após vários problemas físicos e de saúde, Vênus conseguiu regressar a uma final de um ‘Grand Slam’. E o faz quase oito anos depois de terem disputado o título em Wimbledon.

— Ela é a minha inspiração, ela é a única razão porque estou aqui hoje e a única razão para existirem as irmãs Williams — afirmou.

Um ano mais velha, Venus também deixou elogios à irmã.

— Serena Williams… Eis a minha irmã mais nova… Parabéns Serena pelo 23º (título) — disse uma emocionada Venus, durante a cerimónia.

Venus lembrou que esteve ao lado da irmã, mesmo que, como aconteceu hoje, tenha perdido muitas vezes para Serena.

— Mas tem sido uma coisa fantástica, as suas vitórias têm sido sempre as minhas vitórias, acho que sabe disso. Naquelas vezes que eu não consegui lá estar, que não cheguei lá, você estavas lá. Estou muitíssimo orgulhosa — concluiu.

+ sobre o tema

Lançamento do livro/CD/DVD ‘O Jongo do Tamandaré’

    Saiba Mais:  Jongo Cacuriá AS DANÇAS...

Gal Martins: O movimento que faz a diferença

Como Gal Martins levou a linguagem da dança contemporânea...

Sessão solene pelo centenário do “Sambista Pé Rachado”

O sambista Pé Rachado se vivo completaria 100...

para lembrar

Mortalidade materna de mulheres negras é o dobro da de brancas, mostra estudo da Saúde

Assim como outros indicadores de saúde, a mortalidade materna é...

Presidenta Dilma Rousseff recebe lideranças do Movimento Negro

Educação, saúde, democratização da comunicação e enfrentamento à violência...

Máscaras noturnas das mães – Gelede

As imagens sagradas que surgem imediatamente após as máscaras...
spot_imgspot_img

Comida mofada e banana de presente: diretora de escola denuncia caso de racismo após colegas pedirem saída dela sem justificativa em MG

Gladys Roberta Silva Evangelista alega ter sido vítima de racismo na escola municipal onde atua como diretora, em Uberaba. Segundo a servidora, ela está...

Uma mulher negra pode desistir?

Quando recebi o convite para escrever esta coluna em alusão ao Dia Internacional da Mulher, me veio à mente a série de reportagens "Eu Desisto",...

Da’Vine Joy Randolph vence o Oscar de Melhor atriz coadjuvante

Uma das favoritas da noite do 96º Oscar, Da'Vine Joy Randolph se sagrou a Melhor atriz coadjuvante da principal premiação norte-americana do cinema. Destaque...
-+=